Aprenda algumas maneiras de cozinhar utilizando vinho

Considerado como alimento pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e muito elogiado por médicos e nutricionistas como um alimento funcional por todos os benefícios que traz à nossa saúde quando consumido adequadamente, o vinho é também um dos ingredientes mais versáteis na preparação dos mais variados pratos. O vinho pode ser utilizado para uma série de preparos, como marinadas, molhos e até sobremesas.

Se você gostaria de passar a utilizar vinho no preparo de suas refeições mas ainda não está totalmente seguro de como fazê-lo, a seguir listamos algumas dicas para você ter sempre em mente:

  • Você pode utilizar vinhos mais baratos para cozinhar, pois a diferença de qualidade para os vinhos mais caros não será tão perceptível ao paladar depois de aquecê-lo e misturá-lo a outros ingredientes, porém, evite utilizar vinhos de muito baixa qualidade, utilizar vinhos de baixo preço não significa utilizar vinhos ruins, esses poderão estragar completamente sua comida;
  • Se algum dia você estiver apreciando um bom vinho com seus familiares ou amigos e sobrar um pouco na garrafa, não o descarte! Se você não vai consumi-lo muito breve, pode colocar o resto do vinho da garrafa em um saquinho ou até em formas de gelo e congelá-lo para utilizar no preparo futuro de comidas;
  • Não esqueça que o vinho é uma bebida alcoólica e que possui uma quantidade razoável de álcool em sua composição. Por isso, o ideal é nunca acrescentá-lo no momento final do preparo, mas deixar que cozinhe por algum tempo para que a maior parte do álcool evapore. O álcool é um elemento muito volátil que evapora a temperaturas mais baixas que a água – então se a sua comida estiver fervendo, pode ter certeza que o álcool contido no vinho também estará evaporando;
  • Escolha o vinho considerando a receita que você vai preparar. Se você for preparar uma carne vermelha ou uma carne mais pesada, você vai querer utilizar o vinho tinto, que é mais encorpado. Assim, marinadas e molhos para estas carnes deverão ser preferencialmente preparados com vinho tinto. Já no caso de carnes de aves ou peixe, a preferência deve ser pelo vinho branco, que é mais leve. No preparo de doces com frutas ou de pratos com frutas o vinho branco também é mais indicado, exceto em casos específicos de receitas já tradicionais como maçãs ao vinho tinto;
  • Tempere os seus alimentos – carnes e/ou legumes – com antecedência para que tenham sabores mais complexos e ricos. O nome disso é marinada, e ela pode ser seca ou úmida. A marinada úmida pode ter como base o vinho e consiste em deixar o alimento de molho no vinho com temperos por pelo menos 12 horas antes do seu preparo;
  • Ao fazer alimentos assados, aproveite até o que ficar grudado na assadeira utilizando o vinho. As assadeiras sempre ficam cobertas por restos do preparo de carnes e/ou legumes que ficam nelas grudadas – desde gorduras até sucos liberados pelos alimentos, que ficam grudados nos fundos de panelas e assadeiras. Estes restos são muito saborosos e para aproveitá-los você deve retornar a panela ou assadeira a boca do fogão e acrescentar vinho, que irá soltar tais elementos e resultará em um molho muito saboroso. Apenas evite utilizar se esses alimentos estiverem muito queimados, pois darão um gosto ruim à sua comida;
  • Sempre tente utilizar vinhos na comida que irão combinar com o vinho que será bebido na refeição. Se você for beber vinho tinto, utilize vinho tinto na sua comida, ainda que não seja possível utilizar o mesmo vinho.

Se você gostou dessas dicas, provavelmente também vá gostar dessas outras dicas e receitas:
Receita de sorbet de vinho com melancia
Receita de risoto de truta e rolo de presunto parma
Torta de legumes – receita facílima
Você sabe como engrossar seus molhos?
Receita facílima de mousse de chocolate
Sorvete de abacate pronto em segundos
Receita de torta de banana com doce de leite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *