Banheira simples, de hidromassagem, spa ou ofurô. Qual escolher?

Chegar em casa após o final de um dia estressante de trabalho, ou mesmo após um longo e cansativo passeio, encher uma banheira e ficar de molho, relaxando, é o sonho de consumo de muitas pessoas. Quem sonha com isso e ainda não realizou esse sonho, por vezes se depara com algumas questões: Há um lugar adequado e com espaço suficiente para instalar uma banheira em minha casa? Vou usá-la com que frequência? O investimento necessário valerá a pena? O que devo colocar? Uma banheira simples, de hidromassagem, um ofurô ou mesmo um spa? E qual a diferença entre eles?

A menos que o espaço disponível para a colocação seja muito pequeno e só caiba um pequenina banheira, é normal haver dúvidas sobre o tipo de banheira que é o mais adequado para adquirirmos. Se você pretende instalar uma e tem essa dúvida, para ajudá-lo na tomada de decisão, vamos explicar um pouco sobre cada um dos tipos mais comuns, seus pontos fortes e pontos fracos.

A banheira comum, geralmente, é só para uma pessoa e é instalada no banheiro. Atualmente ela é fabricada utilizando acrílico ou gel coat – uma espécie de resina sintética que protege e que mantém a superfície lisa e brilhante -. Em ambos os casos apresenta um reforço estrutural interno em fibra de vidro. Ela possui uma torneira (ou um misturador) e um ralo. Existem modelos antigos feitos em outros materiais, ou imitações desses modelos também fabricados em fibra. A banheira comum pode ser a opção mais econômica para a instalação, ela pode seu instalada dentro do box – sob o chuveiro – , ou separada, se houver espaço suficiente. É ótima para relaxar, mas se o clima estiver frio, a água esfria muito rapidamente e precisa ser substituída para que se mantenha aquecida.

Banheira Simples ou Comum

Quanto à banheira de hidromassagem e o spa, o que diferencia ambos é basicamente o seu tamanho. Ambos são banheiras com jatos para massagem e algumas trazem mais alguns recursos. A banheira de hidromassagem pode ter tamanho para apenas uma pessoa, ou para várias. Já os spas, são sempre para várias pessoas e, geralmente, possuem mais profundidade do que as banheiras de hidromassagem. Ambos podem ser instaladas em banheiros, áreas de lazer ou até mesmo ao ar livre.

A água, se utilizada pura, não precisa ser trocada a cada uso e pode ser mantida higienizada com os mesmos produtos usados em piscinas. Porém, se a água for utilizada com espumas de banho, deverá ser trocada após cada uso, o que pode se tornar bem dispendioso para banheiras de tamanhos maiores. A instalação é mais cara que uma banheira comum, porque precisa de um motor para impulsionar a água e de pontos de energia elétrica para o motor e para os acessórios que podem acompanhar a banheira. Para manter a água aquecida por mais tempo, pode ser escolhido um motor que utiliza a própria água da banheira para seu resfriamento e, por isso, evita o resfriamento da água que circula. Não é aconselhável instalá-las em locais onde o piso pode ser danificado em contato com a água. Em locais de clima quente, são uma ótima opção para jardins externos, substituindo a piscina.

Banheira de Hidromassagem

Spa

Originário do Japão, o ofurô é um tipo de banheira mais profunda e mais curta do que uma banheira tradicional. O ofurô tradicional é produzido em madeira, porém já existem ofurôs feitos com outros materiais. Os primeiros ofurôs eram totalmente redondos (como o modelo abaixo), porém atualmente os mais populares são os ovais. Também já se encontra para comprar ofurôs com jatos de hidromassagem. Ele pode ser usado no banheiro, no dormitório, áreas de lazer ou ao ar livre. Pelo seu tamanho, eles são concebidos para que quem os utilize fique sentado em uma posição semelhante a uma cadeira, portanto não permitem que a pessoa se estique tanto quanto em uma banheira.

Ofurô

Basicamente são essas as diferenças entre esses 4 tipos de banheiras, portanto, se esse texto esclareceu suas dúvidas, antes de se decidir, por um ou outro tipo, avalie tanto seus hábitos, como também o ambiente onde a banheira vai ser instalada. Avalie também se você realmente vai utilizá-la ou se ela se transformará somente em outro objeto para ocupar espaço, gerando manutenção e necessidade de limpeza. É importante também definir se ela será um item de uso pessoal ou para várias pessoas.

Dependendo do tamanho da banheira escolhida a quantidade de água necessária para enchê-la é o equivalente a um banho de chuveiro, porém há modelos que exigem muito mais água para que funcionem a contento. Se esse é um item importante para você e que vai pesar na decisão, precisa decidir se prefere uma banheira com pouca água e que seja trocando a cada uso, ou prefere um modelo com muita água, tratando-a e trocando-a apenas de vez em quando.

 
Selecionamos também abaixo algumas propostas de ambientes com os mais diversos modelos e estilos instalados, para que você possa imaginá-los em sua casa.

Se você gostou dessas dicas, certamente também vai gostar dessas outras postagens do “Lar, Doce Lar”:
Como acertar na decoração monocromática
Toalheiros – ideias criativas para guardar ou pendurar as suas toalhas e ainda decorar o seu banheiro
Evite os 10 erros mais comuns na decoração da sala de estar
Toalheiro térmico vale a pena?
Banheiros em preto e branco, você já pensou nisso? Selecionamos 18 ambientes para você se inspirar
Você pretende construir uma pérgola em sua casa? Aproveite essas sugestões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *