Dicas importantes para quem precisa deixar seu cão sozinho em casa

Boa parte das pessoas que precisa deixar seu cãozinho sozinho em casa no horário de trabalho nem imagina o que acontece com ele nesse período. Se é esse o seu caso, saiba que é muito importante pensar em como ele vai passar até sua volta ao lar. Não esqueça que no passado os cães viviam ao ar livre e provavelmente faziam companhia aos moradores da casa em suas tarefas, tanto domésticas como profissionais. Cães viverem fechados e sozinhos em apartamentos é um fenômeno da era moderna.

Atualmente a maioria dos cães passa boa parte do tempo sozinho. Se você tem um cãozinho ou pretende adotar um, é muito importante conhecer as suas necessidades quando longe de nós. Cães que ficam sozinhos em casa sem uma ocupação que os entretenha acabam ficando deprimidos, estressados, solitários, tristes e entediados – é a chamada Síndrome da Ansiedade da Separação -, por isso é uma obrigação nossa mantê-los felizes durante o período em que estivermos trabalhando fora de casa.

Além disso, os cães sempre vão procurar por uma ocupação para gastar suas energias, e se eles tiverem que criar suas próprias ocupações acabarão por destruir seus móveis e outros objetos para chamar sua atenção, criando um estresse em seu relacionamento. Portanto, listamos abaixo diversas dicas de atitudes importantes para que seu cão não sofra tanto ao ficar sozinho em uma casa ou em um apartamento, através da ocupação do seu tempo.

Uma excelente opção para amenizar o tempo que seu cão passará sozinho é providenciar um bom, e de preferência puxado, exercício pela manhã, antes de você se ausentar para trabalhar. A intensidade desse exercício deve se basear nas características, porte e na idade do seu cão. Por exemplo, um cão mais velho e de focinho curto não pode ser tão exigido quanto um filhote de focinho comprido, tanto devido a suas idade como as características que facilitam sua respiração. Consulte o seu veterinário para saber quais o exercícios adequados para seu cão. Fazendo isso na medida certa, provavelmente seu cachorro vai querer dormir por algum tempo durante sua ausência para recuperar as energias. Ele iniciará o dia satisfeito física e mentalmente.

Mantenha-o ocupado, procure deixar em casa brinquedos que ele possa destruir. Existem em lojas especializadas alguns brinquedos que façam com que ele tenha ocupação por um bom tempo do seu dia, alguns deles com petiscos de difícil acesso que eles consigam alcançar após algum tempo como recompensa pelo esforço. Procure fazer isso também com seus brinquedos favoritos, deixe-os ao seu alcance apenas quando ele vai ficar sozinho, ao chegar em casa, recolha-os. Não é preciso nem gastar muito com esses brinquedos, você mesmo pode produzi-los, por exemplo, uma garrafa pet com petiscos dentro provavelmente será muito apreciada. Roupas e objetos que ele possa ter acesso com o seu cheiro também são interessantes.

Procure evitar apenas objetos e brinquedos que possa machucá-lo ou engasgá-lo, pois não esqueça que ele vai estar sozinho. Teste sempre antes os brinquedos quando você estiver em casa e puder supervisionar a brincadeira.

Se você tiver condições de pagar por um passeador profissional ou tiver algum vizinho ou parente que possa dar uma atenção por algum tempo ao seu cachorro durante sua ausência, também pode ser uma boa ideia.

Ao sair de casa não demonstre que isso é uma situação ruim para ambos, nunca faça uma despedida efusiva e triste, com beijos, abraços, falas infantis, pois ele vai associar essa sua saída à tristeza da separação. O momento da saída de casa tem que ser como qualquer outra situação, simplesmente saia normalmente, como se estivesse indo para outra peça da casa. Quanto mais natural sua saída, mais fácil e rápido ele se acostumará com ela. Ao voltar para casa, deixe-o fazer sua festa de boas-vindas, mas não haja igual a ele, espere um pouco para demostrar o seu carinho, faça outra coisa antes, para que ele não associe alegria a sua volta, pois se fizer essa associação ficará ansioso pelo seu retorno. Passado o momento da chegada compense-o, é sua vez de matar as saudades.

Uma maneira de saber que você está agindo da forma correta ao deixar seu cão sozinho, é prestar atenção aos Sinais de Ansiedade da Separação. Seu cão sempre vai ter energia reprimida e tédio ao ficar sozinho, isso é normal. Porém, se ele começar a ficar inquieto e choroso quando observar que você está se preparando para sair, mastiga portas, rodapés e outros objetos na sua ausência, ou até mesmo se auto-mutila, isso são sinais que sua ausência está sendo um sofrimento para ele.

Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar de ler sobre esses:
Animais de estimação contribuem para diminuir o estresse
A casa e os animais de estimação
14 alimentos que jamais devem ser dados para cães
Saiba que plantas você deve evitar se tiver animais em casa
10 passos para preparar sua casa para um filhote de gato
Assim como acontece conosco, o estresse também afeta o sono dos cães

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *