Confinamento sem tédio. Pegue um livro grátis aqui…

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 3 minutos

Em função da epidemia mundial de Coronavírus, e sem entrar em juízo de valor se as medidas são exageradas ou não, o fato é que, por determinação das autoridades, a imensa maioria da população brasileira está confinada em casa.

Mas cabe a nós, os confinados, decidirmos o que fazer com as nossas vidas durante esse tempo de confinamento.

Eu me chamo Robert Ramos Roman e sou um dos produtores de conteúdo do blog “Lar, Doce Lar”.

Acompanhamos inicialmente aqui em casa, avidamente, as notícias mundiais sobre a pandemia do COVID-19, porém, com o passar do tempo percebemos que isso estava nos fazendo muito mal, iriamos adoecer sem nem ao menos nos aproximarmos do vírus da pandemia mundial. Nossa doença seria mental, e não física.

A partir de então, passamos a seguir o que recomendam diversos profissionais de saúde, que eu acredito devam ser respeitados nesses momentos de crise.

Praticamente estamos passando direto sem ler as postagens sobre o assunto em redes sociais e buscando poucas notícias sobre o assunto (acessamos uma vez por dia alguns sites de notícias para não ficarmos alienados sobre o que está acontecendo).

O restante dos nossos dias estão sendo dedicados ao home office e a hobbies que nos façam bem para a saúde física e mental. Essa é a nossa rotina atual. Mas, afinal, talvez você esteja se perguntando porque estou escrevendo esse texto não sendo um especialista nem em saúde e, tampouco em políticas públicas?

Como não estou ajudando na linha de frente no combate ao vírus e percebo que muitos amigos e parentes meus estão ficando deprimidos e doentes de tanto se informarem sobre esse assunto, pensei no que eu poderia ajudar para que eles superassem essa fase, afinal, como ensinou Chico Xavier, “Tudo passa”.

Foi então que me lembrei de um livro que escrevi, por hobby, há alguns anos (por alguns anos leia cerca de 25 anos atrás) que nunca foi publicado e que ficou guardado entre os bits e bytes de todos os computadores que eu tive desde então (apenas alguns membros da minha família a amigos próximos tiveram acesso a ele e gostaram muito, mas esses são suspeitos para opinar).

Decidi então distribuir o meu livro para que as pessoas tenham mais uma opção para preencher o seu tempo, permanecendo assim por uma parte do seu dia afastadas de tantas notícias deprimentes.

O livro que escrevi se chama “O Preço de um Sonho” (não, esse nome não tem nada a ver com quanto custa o sonho que você compra na padaria perto da sua casa). Confesso que talvez eu não tenha sido muito feliz no nome, mas tenho a certeza de que se você baixá-lo vai devorar todinho.

“O Preço de um Sonho” é um livro de ficção, com um certo suspense, e se desenrola na floresta amazônica, onde um diplomata americano possuía uma casa de férias.

Se você chegou até aqui e resolveu baixá-lo, é só clicar no botão abaixo. Se gostar da leitura, compartilhe com quem você acredita que esteja precisando desopilar, se não gostar, melhor não compartilhar, não é mesmo? Afinal, chega de coisas ruins em nossa vida.

Quem sabe até, se não for muita pretensão minha, a partir desse livro você desenvolva o hábito da leitura, se ainda não tiver.

A propósito, como expliquei acima, esse livro tem mais de 25 anos, portanto, por favor desconsidere o fato de não estar escrito seguindo a nova ortografia.

Download “O Preço de um Sonho” precodeumsonho.pdf – Baixado 104 vezes – 962 KB

 

Compartilhe...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *