Como aproveitar as encostas e declives para fazer belos jardins – 32 ótimas ideias para inspiração

Gostou? Compartilhe...

Tempo estimado para leitura: 4 minutos

Todas as pessoas que moram em terrenos que tenham declive ou aclive sabem que eles devem ser mantidos sempre com vegetação para evitar possíveis deslizamentos e a erosão. Declives acentuados e altos podem inclusive provocar tragédias ao deslizarem.

Porém, isso não significa que elas devam ser deixados totalmente entregues a mãe natureza, sujos, com matos e sem planejamento e embelezamento.


Uma técnica muito usada para facilitar a manutenção de terrenos com aclives é a formação de platôs, porém, como explicamos acima, nem sempre é recomendável mexer com a estrutura de um terreno acidentado, as consequências podem ser catastróficas.

Mexer em encostas muitas vezes é perigoso e deve ser feito com a ajuda de profissionais habilitados. Os deslizamentos e erosão acontecem pelo desgaste do solo causado pela chuva e pelo vento. Com a intervenção do homem, esse processo pode ser acelerado quando a vegetação é retirada do solo para plantações, construções ou acumulo de lixo.

Porém, fazendo da forma correta, é possível sim aproveitar as encostas para fazer lindos jardins, para isso devemos ter muito cuidado ao remexer a terra e na escolha das plantas que vamos usar. Como em um jardim plano, temos que verificar quais as melhores plantas para a geografia do local.

Nessas áreas, se o acesso for fácil, a grama é uma ótima opção, porém, se o acesso for difícil ou a inclinação muito grande, pequenos arbustos, flores em touceiras, forragens e gramíneas que não precisem de corte são as plantas mais indicadas. Uma gramínea que fica linda, não precisa ser cortada e que se adapta bem a quase todas as regiões do Brasil é a grama amendoim.

Se já existirem árvores nativas, evite removê-las, a natureza já se certificou de que elas estão no lugar certo. Procure acrescentar apenas vegetação rasteira que se adapte bem a que já existe.

Para planejar um jardim em um terreno de encosta é importante levar em conta alguns fatores:

• Qual o grau de inclinação do terreno;
• Você vai usar essa parte do jardim ou só pretende fazer um paisagismo bonito e agradável para ser contemplado;
• Já existe vegetação que permanecerá ou você pretende plantar justamente para evitar erosão e desabamento;
• Será necessário fazer muro de contenção ou só a vegetação será suficiente para garantir a segurança da encosta;
• Como é a incidência solar.

O que deve ser evitado:

• Escolher plantas anuais, porque ao terminar um ciclo, até começar o próximo a terra ficará desprotegida, dê preferência às plantas perenes;
• Árvores ou arbustos muito grandes, pois eles podem tombar com o tempo devido ao seu peso. Mesmo a vegetação nativa que já esteja no local deve ser acompanhada com o passar do tempo, pois, apesar de termos escrito acima que a natureza já se certificou de estarem no lugar certo, se elas crescerem demais com o passar dos anos podem se transformar em um risco;
• Plantar bananeiras e árvores grandes como mangueira, mamoeiro, abacateiro, entre outras. Elas acumulam muita água no solo e podem provocar deslizamentos de terra;
• Cortes e aterros nas encostas para não enfraquecer o terreno, caso seja necessário faça muros de contenção;
• Plantas com folhas muito grandes, a água que escorre delas prejudica o solo, pois funciona como se fosse uma torneira aberta;
• Alterar muito a encosta se ela já possuir vegetação nativa. Lembra que a natureza é sábia e a vegetação nativa está no local certo?

Opte por:

• Plantas que possuam raízes que ajudam a segurar o solo. Raízes muito grossas ou muito finas movimentam o solo e causam erosão. Raízes muito superficiais, como as do bambu, também não são indicadas;
• Cobrir o solo com grama e capim nas encostas do terreno, pois as raízes penetram no solo e impedem o desmoronamento. A grama amendoim, citada acima, é uma ótima candidata. Nunca deixe o solo descoberto;
• Fazer canaletas para escoar a água;
• Ao fazer caminhos e degraus opte por madeiras ou pedras;
• Use gramas e forragem com folhas pequenas e coloridas para dar vida ao jardim;
• Aproveitar os muros de contenção para fazer paisagismo vertical.

Observe na galeria com 32 ideias que selecionamos abaixo que várias das técnicas citadas acima foram utilizadas. Algumas soluções preservaram e embelezaram a área nativa, outros optaram por construir muros e fazer platôs com escadas, outros ainda só usaram plantas rasteiras, enfim, é possível cobrir e proteger uma encosta de várias formas, porém em todas essas soluções que trouxemos foi preservada a vegetação para garantir a segurança do terreno.

Algumas dessas soluções, pelo tipo de vegetação, você poderá observar que foram adotadas em outros países, mas servem como ideia para ser adaptada com a vegetação que mais se adapte a região onde você queira aproveitar um terreno inclinado com segurança e beleza.



Gostou dessas dicas? Então certamente você também vai gostar de ler esses outros textos que publicamos:
Como montar uma sala de estar no jardim + 24 ideias incríveis
Usando o tubo do rolo de papel higiênico no jardim
34 ideias para montar um jardim em um espaço pequeno
Saiba quais são os aromas que atraem boas energias
32 ideias para criar um jardim fácil de manter e ainda várias dicas incríveis
Toalha de mesa antiformiga funciona?

Gostou? Compartilhe...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *