5 dicas para quem trabalha muito tempo sentado

Passar muito tempo sentado prejudica muito nosso organismo, desconforto, dormência, coluna torta, dores nas articulações e má circulação sanguínea são algumas das consequências causadas, a longo prazo, de permanecer durante períodos muito longos sentado.

O sedentarismo faz parte do nosso modelo de sociedade atual, você sabia que depois de apenas 20 minutos ininterruptos sentado, a nossa coluna já começa a ficar pressionada, provocando inúmeros malefícios para o nosso organismo? Esse tempo é muito menor do que o tempo que a maioria das pessoas, principalmente as que trabalham em ambientes fechados ou dirigindo veículos, ficam sentadas.

Quando estamos sentados, nossa coluna sofre uma distorção de sua curva natural, em função de estar em uma posição “não natural” para o corpo humano, que adapta-se melhor quando estamos em pé. Como as dores e consequências vão surgindo aos poucos, não às associamos à esse hábito, porém, no longo prazo acabamos pagando um preço altíssimo por ele, com o surgimento de fortes dores lombares, hérnias e outras lesões que podem ser irreversíveis.

Além de afetar a coluna, o excesso de tempo sentado pode provocar sérios problemas circulatórios em função de comprimir os nossos vasos sanguíneos, com isso, nosso sangue passa a não circular eficientemente, diminuindo a oxigenação do nosso corpo, a distribuição dos nutrientes e dos hormônios necessários ao organismo. Esse problema provoca uma sensação de cansaço e fadiga.

Se você está nesse grupo de sedentários, muitos especialistas recomendam adotar alguns hábitos e procedimentos em seu dia-a-dia para combater as consequências provocadas por ele.

1. Aproveite os momentos em que está envolvido com telefonemas ou reuniões informais para falar em pé e em movimento, alternando momentos sentados com momentos caminhando;

2. Não permaneça por mais de uma hora sentado ininterruptamente, levante-se e caminhe, nem que seja para ir beber alguma coisa, ir ao banheiro, ou mesmo olhar pela janela;

3. Certifique-se de que a sua posição na cadeira esteja correta, ou seja, procure ficar com as costas bem acomodadas no encosto, os pés bem posicionados no chão. Se não for possível posicionar os pés no chão, utilize um apoio portátil para seus pés, o ideal é que quando você estiver sentado suas pernas formem um ângulo de 90 graus. Com isso, evita-se a estagnação da corrente sanguínea nas pernas, o que pode favorecer o surgimento de varizes;

4. Por mais que se tente manter uma postura correta quando sentado, se a cadeira não for apropriada não tem como, portanto ao escolher a sua, opte pelos modelos ergonômicos, com descanso para os braços e que tenham regulagem de assento e de encosto. Dê preferência a uma cadeira ou poltrona com as dimensões apropriadas ao seu corpo e que tenha um assento firme e profundo o suficiente para suportar as suas coxas sem forçar o ângulo posterior dos joelhos, tenha apoio para os braços e o encosto traseiro arredondado. O encosto da cadeira é  um item muito importante, pois ele é essencial para fornecer estabilidade a quem se senta, o encosto deve ser levemente inclinado para trás, pois o encosto em ângulo reto não nos dará suporte e acabamos escorregando para a frente em busca de uma posição mais confortável. O uso de um apoio lombar pode ajudar na manutenção de uma boa postura sentada, influenciando a postura global da coluna vertebral e reduzindo a fadiga muscular.

5. Procure manter a cabeça em linha reta na maior parte do tempo quando sentado, se utiliza monitor de computador, evite ter que olhar para baixo para utilizá-lo.

Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar dessas outras postagens:
6 modos de tentar salvar uma planta quase morta
Você sabia que a jardinagem faz bem para a saúde?
Animais de estimação contribuem para diminuir o estresse
Conheça o apaixonante kit para as crianças amarem plantar
10 motivos para usar vasos autoirrigáveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *