Como organizar e facilitar a mudança de casa

Depois de escolher a casa nova, finalizar a burocracia para comprá-la ou alugá-la vem a expectativa de como a nossa casa vai ficar. As ideias para acomodar os seus móveis, objetos pessoais e outras coisas nela. Deixá-la bonita, agradável e aconchegante. O problema é que para isso se tornar realidade ainda temos pela frente a etapa da famigerada mudança, atividade provavelmente detestada por 9 em cada 10 pessoas.

Porque a mudança de residência é uma etapa que tememos tanto? Tirar tudo o que temos dentro de nossa casa, empacotar, transportar, desempacotar e arrumar tudo na casa nova é um trabalho que pode ser feito por empresas especializadas, dessa forma fica muito fácil. Mas a mudança só acontece dessa forma se você tem condições e prefere pagar por esse serviço. Porém, em um momento em que geralmente os gastos são altos, nem sempre podemos pagar por um serviço de empacotamento e redistribuição dos itens no novo local. Além disso, em muitas cidades não encontramos empresas que ofereçam o serviço de mudança completo, encontramos apenas o serviço de transporte, portanto quem precisa gerenciar a mudança de casa somos nós mesmos.

Se você está se preparando para mudar de casa, não transforme sua mudança em pesadelo, retirando o prazer de entrar em seu novo lar. Nós temos algumas dicas que vão facilitar esse processo, torná-lo menos estressante e até prazeroso em algumas etapas.

1. A melhor coisa a fazer para facilitar uma mudança é usar muitos listas. Não economize tempo e papel, anote tudo o que se lembrar que precisa ser feito, para não esquecer nenhum item.


2. Defina o que vai ser levado para a casa nova e o que você vai doar, vender ou descartar por não ter mais utilidade. Aproveite esse momento para se desfazer de coisas que, em algum momento lhe tenham sido úteis mas não lhe servem mais, como itens que você não gosta, não usa ou que não se adaptarão na casa nova. Isso vai evitar que você perca tempo e energia empacotando e transportando objetos que não serão mais utilizados.

3. Separe todos esses objetos que não serão transportados, e já dê o destino certo para eles.

4. Defina o local de destino de cada item que irá com você e já identifique cada ambiente da casa nova.  Isso vai facilitar o descarregamento e a montagem.

5. Sabendo o volume da sua mudança, providencie caixas, sacos, malas, jornais, plástico bolha e fita adesiva para empacotar tudo de forma que cheguem ao seu destino no melhor estado possível.

6. Antecipe-se ao dia da mudança. Comece a embalar primeiro os itens menos usado e vá executando essa tarefa aos poucos. Use caixas menores para colocar os itens mais pesados e maiores para os itens mais leves. Isso vai facilitar o transporte e evitar que as caixas se rompam e suas coisas acabem se danificando.

7. Agrupe os itens classificados na etapa 4 e identifique todas as embalagens, com a informação do que tem dentro e do ambiente em que ela deverá ser descarregada. Assim você não precisará ficar orientando os carregadores a cada caixa que for descarregada. Caso o conteúdo da caixa requeira cuidado redobrado no transporte, escreva bem grande e em pelo menos dois lados da caixa a palavra frágil. Caixas que não podem ser viradas durante o transporte e descarregamento também devem ser identificadas com essa informação.

8. As roupas podem ser transportadas em malas, sacos grandes ou até em trouxas feitas com lençóis velhos. As roupas de cabide devem ir com os cabides, assim ficará mais fácil arrumá-las depois. Existem caixas especificas para acomodar essas roupas. Muitas transportadoras fornecem esse tipo de embalagem.

9. Plantas e objetos de maior valor você pode ir levando aos poucos para a casa nova para evitar que se quebrem ou se extraviem na mudança.

10. Quando o dia da mudança estiver próximo, procure consumir todos os alimentos e materiais de limpeza sem repô-los, dessa forma sua mudança ficará menor. Faça isso principalmente com alimentos perecíveis.

 
11. Deixe para organizar no dia da mudança somente os itens mais necessários e que você precise utilizar até o último momento. Organize-os de tal forma que eles sejam os últimos a serem carregados e os primeiros a serem descarregados na nova casa.

12. Antes de fechar a casa definitivamente e partir com sua mudança, faça uma revisão geral em todas as peças, verifique se não ficou nada para trás. Também é de bom tom deixar a casa limpa para o próximo morador antes de entregá-la.

13. Comece a arrumar a casa nova pela cozinha, depois preocupe-se com dormitórios e, por último, as outras peças. Defina um prazo para terminar de arrumar tudo, caso contrário você acabará tendo caixas por muito tempo espalhadas pela casa.

14. Ao desempacotar os itens de decoração, livros, álbuns de fotos e outros objetos que você não manuseia diariamente, aproveite para tirar o pó antes de colocá-los no seu novo lugar. Não faça isso com a louça e com as roupas. Deixe para limpá-las, lavá-las e passá-las depois de colocadas no lugar e quando for utilizá-las, caso contrário a arrumação nunca terminará e ficará bem mais cansativa.

15. Procure guardar tudo em seu lugar definitivo, o provisório ou se torna permanente ou é trabalho dobrado.

Explicado assim não pareceu tão difícil, não é mesmo?

Mudança feita, agora é só relaxar e aproveitar sua casa nova.

Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar dessas postagens:
Dicas de decoração de quarto de casal
A importância da colcha na decoração do quarto
Dicas para tornar o inverno uma estação mais agradável
Cozinhas Americanas – Ideias e Dicas
Inspire-se com esses móveis multifunção, que aproveitam melhor os pequenos espaços
10 motivos para usar vasos autoirrigáveis
Home Office, como viabilizar o fato de trabalhar e morar no mesmo local?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *