Você mora em uma casa ou um lar?

O que diferencia uma casa de um lar? A meu ver a diferença está no aconchego. Enquanto a casa é um espaço físico, o lar é onde nos sentimos bem. Podemos morar em uma casa ou em um lar, isso depende de cada um. Isso porque a casa pode ser linda, grande, bem decorada e, mesmo assim, continuar sendo só uma casa. Se ela não refletir nosso gosto e nosso estilo de vida, será a nossa casa e não o nosso lar.

O lar, por outro lado, pode ser pequeno ou grande, rico ou pobre, feio ou bonito, não importa. É onde nos sentimos acolhidos, temos nossa vida e nossas coisas, onde nos sentimos aconchegados, para onde queremos ir depois de um dia cansativo. Podemos mudar constantemente de casa e levar nosso lar junto.

Pensei em escrever sobre esse assunto porque hoje saí para caminhar e estava um dia feio, frio e com neblina. Quando cheguei em casa me senti gratificada. Nada como tomar um banho quente, pegar uma xícara de café e sentar no sofá, com meus cachorros em volta, para escrever. Apesar da minha casa ter muitos vidros e a sala ter o pé direito alto e piso frio, sempre me sinto aconchegada aqui, pois tenho plantas, tecidos, cores e quadros comprados e pintados por familiares. Ou seja, estou rodeada por coisas que gosto, como fotos de família e objetos que coleciono. Ao olhar ao meu redor, cada vez que vejo algum enfeite, lembro-me de quando e onde comprei ou de quem ganhei. Tenho coisas que me acompanham há muito tempo e outras bem recentes, mas não me importo se alguma coisa é velha ou nova, o que importa é se eu gosto ou não dela.

O que escrevo a seguir é a minha opinião de como um lar deve ser. Opinião que desenvolvi ao estudar decoração e, principalmente, ao longo da minha vida. Como decoradora, posso deixar uma casa linda, mas com a participação dos moradores, prefiro que ao fim do meu trabalho a casa tenha se transformado em um lar.

Para sua casa ser aconchegante, ela deve refletir seu gosto, seu estilo de vida e atender às suas necessidades. Além disso, assessórios como cortinas, tapetes, quadros e fotos podem ajudar a aumentar a sensação de aconchego. Compare uma parede lisa e uma parede com quadros, ou uma peça sem tapetes e uma com tapetes. A sensação de aconchego é muito maior quando temos tecidos, texturas diferentes e cores vestindo a casa.

A iluminação também ajuda muito a tornar um ambiente mais ou menos aconchegante. É sempre bom termos ambientes bem iluminados, mas também é importante termos iluminação indireta, para os momentos de relaxamento. Nesse sentido, sempre prefiro a luz amarela, porque é mais relaxante do que a luz branca.

Evite ter na sua casa coisas das quais você não gosta. Aquele enfeite que você ganhou de alguém e acha que só deve usar para agradar quem presenteou, ou aquele item que você comprou e que quando colocou em uso viu que não era o imaginado. Essas coisas vão diminuindo o prazer que temos de observar nossa casa. Fazer limpezas e doar, descartar ou reciclar objetos estragados ou que não são necessários é importante para evitar acumular coisas. É bom sempre ter lugar para tudo e evitar pilhas em cantos ou atrás das portas.

O mais importante é ter itens dos quais você goste e que reflitam a sua vida, trazendo memórias da sua família, dos seus amigos e de viagens feitas. Eles ajudam muito a fazer com que você se sinta bem. Exponha fotos, lembranças de bons momentos, de viagens e presentes. Essas coisas sempre ajudarão a melhorar seu astral colocar você para cima e deixarão o seu lar com a sua cara.

Como é bom chegar em casa em um dia frio e ter uma manta sobre o sofá para podermos nos enrolar e assistir televisão. Uma cortina para deixar o ambiente mais íntimo e protegido do mundo exterior ou para proteger do sol e diminuir o calor, em dias quentes. Para quem mora em regiões de clima mais frio, há coisa melhor que uma lareira? Além do calor, aproxima as pessoas e deixa o ambiente muito mais romântico e aconchegante.

Espero ter ajudado com esse texto. Se você concorda ou discorda, comente e vamos trocar ideias sobre esse e outros assuntos aqui neste blog.

Texto escrito por Míriam Roman, decoradora e proprietária da loja Kamari, especializada em cama, mesa, banho e decoração.

Se você gostou das dicas acima, provavelmente também vá gostar dessas:
Decoração, acerte nas cores
Bom gosto, você tem?
Cozinhas Americanas – Ideias e Dicas
Sugestões de Presentes Criativos
Lareiras – tipos e combustíveis
19 superdicas para economizar água
Dicas para tornar sua casa mais segura contra intrusos
A jardinagem e a saúde física e mental

3 comentários em “Você mora em uma casa ou um lar?

  1. ROSEANE LOPES FREITAS disse:

    Amei seu texto! ❤

  2. Sara disse:

    Puxa o que vc disse veio em de encontro com a resposta que dei ao meu filho hoje. Estamos morando numa casa de oito cômodos que é somente uma casa onde não temos vontade de fazer ou acrescentar nada e vamos para uma de dois cômodos. Ele me perguntou pq eu acredito que seremos felizes lá eu respondi que lá quem vai decidir se a janela vai estar aberta ou fechada seremos nós e vamos discutir para saber quando mudarmos as coisas, inclusive vamos brigar sobre a permanência do Toby dentro de casa (o que claro já sei que é batalha perdida), mas faremos tudo para entrar lá dentro e sentir paz, em estar e o amor de uns pelos outros. Ele me respondeu: Ok. Vai mesmo ser bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *