Você sabe como engrossar seus molhos?

Todo mundo que já preparou algum prato na vida sabe que as comidas com molhos ficam muito mais saborosas e atrativas. Entretanto, quem já precisou preparar algum molho sabe que muitas vezes a sua consistência fica bem diferente do imaginado. As vezes aquele molho de tomate encorpado que você tinha imaginado, grudando na sua massa, transforma-se em uma água avermelhada, que fica toda acumulada no fundo dos pratos. Você sabe o que fazer quando isso acontece?

Para resolver esse problema, muitas pessoas apelam para o uso de um item muito conhecido para engrossar preparações e que deve estar presente na grande maioria dos lares: o amido de milho. Popularmente conhecido como maisena, o amido de milho é muito famoso como um engrossador de alimentos. Se você já se aventurou na cozinha, certamente já deve ter usado, sua mãe deve ter usado, sua avó deve ter usado, não é mesmo?

Mas a verdade é que o amido de milho é somente mais uma das várias formas de tornar suas preparações mais grossas, atrativas e até aveludadas. A seguir vamos ensinar alguns métodos simples e eficientes para quem não tem ou não quer lançar mão da maisena no preparo de seus pratos, ou mesmo para quem quer utilizar a maisena mas não sabe como fazê-lo, pois ela é uma técnica válida e eficiente.

  • Reduções: molhos muito ralos na verdade têm apenas um defeito – eles têm muita água na sua composição. Assim, se você eliminar esta água em excesso, o resultado será um molho mais concentrado e encorpado. Pelo nome do processo você já deve ter percebido que a redução funciona exatamente como parece: você deixa que seu molho continue cozinhando sobre o fogo, lentamente, para que o excesso de água evapore. Entretanto, para esse processo ter sucesso é preciso tomar alguns cuidados. Inicialmente, muita paciência. Além disso, você deve dar preferências para frigideiras ou panelas largas, para aumentar a superfície do líquido e facilitar a evaporação. É fundamental que o molho seja levado à fervura e então colocado em fogo baixo, onde deve permanecer. Esse método é ideal para molhos que têm como base água ou vinho, não sendo o ideal para molhos a base de leite. Apenas fique atento para que não engrosse demais e para que não queime.
  • Roux: é uma mistura baseada em partes iguais de manteiga e farinha de trigo. Para fazer o roux, derreta a manteiga em fogo brando e incorpore a farinha aos poucos, mexendo sempre. Quanto mais tempo você deixar cozinhando mais escuro o roux ficará – o que é uma maneira de também acrescentar cor aos seus molhos além de apenas engrossá-los. Para evitar que empelote (embolote), sempre despeje o líquido que você quer engrossar quente sobre o roux, aos poucos e mexendo sempre.
  • Amido de milho (maisena, ou Maizena, se você conhece pela marca notória): será que você sabe mesmo usar esse método tão comum para engrossar? Para evitar que empelote, com a criação daqueles grumos de maisena não dissolvida no seu molho, você deve seguir essa dica simples: dissolva a maisena em um pouquinho de água fria antes. Quando estiver bem dissolvida, incorpore a mistura no seu molho quente. Mexa um pouquinho e veja a mágica acontecer.
  • Pectina: você sabia que você também pode engrossar geleias e molhos doces? Para isso, basta acrescentar algumas cascas de maçã ao seu preparado. As cascas de maçã são muito ricas em pectina, que é quase uma gelatina natural. O aquecimento das cascas fará a pectina ser liberada e engrossará a sua comida.

Se você gostou dessas dicas, provavelmente também vá gostar dessas receitas:
Receita de bolo de coco sem lactose
Cheesecake – receita rápida e muito deliciosa
Torta de legumes – receita facílima
Receita de marshmallow cremoso
Receita facílima de mousse de chocolate
Sorvete de abacate pronto em segundos
Receita de torta de banana com doce de leite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *