O banho de contraste quente e frio realmente traz benefícios?

Tempo estimado para leitura: 5 minutos

banho de contraste

Você já deve ter ouvido falar que o banho que alterna duchas quentes e frias, conhecido como banho de contraste, traz benefícios para a saúde.

Atualmente muitos profissionais sugerem essa técnica. Além disso, vários atletas profissionais também se utilizam dela.

Aliás, fazer sauna, seguida de uma ducha fria ou um mergulho em uma piscina gelada é uma tradição de muitas culturas e seguem os mesmos princípios.

Nesse sentido, os banhos de contraste oferecem a vantagem de estarem disponíveis para quem não tem acesso a uma sauna. Além disso, eles permitem que o corpo se ajuste gradualmente às diferenças de temperatura.

Diferentemente da sauna, onde o impacto da mudança de temperatura é radical. Continuar lendo

Dicas e várias ideias para adotar o estilo wabi-sabi em sua casa

Tempo estimado para leitura: 7 minutos

wabi-sabi
Na contramão do mundo em que vivemos atualmente, onde a maioria das pessoas se cobra para ser perfeita, onde as redes sociais estimulam a comparação e a competição, seja na aparência, sejam nas realizações, o estilo wabi-sabi não busca a perfeição.

Exatamente, esse é o conceito da filosofia wabi-sabi, buscar a beleza na imperfeição. Ou seja, um modo de vida perfeitamente imperfeito. Continuar lendo

O travesseiro para pernas alivia as dores do corpo?

Tempo estimado para leitura: 5 minutos

Travesseiros para pernas sempre foram um anseio de muitas pessoas para solucionar o problema de dormir mal ou de acordar com dores pelo corpo após uma noite de sono.

Para muitas das pessoas que dormem de lado, o simples amortecimento do contato entre os joelhos ao deitar já é suficiente para ter um sono mais confortável e tranquilo, porém, para outras pessoas, os problemas da má postura ao dormir vão além, afetando outras partes do corpo, como a coluna e os quadris. Continuar lendo

Você tem trauma de banheiro? Testamos o PooFresh Nº3

Tempo estimado para leitura: 4 minutos

Muitas pessoas têm medo ou vergonha de usar o banheiro para defecar (o famoso número 2), principalmente pelo cheiro que deixarão para trás e que será sentido pelas próximas pessoas a utilizá-lo.

Esse medo também acomete os homens, mas é muito mais comum entre as mulheres, a ponto de algumas vezes elas deixarem de utilizar o banheiro para fazer suas necessidades em diversas ocasiões sociais (em visitas, no trabalho e em festas, por exemplo). Até mesmo em casa muitas mulheres ficam inibidas, acarretando como consequência desse comportamento problemas de saúde e psicológicos. Continuar lendo

Métodos caseiros para se livrar de odores persistentes

Tempo estimado para leitura: 3 minutos

Por acaso a sua casa está sendo tomada por odores persistentes, que parecem não sumir de jeito nenhum? Alguns itens comuns que você provavelmente já tem em casa podem ser excelentes para eliminar esses odores ruins e manter a sua casa com um ar fresco.

Antes que você invista o seu dinheiro em produtos químicos pesados, leia nossas dicas e teste estes remédios caseiros – muitas vezes eles serão tudo o que você precisa! São alternativas baratas e naturais. Continuar lendo

O produto que democratiza o cocô

Tempo estimado para leitura: 3 minutos

A dificuldade em fazer cocô fora de casa é uma questão compartilhada pela maioria dos brasileiros. Isso de certa forma pode ter alguma relação com questões culturais, todavia, é fato que o maior problema está relacionado ao mau cheiro que o número 2 causa. Continuar lendo

Quanto o seu cão entende você?

Tempo estimado para leitura: 3 minutos

A maioria dos cães sabe o que você quer dizer quando diz “senta” ou “fica”, e alguns deles conhecem também a palavra “não”, mas quanto mais eles têm capacidade de entender? Continuar lendo

Cocô todo mundo faz, mas você não precisa deixar rastro

Tempo estimado para leitura: 3 minutos

Você já parou para pensar que cocô não é uma palavra proibida nem feia? É também um assunto que pode ser tranquilamente discutido quando falamos sobre animais de estimação, crianças, outras pessoas ou, com raríssimas exceções, até de nós mesmos, dependendo do momento e da intimidade que temos com nossos interlocutores.

Porém, o ato de fazer cocô, geralmente carrega consigo um enorme tabu. Muitas vezes é tratado com vergonha, é um assunto de foro íntimo e, preferencialmente, ignorado. Até parece que ninguém faz cocô. 🙂 Continuar lendo