10 dos principais benefícios do aipim para a nossa saúde

O aipim (também conhecido como mandioca, ou macaxeira, dependendo da região do país) é uma planta nativa da América do Sul, que já era cultivada pelos índios antes da chegada dos portugueses ao Brasil, sendo a base da sua alimentação. Por ser um alimento muito rico e energético, o aipim é considerado um alimento fundamental no combate à fome e à desnutrição.

Se você mora no sul do país, provavelmente conheça o aipim como mandioca, se mora no norte ou nordeste, talvez a conheça como macaxeira, mas não existem diferenças entre elas, é apenas a nomenclatura como são conhecidas, trata-se da mesma planta. O aipim é uma das mais ricas fontes de hidratos de carbono, é uma excelente fonte de Carboidratos, Vitamina B9 (ácido fólico), Vitamina C, Magnésio, Manganês, Potássio e Cobre.

Por ser uma planta muito rica nos mais variados nutrientes, atribui-se ao aipim ser um excelente auxiliar no combate à algumas doenças, tais como: aumento da função imunológica; proteção contra doenças cardíacas; retardamento do envelhecimento precoce; reparação e proteção do DNA; alívio das doenças cardiovasculares; alívio da hipertensão;  proteção contra o Alzheimer; proteção contra a Osteoporose; redução dos riscos de Diabetes Tipo II; redução da freqüência para quem sofre de enxaquecas; alívio da Tensão Pré-Menstrual (TPM); proteção antioxidante; prevenção de crises de epilepsia; prevenção de Alopecia (calvície).

Se você prepara sua própria comida e nunca preparou aipim, existe apenas um cuidado muito importante a ser tomado antes de consumi-lo. O aipim nunca, absolutamente nunca, deve ser consumido cru, pois seu consumo desta forma pode provocar envenenamento por cianeto. Presente em maior quantidade na casca do aipim, o cianeto pode se incorporar a ele no momento do corte da casca. Entretanto, o seu consumo cozido é totalmente seguro.

A forma ideal de descascar o aipim é mergulhando-o em água. O aipim pode ser servido simplesmente cozido na água, frito ou em uma grande variedade de pratos e saladas. Pode, por exemplo, ser utilizado como substituto em quase todos os pratos onde costumeiramente se utilizaria a batata.

Além do combate às doenças que listamos acima, também, justamente por ser muito rico em vários nutrientes, existem muitos outros motivos pelos quais é recomendada a inclusão do aipim na nossa alimentação, vamos listar abaixo alguns deles.

1. Combate à desnutrição: Essa planta é tão rica em nutrientes, que em alguns países mais pobres e com alimentação escassa, até as suas folhas são aproveitadas.

2. Previne o estresse: Por ser muito rico em carboidratos, o aipim aumenta os níveis de serotonina do nosso organismo. A serotonina é um neurotransmissor que age nas regiões do cérebro responsáveis pela sensação de bem-estar.

3. Fonte energética: Por conter ferro, carboidratos e vitaminas do complexo B é uma fonte de energia ideal pra quem pratica atividades físicas. Tem quase duas vezes mais calorias que a batata, por exemplo. É mais proteica que o inhame, a batata e a banana. 

4. Previne o câncer: Segundo pesquisadores, algumas variedades de aipim, conhecidas como “preta” e “rosada” podem ter a capacidade de prevenir o câncer de próstata.

5. Não contém glúten: Por não conter glúten, o amido, a farinha de mandioca e os derivados desses produtos são um conjunto muito importante de alimentos que podem ser utilizados para substituir os alimentos proibidos para quem tem intolerância a ele.

6. Ossos mais fortes: O cálcio é outro componente importante do aipim, portanto ele ajuda na prevenção e no combate à osteoporose.

7. Auxilia na digestão: O aipim é muito rico em manganês. O manganês é uma substância que melhora o funcionamento do sistema digestivo.

8. Deixa a pele lisa: O aipim possui vitamina C, essa vitamina, além de aumentar a resistência do sistema imunológico, contribui para a saúde da pele.

9. Ajuda a emagrecer: Por não possuir muitas gorduras nem proteínas em sua raiz, o aipim é um alimento muito usado em dietas e serve como alternativa a outros alimentos mais gordurosos. Além disso, as fibras contidas no aipim provocam a sensação de saciedade mais rápida. Sua composição traz açúcares simples que, ao serem ingeridos auxiliam na regulação dos níveis de glicose do organismo, evitando que sintamos mais fome do que o necessário para nos alimentarmos adequadamente.

10. Auxilia no trânsito intestinal: Por ser fonte de fibras vegetais, o aipim é ideal pra quem sofre de prisão de ventre e para quem tem o intestino desregulado.

Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar dessas outras postagens:
Alimentos para cultivar dentro de casa em vasos autoirrigáveis
Conheça 6 benefícios surpreendentes proporcionados pelo óleo de soja
Horta – o que plantar em cada mês
A importância da adubação de hortas e jardins
As vantagens de ter uma horta em casa
10 motivos para usar vasos autoirrigáveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *