Substâncias encontradas na uva e na laranja para combater o diabetes?

Segundo especialistas britânicos, laranjas e uvas podem conter a chave para combater o diabetes, reduzir a obesidade e melhorar o sistema cardiovascular. Dois compostos encontrados nessas duas frutas poderiam, quando combinados, serem aplicados no tratamento dessas doenças.

Um estudo realizado pela Universidade de Warwick, no Reino Unido, demonstrou que a união de dois compostos geralmente consumidos de forma separada pode trazer resultados surpreendentes no tratamento dessas três doenças que podem ser fatais para o ser humano. Os pesquisadores combinaram, em uma só pílula, o trans-resveratrol – composto encontrado nas uvas vermelhas – e a hesperetina – substância encontrada nas laranjas -. Os cientistas esperam que essa pílula, em um futuro próximo, possibilite um novo tratamento para combatê-las.

A equipe liderada pelo biólogo Paul Thornalley juntou altas concentrações do antioxidante trans-resveratrol e da hesperetina para criar um suplemento que baixou o nível de glicose do sangue, além de melhorar o desempenho da insulina e a saúde das artérias.

A nova fórmula, altamente concentrada e que deverá ser administrada em forma de cápsulas, aumenta os níveis da proteína glyoxalase 1 (Glo1), capaz de neutralizar um composto nocivo resultante do açúcar conhecido como methylglyoxal (MG). Este composto é um dos principais responsáveis pelo efeito nocivo do açúcar que provoca a resistência à insulina, que está na origem do diabetes.

Já está provado cientificamente que o bloqueio do composto MG melhora a saúde das pessoas com obesidade assim como a saúde das pessoas portadoras de diabetes. Embora estes compostos estejam presentes nas frutas, a quantidade necessária para a melhoria da saúde não pode ser obtida com o simples consumo de uvas e laranjas, afirmam os investigadores, é necessário utilizar uma quantidade muito superior e muito mais concentrada. “Estes compostos devem ser consumido em doses farmacêuticas. Se eles fossem ser consumidos diretamente de laranjas e uvas vermelhas, uma pessoa média teria que consumir cerca de 10 litros de suco de laranja e suco de uva todos os dias. Seria muito alta a ingestão de açúcar e teria efeitos opostos ao objetivo da cápsula. O resultado final é que eles são encontrados nessas duas frutas, mas não ao ingeri-las diretamente”, afirmou Thornalley.

O estudo baseou-se em uma série de testes feitos pelos pesquisadores, onde 32 pessoas com sobrepeso e obesas, com idade entre 18 e 80 anos, com um IMC entre 25-40 receberam o suplemento em forma de cápsula uma vez por dia durante oito semanas, sendo que uma parte deste grupo recebeu somente placebo (substâncias sem propriedades farmacológicas que são ministradas como se tivessem propriedades terapêuticas).

Os participantes do estudo mantiveram a sua dieta habitual e o mesmo nível de exercício físico que vinham praticando até então. Ao final do estudo, os investigadores fizeram análises sanguíneas para verificar o nível de açúcar no sangue e testes para verificar a saúde das artérias e outros indicadores. A equipe verificou então que o grupo que ingeriu o suplemento aumentou a atividade da proteína Glo1, melhorando o desempenho da insulina (que reduz os níveis de glicemia) e o funcionamento das artérias, além de ter reduzido a inflamação das artérias. Não se registaram alterações destes parâmetros no grupo que ingeriu o placebo.

Embora estejam otimistas quanto as futuras aplicações deste suplemento no tratamento da obesidade e do diabetes, os pesquisadores alertam para a prevenção dessas doenças. “É importante ressaltar que a atividade física, a dieta, outros fatores de estilo de vida e tratamentos atuais devem ser respeitados”, afirmou Thornalley.

Se você gostou dessas dicas, provavelmente também vá gostar dessas:
Vitamina C previne doenças cardiovasculares
Quer emagrecer? Pese-se todos os dias
Chocolate melhora o funcionamento do cérebro
Alimentar-se com peixes e vegetais aumenta a longevidade
10 motivos para usar vasos autoirrigáveis
Conheça a dieta que previne doenças e atrasa o envelhecimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *