Como plantar e cultivar o alho-poró

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 4 minutos

O alho-poró, também conhecido como alho-porro, alho-porró, ou alho-francês, é uma herbácea pouco calórica que pertence à família dos alhos e das cebolas.

Por suas características e sabor acentuado, ele pode ser consumido cru, cozido, assado ou refogado e dá um sabor especial aos molhos, saladas e caldos.


Apesar do seu nome, o sabor do alho-poró remete mais ao sabor da cebola, do que do alho, sendo inclusive mais suave e menos ácido que a cebola.

O alho-poró prefere os climas amenos, com temperaturas variando entre 13°C e 24°C. Ele tem como característica resistir à baixas temperaturas. Porém, tomando-se o cuidado de manter o solo sempre úmido, o alho-poró adapta-se também às regiões de clima mais quente do Brasil.

Para ter um cultivo saudável de alho-poró na sua horta, é preciso que você adote alguns cuidados que podem fazer toda a diferença no sucesso ou insucesso do seu plantio, portanto, sugerimos observar as dicas abaixo atentamente antes de iniciar sua plantação.

Qual a época e a região do país mais adequadas para o plantio do alho-poró?

Como explicamos acima, o alho-poró é uma planta que se adapta melhor aos climas amenos, com temperaturas entre 13°C e 24°C, por isso seu plantio é mais indicado para as regiões Sul e Sudeste do país e deve ser feito preferencialmente entre os meses de fevereiro e julho.

Também como explicamos acima, ele pode ser cultivado em regiões com climas mais quentes, mas para isso é necessário que o solo seja mantido sempre bem úmido e nos períodos de temperaturas mais baixas dessas regiões.

Onde plantar o alho-poró?

Você tem dúvidas sobre como escolher o local mais adequado para o plantio do alho-poró e qual a quantidade de água necessária? Assim como a maioria das hortaliças, o ideal é que o alho-poró receba pelo menos 3 horas de sol direto por dia, mas se você não tem em seu terreno um espaço com essa quantidade de luz não desista.

Caso tenha menos do que isso, procure diminuir a irrigação, caso tenha mais que isso, aumente o volume se irrigação para que ele possa adaptar-se ao local escolhido. O importante é que o solo esteja sempre úmido, nem seco e nem encharcado.

Qual o solo ideal para o plantio de alho poró?

O solo deve ser bem drenado para que não fique encharcado, portanto deve ser leve, não socado e rico em matéria orgânica. Procure mantê-lo sempre adubado e compostado. Procure também plantá-lo em canteiros elevados para que o excesso de água escorra pelas laterais.

Como plantar alho poró?

O alho-poró pode ser plantado com semente ou com mudas. Se você optar em plantá-lo com muda será mais resistente inicialmente e se desenvolverá mais rápido.

Caso você opte por plantá-lo através de semente, preferencialmente utilize uma sementeira para iniciar o processo, coloque cerca de 3 sementes por buraco da sementeira e cubra-as minimamente com substrato.

Regue diariamente com um borrifador até que as plantas tenham força e tamanho suficientes para serem transferidas para seu local definitivo.

Caso você for plantar mais de um pé de alho poró, deixe um espaçamento de pelo menos uns 15 centímetros entre cada pé para que eles possam desenvolver-se adequadamente.

Como colher alho-poró?

Para saber se o alho poró está apto para consumo, observe se o seu talo está branco, brilhante e firme, com as folhas bem esverdeadas. Se o bulbo estiver amarelado e amolecido, ele já passou do ponto de consumo. O pé de alho-poró é colhido inteiro, basta puxá-lo do solo onde está plantado.

Quais os benefícios do alho-poró para a nossa saúde?

Todas as variedades de alho-poró são nutritivas e oferecem uma série de benefícios à nossa saúde. Por ser denso em nutrientes, ele possui baixas calorias, mas é rico em vitaminas e minerais. Uma porção de 100 gramas de alho-poró cozido tem apenas 31 calorias.

Contém uma variedade enorme de nutrientes, como cálcio, ferro, potássio, magnésio e cobre, essenciais para a saúde do nossos ossos, músculos e sistema cardiovascular.

É rico em carotenoides provitamina A, incluindo o betacaroteno. Nosso corpo converte esses carotenoides em vitamina A, que é importante para a visão, função imunológica, reprodução e comunicação celular.

Eles também são uma boa fonte de vitamina K1 (filoquinona), que é necessária para a coagulação do sangue e a saúde do coração.

Também contém vitamina C, que fortalece nossa imunidade, faz bem para a saúde da pele e auxilia na absorção de ferro.

Contém vitaminas do Complexo B, que agem sobre os sistemas nervoso, cardiovascular e digestivo.

Tem alto teor de fibras, que ajudam a manter o bom funcionamento do sistema digestivo.

Contém ainda prebióticos (substâncias que servem de substrato para determinados micro-organismos presentes no intestino e que favorecem a multiplicação das bactérias benéficas à nossa digestão), contribuindo para o bom funcionamento da flora intestinal.

Alho-poró é rico em antioxidantes, substâncias que inibem a ação dos radicais livres, combatendo o envelhecimento precoce da pele, dos cabelos e de todo o organismo.

É diurético, diminui a retenção de líquidos e, por isso, ajuda a amenizar inchaços do corpo e também a eliminar as toxinas do organismo.

O alho-poró também possui uma variedade de compostos que combatem o câncer, como o kaempferol (um tipo de flavonoide) que está associado a um menor risco de doenças crônicas, especialmente o câncer. Uma pesquisa demonstrou que o kaempferol pode combater o câncer reduzindo a inflamação, matando as células cancerígenas e impedindo que essas células se espalhem. Ele também é uma boa fonte de alicina, um composto de enxofre que se acredita oferecer propriedades anticancerígenas semelhantes.


Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar destas outras postagens:
As vantagens de ter uma horta em casa
Alimentos que você só precisa comprar uma vez e depois pode cultivar em casa – Parte I
Horta – o que plantar em cada mês
A importância da adubação de hortas e jardins
Dicas imperdíveis para quem tem ou quer começar uma horta caseira
10 motivos para usar vasos autoirrigáveis
Tudo o que você precisa saber sobre os girassóis, como plantar e como cultivar

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *