Vale a pena consumir tomates orgânicos?

Os alimentos orgânicos geralmente têm um custo mais elevado que os seus equivalentes cultivados de forma convencional. Porém, muitos alimentos cultivados de forma orgânica não trazem grandes benefícios se comparados aos seus similares, como é o caso de algumas frutas, nas quais a forma de cultivar não é significativa no resultado final. Mas esse não é o caso do tomate, no caso dele, o orgânico traz várias vantagens.

O tomate é um dos alimentos mais deliciosos e nutritivos da cadeia alimentar. É rico em polifenóis, antioxidantes que agem contra os danos causados pelos radicais livres presentes em nosso organismo, combatendo o envelhecimento precoce e prevenindo as doenças degenerativas. Além disso, por suas propriedades anti-inflamatórias e anticoagulantes, auxilia na prevenção do câncer de próstata, artrite e doenças cardiovasculares.

Segundo análises feitas na Universidade Federal do Ceará com tomates orgânicos e tomates convencionais, os orgânicos são mais nutritivos do que os convencionais. Essa pesquisa contraria afirmações anteriores, de que não haveria diferenças do ponto de vista nutricional entre os dois.

De acordo com os resultados obtidos, os tomates orgânicos apresentam concentrações mais elevadas de vitamina C, açúcares e antioxidantes, a comparação foi feita por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará, sob a orientação da professora e pesquisadora Maria Raquel Alcântara Miranda.

No estudo efetuado, os pesquisadores compararam tomates orgânicos com os convencionais quanto ao peso e ao conteúdo nutricional. Os tomates orgânicos, apesar de apresentarem um peso inferior (em média 40%) se comparados aos convencionais, foram capazes de acumular uma maior quantidade de nutrientes, ou seja, possuem uma concentração mais elevada dos nutrientes mais importantes para nossa saúde.

Isto seria provocado pelo estresse benéfico ao qual os tomates orgânicos são submetidos durante o seu crescimento, tendo que enfrentar condições adversas, sem o auxílio de pesticidas químicos, tal como no caso das plantas cultivadas espontaneamente em um ambiente completamente natural. Provavelmente devido a este tipo de estresse, que a qualidade nutricional de tomates orgânicos aumenta, fazendo com que contenham uma maior presença de vitamina C, açúcares e antioxidantes, entre os quais, o licopeno.

Os especialistas sugerem portanto, que no cultivo de hortaliças, não se deva tentar eliminar as condições de estresse com o intuito de maximizar a produtividade das culturas. O ideal é encontrar um equilíbrio que permita a obtenção de produtos de qualidade, tamanho e conteúdo nutritivo compatíveis e adequados.

O resultado dessa pesquisa só vem acrescentar mais vantagens a esse alimento, além das já sabidas, pelo fato de alimentos cultivados de forma orgânica não trazerem consigo os resíduos de produtos químicos, muitos deles prejudiciais à nossa saúde. No caso específico do tomate, trata-se de um dos alimentos mais contaminados pelo uso de agrotóxicos devido a sua susceptibilidade à ação das pragas. 

Em outra pesquisa, realizada por uma equipe da Universidade de Barcelona, Espanha, também ficou comprovado que os tomates orgânicos possuem níveis mais elevados de antioxidantes quando comparados aos de cultivo tradicional. A conclusão dessa pesquisa foi semelhante à do universidade brasileira, de que pelo fato dos tomates orgânicos não receberem agrotóxicos, a própria planta precisa ativar seus mecanismos de defesa, elevando assim os níveis de todos os antioxidantes encontrados na sua composição.

 
Nesse estudo, os pesquisadores encontraram 34 diferentes substâncias benéficas para nosso organismo contidas nos tomates, cultivados com ou sem agrotóxicos. Por isso, o seu consumo é recomendado, independente da forma de cultivo, porém, fica o alerta de que os cultivados com agrotóxicos devem receber um cuidado muito especial na hora de serem preparados para o consumo. Portanto, se você não tem tempo de plantar seus próprios tomates, não sabe onde comprar orgânicos, ou não está disposto a pagar mais caro pelos que encontra a venda, sugerimos também a leitura do texto “5 dicas para eliminar os agrotóxicos das frutas e verduras que consumimos“, que publicamos aqui no blog “Lar, Doce Lar”.

Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar dessas outras postagens:
Bokashi, o adubo orgânico japonês que está fazendo sucesso no Brasil
Comecei separando o lixo, resolvi fazer uma composteira e agora tenho uma horta orgânica
Horta – o que plantar em cada mês
A importância da adubação de hortas e jardins
Alimentos para cultivar dentro de casa em vasos autoirrigáveis
10 motivos para usar vasos autoirrigáveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *