Como acabar com o mau hálito do meu cachorro?

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 7 minutos

É normal um cachorro ter mau hálito? Existem muitos motivos pelos quais um cão pode apresentar mau hálito, entre eles está a alimentação e até mesmo algumas doenças.

E para as pessoas apaixonadas pelos seus cachorros e que os tratam como crianças, há ainda um desconforto adicional. Chegar em casa ser recebido pelas suas efusivas lambidas com aquele odor característico não é nada agradável.

Se você está entre essas pessoas, provavelmente concorde que poucos maus cheiros são tão desagradáveis ​​quanto o que sai da boca de um cachorro com mau hálito. Portanto, a seguir procuraremos esclarecer quais as principais causas do mau hálito canino e como resolvê-lo.

E o mais delicado dessa situação é que seu peludo não tem culpa nenhuma disso e sua repulsa pode transparecer para ele que você não aprecia seus beijos, o que para ele é muito frustrante.

Lambidas afetuosas causam a liberação de endorfinas, que não só proporcionam prazer para os cães, como também os acalmam e confortam.



Entretanto, conforme comentamos acima, o mau hálito de um cachorro não é apenas uma coisa desagradável, ele também pode ser um sinal de um problema de saúde. Portando, antes de tentar resolver o problema comprando um petisco com sabor de hortelã para ele, dedique um pouco do seu tempo para pesquisar e se informar sobre as possíveis causas desse mau hálito, o que você pode fazer para tratá-lo e como preveni-lo.

É errado acreditar, como muitas pessoas acreditam, que o mau hálito de seu cão é apenas “hálito canino”, e portanto normal e que não haja um motivo para que isso aconteça.

Quais são as principais causas do mau hálito canino?

Mau hálito causado por má higiene oral e doenças periodontais

As causas mais comuns para o mau hálito em cães são a má higiene oral e as doenças periodontais, como gengivites. Assim como acontece com os humanos, o acúmulo de placa bacteriana e tártaro nos dentes e gengivas pode levar ao desenvolvimento de bactérias que causam o mau hálito.

Se o seu cão não tem o hábito de mastigar brinquedos e você nunca escova os seus dentes ou não os limpa regularmente, a causa mais provável de seu mau hálito é o acúmulo da placa bacteriana. Com passar do tempo, essa higiene oral deficiente pode levar à doença periodontal.

O acúmulo da placa e o tártaro em excesso podem afastar as gengivas dos dentes, expondo assim novas áreas na boca do cão que proporcionam o desenvolvimento de bactérias. Isso não apenas inflamará suas gengivas, mas também poderá causar cáries, infecções, apodrecimento dos tecidos, perda dos dentes e até formação de pus. É desnecessário explicar que todos esses fatores também causam mau hálito.

Alguns sintomas de que esse seja o problema do seu cão: gengivas muito vermelhas e inchadas; sangramento nas gengivas; dentes com a base amarelada ou marrom (isso é a formação da placa de tártaro); dentes quebrados ou escurecidos.

Mau hálito causado por hábitos alimentares desagradáveis

Os cães têm um faro excelente, mas um paladar péssimo, praticamente não sentem gostos e são capazes de comer qualquer coisa que encontraram. ​​Portanto, infelizmente muitas vezes ele comem coisas que podem ser até nojentas e malcheirosas como se fossem iguarias saborosíssimas.

Por vezes esses seus hábitos alimentares se traduzem diretamente em mau hálito, portanto se o seu melhor amigo tem o hábito de revirar o lixo ou tem acesso a restos de animais em decomposição, seu mau hálito pode ser o resultado de más refeições não supervisionadas.

Muitos cachorros também costumam comer as fezes de gatos e até mesmo de outros cães, portanto, se eles tiverem acesso facilitado a esses “petiscos”, é uma grande tentação para eles resistirem. E isso não é apenas fedorento e nojento, mas também muito anti-higiênico e causador de possíveis doenças.

Além disso, como se comer as fezes de gatos ou de outros cães não fosse suficientemente nojento, alguns cães ainda comem seu próprio cocô com frequência, em uma condição chamada coprofagia e que também é uma causa de mau hálito em cães.

Mau hálito causado por diabetes

Caso o mau hálito do seu cachorro tenha um cheiro adocicado ou frutado, você precisa levá-lo ao seu veterinário. Hálito adocicado e frutado é um sintoma forte de diabetes, que é uma doença muito séria em caninos, porém perfeitamente tratável.

Na dúvida, pesquise também sobre os outros sintomas que podem indicar diabetes e devem ser observados, como por exemplo, o fato de seu cão beber água e urinar com mais frequência. Marque uma consulta com o veterinário para examinar seu cão se acreditar que seja esse o motivo do mau hálito.

Mau hálito causado por doença renal

Um cão que come fezes provavelmente tenha o seu hálito com cheiro de cocô, mas se o hálito do seu cão cheira a urina, provavelmente não é porque ele bebeu xixi.

O odor de urina no hálito do seu cão é um sinal de alerta de possível doença renal e também justifica uma visita ao seu veterinário. A doença renal é séria e pode ser um sintoma de um problema bem maior que esteja afetando seu melhor amigo.

Mau hálito causado por doença hepática

Se não apenas o hálito do seu cão estiver ruim, mas ele também estiver vomitando, com falta de apetite e tiver uma coloração amarela nas gengivas, ele pode estar com um problema de fígado.

Assim como a doença renal canina, os problemas hepáticos podem ser um sinal de uma condição séria e é vital que você leve o seu cão ao veterinário o mais rápido possível.

Mas, como eliminar o mau hálito canino?

Como o mau hálito canino deve ser tratado

Por mais importante que seja entender e descobrir os motivos do hálito fétido de um cachorro, o que realmente importa é como acabar com ele. Conforme explicamos acima, a forma de acabar com o mau hálito de um cachorro vai depender da descoberta do causador desse mau hálito.

Se a placa bacteriana, o tártaro e a doença periodontal são o motivo do mau hálito do seu cão, então provavelmente a melhor solução seja marcar uma consulta com o seu veterinário para ver se o seu cão é candidato a uma limpeza dentária.

O veterinário provavelmente fará exames de sangue e cardíaco para ter certeza de que seu cão pode suportar uma anestesia geral, e, esta consulta também será uma ótima oportunidade para ele descartar qualquer outra causa potencial mais grave para o mau hálito de seu cão.

Se o caso for de limpeza bucal, geralmente durante ela o veterinário, além de eliminar o tártaro, acabará removendo dentes soltos ou danificados, dependendo da extensão da doença periodontal.

Caso o motivo do mau hálito sejam as más refeições sem sua supervisão, procure proteger todo lixo doméstico além de limitar o acesso do seu cão a achados desagradáveis ​​que estejam em seu quintal. Além disso, sempre que surpreendê-lo fazendo isso, ralhar com ele poderá ajudar a diminuir o problema.

Se você tiver gatos, colocar a caixa de areia fora do alcance de seu cachorro também é uma solução simples e que elimina o consumo de fezes de gato, além disso recolher as fezes caninas espalhadas pelo quintal o mais rápido possível pode ajudar a prevenir a coprofagia.

Caso o motivo seja o diabetes, doenças renais e hepáticas, neste caso são condições que requerem tratamento veterinário e assim que o problema subjacente e causador for resolvido, o mau hálito do seu cão também deve desaparecer.

Como prevenir o mau hálito canino

A maneira mais simples de prevenir o mau hálito é escovar os dentes do seu cão regularmente. A escovação frequente dos dentes reduz a placa bacteriana e promove uma melhor higiene oral, assim como nos humanos, e com um pouco de treinamento, a maioria dos cães acaba gostando de escovar os dentes.

Ao escovar os dentes, procure utilizar sempre a pasta de dentes para cães, que é formulada para eles. Evite escovar os dentes de seu cão com pasta de dente destinada a pessoas, pois ela pode conter ingredientes tóxicos para cães, como o xilitol. Algumas pastas infantis também podem ser usadas.

Oferecer ao seu cão muitos brinquedos para morder e guloseimas dentais ajuda a cuidar dos dentes naturalmente. A mastigação previne o acúmulo de placa bacteriana e tártaro e alivia o seu tédio e estresse, mantendo seu cão saudável e feliz. Apenas certifique-se de escolher brinquedos adequados para o tamanho e a idade do seu cão, como esse mordedor vendido pela Inova Store, loja parceira do “Lar, Doce Lar”.

Cães de porte pequeno podem exigir mais cuidados dentários do que cães de maior porte, pois são mais propensos a doenças periodontais. Isso porque cães de portes menores tendem a ter dentes mais próximos, o que promove o acúmulo de placa bacteriana e tártaro, portanto, certifique-se de fornecer a eles muitos brinquedos para mastigar desde a mais tenra idade e escovar os seus dentes regularmente.

Também procurar alimentar o seu cão com uma dieta equilibrada, apropriada e de qualidade, proporcionar a ele bastante exercício e levá-lo ao veterinário regularmente pode ajudar a prevenir doenças sistêmicas como a diabetes, causadoras de mau hálito.

Além disso, manter seu cão saudável ajuda a evitar uma série de outros problemas de saúde e pode ajudar seu veterinário a detectar a causa subjacente do mau hálito do seu cão antes que se transforme em um problema grave.

Assim como acontece com a maioria dos problemas de saúde, a prevenção do mau hálito é o melhor remédio. E se você gosta de uma boa lambida do seu melhor amigo, faça isso por ele e por você.


Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar de ler sobre esses:
Você prepara em casa a comida do seu Pet? Então leia essas dicas importantes
A casa e os animais de estimação
Testamos o mordedor para cães que se propõe a substituir a escova de dentes
Raças de cachorros
Dicas importantes para quem precisa deixar seu cão sozinho em casa
Como cuidar de cães idosos?
Calos de apoio em cães são um problema?
É possível afirmar que um cão é mais ou menos inteligente em função da sua raça?

Compartilhe...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *