Dicas e várias ideias para adotar o estilo wabi-sabi em sua casa

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 7 minutos


Na contramão do mundo em que vivemos atualmente, onde a maioria das pessoas se cobra para ser perfeita, onde as redes sociais estimulam a comparação e a competição, seja na aparência, sejam nas realizações, o estilo wabi-sabi não busca a perfeição.

Exatamente, esse é o conceito da filosofia wabi-sabi, buscar a beleza na imperfeição. Ou ainda, um modo de vida perfeitamente imperfeito.


Mas o que é exatamente wabi-sabi, qual o motivo para estar ganhando tanta popularidade no mundo todo e como você pode incorporar essa filosofia em sua casa? Tentaremos responder todas essas perguntas e muito mais a seguir.

O que significa wabi-sabi?

Segundo a Wikipédia, “Wabi-sabi representa uma abrangente visão de mundo à japonesa, uma abordagem estética centrada na aceitação da transitoriedade e imperfeição”.

Essa antiga filosofia japonesa, estabelecida com base nos ideais do Zen Budismo, incentiva as pessoas a aceitarem e aproveitarem a vida e as coisas como elas são: imperfeitas. Ou seja, quando as pessoas aceitam a imperfeição passam a realmente apreciar a beleza do mundo natural como um todo.

A palavra “wabi” significa simplicidade rústica e intencional, tranquilidade, viver com humildade e simplicidade enquanto está em harmonia com a natureza.

A palavra “sabi” está associada à beleza e à serenidade que vem com o tempo, a idade e ao desgaste causado pelo uso, ou seja, ter a capacidade de aceitar o ciclo de vida de qualquer coisa como ela é, com suas falhas, diferenças, imperfeições e desgastes.

A mescla dessas duas palavras japonesas e de dois conceitos forma uma mistura única, que funciona tanto para a decoração estética quanto como uma filosofia de vida. Essa mistura trata sobre unir o que você tem com quem você é.

Há uma calma reconfortante em aceitar e viver dentro do conceito wabi-sabi. Uma vez tendo aceito a transitoriedade e imperfeição da vida e dos objetos, as pessoas podem passar a apreciar a beleza inesperada em objetos desgastados e outros elementos da natureza que descobrem ao seu redor.

Visando aproveitar com suavidade essa estética pacífica, as pessoas devem procurar se livrar de uma sociedade superficial, competitiva e perfeccionista. Em vez de fazer isso, devem abraçar a autenticidade.

Como o wabi-sabi se aplica à decoração?

A filosofia wabi-sabi se traduz em decoração e design de interiores por meio de valorizar a natureza na sua forma mais pura, como móveis feitos de madeira crua com os nós aparentes, pisos de pedra rústica ou de cimento cru, paredes e superfícies de concreto perfuradas e irregulares e tapetes rústicos feitos à mão.

Um visual vivido e natural é estimulado, em vez do estilo chique e perfeito, e uma sensação reconfortante de paz e tranquilidade por meio da simplicidade.

Em um sentido mais amplo, wabi-sabi é o oposto de planejar interiores elegantes e selecionados, linhas limpas, formas geométricas e ambientes ricos em tecnologia. O coração do wabi-sabi é composto por produtos adquiridos em feiras de pulgas, itens restaurados e reciclados, relíquias de família, cama desfeita pela manhã, camisa amassada e sapatos gastos. Mas, tudo isso com uma certa organização e limpeza.

No design de interiores, wabi-sabi se manifesta por meio de materiais naturais como madeira e argila, itens únicos que são feitos à mão ou passados ​​de geração a geração, um equilíbrio saudável entre função e forma e uma paleta de cores terrosas em tons de preto, marrons, cinzas, verdes e enferrujados ou basicamente qualquer cor atenuada que cria um ambiente relaxante e calmante.

No contexto de design de ambientes e decoração de interiores, uma casa que adota o estilo wabi-sabi é aquela que abraça a autenticidade, valoriza o ambiente calmo, harmonioso e vivido e ainda promove uma sensação geral de paz e tranquilidade baseada na simplicidade.

Quem opta por essa filosofia, em vez de sempre buscar acrescentar em sua casa as últimas novidades e modismos ou ter obsessão em deixar cada detalhe da decoração perfeito, procura encontrar harmonia na autenticidade dos materiais e na imperfeição dos objetos.

Se você chegou até aqui, possivelmente essa abordagem pode muito bem ser o que você está procurando para enfrentar o mundo caótico e obcecado pela perfeição que descrevemos no início desse texto.

Obviamente que ideias abstratas como a filosofia wabi-sabi nem sempre são as mais fáceis de aplicar em uma casa, portanto selecionamos algumas dicas e ideias básicas que poderão lhe ajudar a dar à sua casa as vibrações aconchegantes, simples e alegres proporcionadas por essa ideia.

Dicas para usar o conceito wabi-sabi na decoração

Incorpore no ambiente o artesanal e o caseiro

O wabi-sabi tem como filosofia incorporar e priorizar a autenticidade onde quer que ela possa ser encontrada, portanto, não há nada mais autêntico do que decoração caseira e toques artesanais. Mas, o que significa isso?

Você pode utilizar na decoração um peça de artesanato que você comprou em umas férias inesquecíveis, pode ser um vaso, uma peça em tecido que você fez em suas horas de lazer, um objeto de cerâmica que você encontrou em uma lojinha local, entre outros.

São aqueles elementos caseiros e imperfeitos que realçarão a sensação calorosa, charmosa, aconchegante e autêntica do seu espaço, objetos que remetam a boas lembranças, essa é uma das características mais significativas do wabi-sabi.

O cimento cru e o cimento queimado são elementos constantemente encontrados em uma casa que adote essa filosofia.

Mantenha a casa organizada

Evite a desordem nos ambientes, isso deixa-os menos convidativos. O wabi-sabi tem uma abordagem que valoriza a imperfeição, porém isso não significa que incentive o caos e a desordem, ao contrário disso, estimula a simplicidade e rusticidade organizada.

Uma casa wabi-sabi deve ser livre de desordem e muito organizada a fim de inspirar sentimentos calorosos de paz e tranquilidade, mas não sem ser uma coisa obsessiva. Se você tiver um pouco de organização, já está na metade do caminho.

Lembre-se que aderir à filosofia wabi-sabi não se trata de simplicidade pela simplicidade, se trata sobre ter um senso de ordem com simplicidade e imperfeição, para proporcionar uma sensação de calma e aconchego para sua casa.

Leve a natureza e a sensação de ar livre para dentro de sua casa

Devido às vibrações universalmente boas que eles carregam consigo, os materiais orgânicos e os elementos da natureza são os principais componentes de uma casa wabi-sabi.

Além disso, as imperfeições naturais encontradas nas plantas, na madeira e nas pedras são ótimas lembranças diárias da beleza que pode ser encontrada na imperfeição.

Para maximizar essas boas vibrações, integre móveis de madeira, vasos de flores e o máximo de plantas vivas que o ambiente permitir.

Se você não é expert em jardinagem ou se não tem muito tempo para cuidar de plantas mais sensíveis, opte por suculentas ou outras plantas resistentes, que vão lhe trazer todos os benefícios das plantas naturais sem despender muito tempo com a manutenção.

Cestos, madeira bruta aparente, paredes cruas e pouca decoração são elementos que levam a sensação de estar em contato com a natureza para dentro de uma casa.

Esqueça a decoração de estilo único e combinando

Não se preocupe em combinar estilos, o que importa é harmonia na decoração. Nem todos os objetos e móveis precisam ser homogêneos e super combinar.

Na verdade, para essa filosofia de decorar, muita correspondência pode diminuir substancialmente o caráter e a atmosfera acolhedora de uma casa. Entretanto, não estamos afirmando que você deva tentar combinar objetos diferentes de propósito, mas sim para não se preocupar em acrescentar algo que você adora à sua casa, mesmo que ele não tenha um ajuste perfeito esteticamente. Quando se trata de wabi-sabi, essa imperfeição é bem-vinda.

Tenha uma casa prática e funcional

A filosofia wabi-sabi tem como premissa também uma espécie de minimalismo, em que cada ambiente tenha somente o básico, sem exageros e itens desnecessários.

O conceito que reduz os objetos ao mínimo propõe que um ambiente tenha somente objetos úteis e alguns poucos que tragam nostalgia, beleza ou uma combinação de todas essas características para a casa. É a chamada casa funcional, onde cada objeto tem sua função e não existem itens desnecessários.

Você poderia pensar então que wabi-sabi soa muito parecido com o minimalismo, então qual a diferença? A premissa do wabi-sabi não é tanto sobre se livrar de coisas, mas organizar um ambiente para parecer limpo e arrumado, em vez de juntar coisas, se sentir contente tanto com as coisas que já estão na casa, assim como ir atrás das coisas que podem estar faltando.

Novamente, como comentamos acima sobre simplicidade, essa tendência de decoração não usa o minimalismo pelo minimalismo, mas visa apenas manter as coisas que são essenciais para um espírito calmo e feliz, uma abordagem que maximiza a alegria da vida cotidiana e não das coisas inúteis.

Contrariamente ao minimalismo puro, em que as pessoas tendem a descartar objetos, como um vaso que lhe agrada mas que não se encaixa esteticamente na decoração, as pessoas entusiastas do wabi-sabi ficam com aquele vaso porque ele as deixa felizes.

O que o wabi-sabi nos ensina é que não há existe uma maneira errada de fazer as coisas. Você não precisa ser um especialista em decoração ou ter grandes orçamentos para decorar sua casa. Simplesmente prefira valorizar em vez de tentar deixar sua casa perfeita e dentro de padrões rígidos.

Observe atentamente a sua casa, você se surpreenderá com quantas coisas já fazem parte de todo o conceito de wabi-sabi.


Se você gostou das ideias acima, provavelmente também vá gostar dessas outras publicações do “Lar, Doce Lar”:
Como decorar o hall de entrada de uma casa?
Parede pintada pela metade, 22 ideias e várias dicas
Entendendo a ciência do Feng Shui
Toalheiro térmico vale a pena?
Conheça dois projetos de casas que se adaptaram perfeitamente às condições oferecidas pela natureza
Você mora em uma casa ou um lar?
Saiba quais são os benefícios de utilizar plantas na decoração da forma correta
Como escolher o piso para a cozinha

Compartilhe...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *