Você curte ambientes decorados em estilo “Pop Art”? Aproveite essas 16 sugestões

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 3 minutos

Decorar salas, quartos, banheiros e outras peças da casa com estilo “Pop Art” parecia que seria apenas mais um modismo, porém, parece que essa decoração veio mesmo para ficar. Uma das principais vantagens de utilizar esse estilo é que, geralmente, as peças utilizadas são de baixo custo e encontradas em abundância em lojas e feiras de rua.

Se você ainda não sabe o que é “Pop Art“, trata-se da abreviatura (em inglês) de Arte Popular, um movimento artístico surgido na década de 1950 na Inglaterra e que ganhou corpo da década de 1960 nos EUA.

O que é estilo Pop Art na decoração?

É um estilo atrevido, provocativo, ousado, corajoso e colorido de decoração de interiores que se utiliza de imagens da cultura popular, ou cultura de massa, como cartazes de artistas e logomarcas tradicionais, aplicadas em pôsteres, almofadas, paredes, cortinas ou outros itens de decoração do ambiente.

Em outras palavras, “Pop Art” aplicado na decoração, significa quebrar ambientes que tenham cores muito neutras e austeras com objetos chamativos, coloridos, de baixo custo e que são encontrados facilmente em lojas especializadas.

O ambiente decorado no estilo arte pop tem como base o brilho que estava na moda nos anos 1960 e se traduz em pôsteres de Marilyn Monroe, por exemplo, em cores chamativas e abundância de decoração.

Este estilo promove os bens de consumo e os valores mais comuns daquela década ao nível da arte, portanto é muito comum vermos retratos com a marca da Pepsi, da Coca-Cola, ou discos de vinil sendo utilizados.

Geralmente, decorar um ambiente nesse estilo tem um custo muito baixo, pois as peças são predominantemente feitas em material sintético, vidro, plástico e papel. As cores são muito fortes, ricas e vibrantes.

Todas as cores são dinâmicas e muito limpas. Mistura cores como carmesim, vermelho brilhante, amarelo, roxo, azul e verde em um jogo de contrastes e texturas. O mesmo critério pode ser aplicado à iluminação, com luzes de neon em cores diferentes que mudam o ambiente da sala conforme são utilizadas.

O que identifica e quais as principais características do estilo Pop Art

Antes de se tornar um estilo de decoração a Pop Art foi um movimento criado por artistas contestadores do modelo de sociedade e cultura existentes até então.

Estética da cultura das massas: a arte popular se iniciou com uma vertente que procurava associar a arte com o cotidiano das pessoas comuns, tendo para isso se baseado na estética da cultura das massas populares. Os artistas britânicos, seguidos por norte-americanos que iniciaram esse movimento procuravam se expressar a partir de elementos identificados com os comportamentos e costumes.

Utilização de objetos comuns como arte: o que mais marcou o movimento inicial do estilo Pop Art foi a utilização de objetos comuns ao cotidiano das pessoas também comuns. Latas de conservas, garrafas e engradados de refrigerantes e cervejas, assim como objetos do dia-a-dia e banais passaram a aparecer em grandes painéis, trazendo à tona a cultura massificada que predominava na década de 1960.

Utilização de imagens de celebridades: da mesma forma que os artistas utilizavam objetos do cotidiano das pessoas comuns, eles passaram a utilizar também imagens de celebridades. Fotografias e desenhos de artistas famosos, como estrelas do cinema e da música popular eram reproduzidas em larga escala com o objetivo de traçar um paralelo entre o consumo de coisas e o consumo de cultura.

Não se baseia em abstrato: a arte popular fez também oposição ao abstracionismo, movimento em alta na época do seu surgimento. O conceito predominante era que a arte abstrata provoca um abismo entre a arte e a vida real. Os artistas que iniciaram o movimento acreditavam que a arte deveria estar mais próxima da realidade das pessoas comuns.

Crítica ao consumo desenfreado: a Pop Art também é uma crítica ao consumismo exagerado e sem limites. Para isso, os artistas se utilizavam justamente dos elementos que criticavam para sua manifestação artística, produzindo assim obras que se opunham ao excesso de consumo, mas que também se alimentava dele.

Cores vibrantes: as obras produzidas a receber contornos com muitas cores fortes e marcantes, fluorescentes e iluminadas.

Gostou desse estilo? Se você busca inspiração para decorar algum ambiente de sua casa que explore esse estilo, aproveite e veja as sugestões que trouxemos abaixo.



Se você considerou as dicas acima úteis, provavelmente também vá gostar dessas:
Dicas de decoração de quarto de casal
Toalheiro térmico vale a pena?
20 inspirações para você utilizar o clássico tapete listrado preto e branco na decoração
5 sugestões criativas e simples para renovar sua casa
Você conhece o estilo de design Memphis? Saiba tudo sobre ele…
Vasos autoirrigáveis
32 ideias de lareiras externas
Selecionamos 20 quartos criativos para você se inspirar

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *