Você conhece o estilo de design Memphis? Saiba tudo sobre ele…

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 8 minutos

design Memphis

Se você gosta de cores e padrões exageradamente ousados ​​e chamativos, então ficará muito feliz em saber que o estilo de decoração Memphis, de design pioneiro do Grupo Memphis criado nos anos de 1980, está de volta à moda.

Nesse texto vamos vamos dar uma revisitada nas características desse estilo e, então, ensinar como você pode aplicá-lo na sua casa.

História do design Memphis

O lendário arquiteto e designer italiano nascido na Áustria Ettore Sottsass formou o Memphis Design Group em seu estúdio de Milão no ano de 1980, onde reuniu um coletivo de designers e artistas ousados ​​de todo o mundo, imbuídos  do desejo de agitar o mundo do design.

A música de Bob Dylan, Stuck Inside of Mobile with the Memphis Blues Again (em tradução livre, preso dentro de um móvel com o blues de Memphis novamente) tocava repetidamente durante a primeira reunião do grupo. Por esse motivo ele passou a ser chamado de Grupo Memphis.

Após a reunião inaugural, o grupo decidiu que se reuniria novamente em fevereiro de 1981, quando então, os membros levaram mais de 100 desenhos com eles, retratando uma variedade de designs arrojados e coloridos com múltiplas influências estilísticas.

Com isso, o Grupo Memphis passou a criar móveis, tecidos, padrões, cerâmicas e outros produtos em um estilo distintamente pós-moderno, que misturava traços do Kitsch (termo criado para classificar produções artísticas consideradas de mau gosto, feias e exageradas) – em bom português, produtos cafonas – dos anos 1950, Art Deco e Pop Art.

Como desafio ao status quo com sua destemida mistura de estilos, eles criaram um estilo atraente, controverso e que quebrava as regras vigentes na época. O estilo estreou com 55 peças no famoso Salone del Mobile de Milão (agora chamado de Feira de Móveis de Milão) em 1981. Assim, foi criado um estilo de ame-o ou odeie-o que se tornou famoso em todo o mundo.

A reação crítica inicial aos projetos produzidos pelo Grupo Memphis não foi positiva. O uso pelo grupo de laminado plástico convencionalmente de “mau gosto” e cores conflitantes não ressoou com os padrões de design mais amplamente aceitos da época.

O Grupo Memphis marcou época

No entanto, agora sem paixões, é possível analisar e refletir melhor sobre os designs criados pelo grupo e reconhecer que eles foram inovadores e marcaram época. Assim, marcaram uma ruptura completa dos estilos de design sombrios, excessivamente elegantes e sérios da década de 1970.

A nova abordagem do design Memphis, caracterizada pela criatividade e o humor, tornou-se uma marca estilística duradoura da década de 1980.

Após seis anos de produção criativa, em 1987 o Grupo Memphis se desfez. Apesar de ser descrito como uma moda na época, o estilo de marca registrada do grupo agora está experimentando um renascimento.

Se o Memphis surgiu como um estilo polarizador com suas cores ousadas, padrões conflitantes e abordagem de design radical, hoje é material de retrospectivas de museus e uma fonte permanente de inspiração para designers de interiores modernos, designers de moda, designers gráficos, cenógrafos e figurinistas e outros profissionais criativos.

Nathalie Du Pasquier, que foi membro do Grupo Memphis, colaborou recentemente com a empresa de design dinamarquesa HAY para criar produtos inspirados no movimento Memphis.

O mundo da moda tem sido um dos campos do design mais veloz para revitalizar o estilo, com casas como Dior e Missoni criando coleções e conjuntos de desfiles inspirados no Memphis.

design Memphis

Qual é o estilo Memphis?

Com seu estilo ornamental apoiado na cultura pop e referências históricas, o Memphis foi uma reação à estética moderna limpa e linear dos anos 1950 e 1960 e ao minimalismo dos anos 1970.

O próprio Sottsass tem suas origens nos movimentos Radical Design e antidesign na Itália a partir da década de 1960. Seus primeiros trabalhos incluíam móveis esculturais que ele chamava de “totens” e que agora estão em exibição em proeminentes museus internacionais.

O design Memphis foi influenciado pelo interesse revivido no movimento Art Deco da década de 1920, bem como na Pop Art de meados do século passado, ambos estilos populares na década de 1980, com alguns kitsch dos anos 1950 mesclados em boa medida. Na época, assim como hoje, algumas pessoas acharam o Memphis delicioso, outras acharam extravagante e horroroso.

O Memphis é um dos estilos de design mais fáceis de reconhecer a primeira vista. É conhecido pelo uso de neon brilhante, cores primárias e pastel, formas geométricas e padrões repetitivos e ousados. O estilo está experimentando um ressurgimento na área de design gráfico e ilustração, já que a tendência de reviver todas as coisas dos anos 1980 e maximalista voltou a se sentir nova e relevante.

Como o estilo Memphis é uma mistura de vários estilos de design que eram populares durante a década de 1980, pode parecer um pouco confuso na melhor das hipóteses e, na pior das hipóteses, completamente maluco! É um estilo de design sobre o qual as pessoas tendem a amá-lo completamente ou detestá-lo.

O fato é que não importa se as pessoas acha que os designs extravagantes do estilo Memphis sejam incríveis ou simplesmente de mau gosto, não há como negar a influência do Grupo Memphis no design gráfico e no design de interiores até hoje.

O Memphis popularizou o design de interiores

O design gráfico permitiu que o estilo Memphis fosse recriado para um público contemporâneo. Dessa forma, os designers criaram padrões, texturas, fontes coloridas e pôsteres usando formas geométricas e cores fortes.

As tendências de designers são cíclicas, então, até as mais extravagantes como o Memphis encontram uma forma de voltar à moda. Assim, ele é um exemplo de como um movimento que, no início, parecia ridículo, pode voltar em grande estilo entre influenciadores e formadores de opinião. Aqui no blog publicamos o texto “Bom gosto, você tem?”, sobre o conceito de bom gosto, que sugerimos a sua leitura.

Principais características do estilo de design Memphis
  • Propostas desafiadas de bom gosto convencional;
  • Desrespeito à filosofia de design vigente da Bauhaus, ou seja, de que a forma segue a função;
  • Projetado para provocar uma resposta emocional nas pessoas;
  • Barulhento, impetuoso, espirituoso, brincalhão e desinibido;
  • Uso de cores brilhantes em misturas pouco ortodoxas;
  • Uso deliberado de padrões ousados ​​e conflitantes entre si;
  • Uso de formas geométricas simples;
  • Uso de gráficos em preto e branco;
  • Bordas e curvas arredondadas;
  • Um gosto por rabiscos;
  • Uso de materiais como ladrilho e laminado plástico em diversos acabamentos;
  • Desafio das expectativas usando formas incomuns no lugar das convencionais, como pernas redondas em uma mesa.
Como o movimento Memphis foi contra o “bom gosto” para inspirar os designers de hoje

O grupo de Sottsass projetou objetos decorativos de metal e vidro, acessórios para casa, cerâmica, iluminação, têxteis, móveis, edifícios, interiores e identidades de marca que eram inesperadas, lúdicas, quebradoras de regras e cheias do idealismo que os melhores designers têm para tornar o mundo um lugar melhor. Assim, materiais laminados e granilite que eram usados somente em pisos, foram incorporados em mesas e luminárias. Granilite é aquele concreto com pedras que simula a aparência de pedras naturais.

“Quando eu era jovem, tudo o que ouvimos falar era de funcionalismo, funcionalismo, funcionalismo. Isso não é o suficiente. O design também deve ser sensual e excitante”, afirmava Sottsass.

Todos os objetos do ambiente abaixo foram projetados por Sottsass para a marca italiana Kartell no ano de 2004, quando ele já tinha quase 80 anos. Mas a coleção da marca foi lançada somente em 2015.



O movimento Memphis também influenciou a cultura popular da época, dessa forma, inspirou o conjunto de programas de TV populares como Pee – Wee’s Playhouse e Saved By the Bell (Uma Galera do Barulho aqui no Brasil).

Famosos impulsionaram o Memphis

Os super fãs de celebridades dos anos 1980 do estilo de design incluíam o lendário estilista Karl Lagerfeld e o cantor e compositor David Bowie. Entretanto o Memphis Design nunca foi unanimidade. Assim, o movimento fracassou antes do fim da década. O próprio Sottsass deixou o coletivo em 1985 e alguns dos outros designers líderes buscaram carreiras solo quando o grupo se separou definitivamente em 1988.

David Bowie era um colecionador muito prolífico de objetos do Grupo Memphis, tendo acumulado mais de 400 deles desde que conheceu Sottsass, durante seu apogeu na década de 1980. Esses objetos foram a leilão depois de sua morte, arrecadando quase 10 milhões de reais.

Na década de 1990, a marca Memphis-Milano foi comprada por Alberto Bianchi Albrici, que continua a produzir os designs originais desenhados pelo grupo.

Conforme já dito acima, sobre a importância do Grupo Memphis no design mundial, a partir da década de 2010, com o retorno da nostalgia pelo estilo dos anos 1980, o Memphis tornou-se uma fonte de inspiração para designers multidisciplinares, incluindo casas de moda como Christian Dior e Missoni, e novas gerações de designers de interiores, designers de tipos, cineastas e outros.

Como adotar o estilo Memphis

Embora o estilo de móveis Memphis não seja o preferido de todos, seu renascimento em design gráfico e ilustração é mais aceito pela maioria.

Um bom ponto de partida para adotar esse estilo é criar um padrão, usando formas repetidas para dar ao plano de fundo um toque Memphis. Por exemplo, triângulos, círculos e linhas onduladas.

Tente suavizar a paleta de cores do seu padrão para tons mais suaves. Dessa forma, você vai manter o estilo fresco, e de não retrocesso às cores fortes da época. Você pode aplicar seu plano de fundo a impressões, como cartões de visita, convites, pôsteres e papéis de parede.

O Memphis permite mistura de estilos

Além disso, você não precisa ser um purista do Memphis para extrair os melhores elementos do estilo. Assim, misturar as influências de Memphis com traços de design retrô pode fazer com que se pareçam fora do padrão e ao mesmo tempo relevantes. Esses padrões de estilo retrô emprestam influências do design dos anos 1970 e do estilo Memphis, além de misturar neons pastel para um toque contemporâneo.

Em última análise, o Memphis tem tudo a ver com uma abordagem ousada. Então, tente combinar tons pastéis e neons, gire formas em posições alegres e mantenha tudo o que você cria parecendo divertido. Tente também adicionar um toque contemporâneo aos seus designs para, assim, manter o estilo na moda.

Embora o Grupo Memphis fosse considerado de mau gosto por críticos da época, seu estilo pioneiro provou ter relevância duradoura para os designers. Isso porque sua abordagem humorística e excêntrica oferece frescor e vida aos desenhos.

O que torna o Memphis tão divertido é a falta de regras e regulamentos. É realmente um estilo que abraça o design eclético e, assim, verdadeiramente criativo. É também um estilo de design otimista, e talvez seja por isso que designers e ilustradores estão descobrindo uma nova relevância para o estilo hoje em dia.


Leia também:
Como acertar na decoração monocromática
O que é decoração em estilo vintage e como decorar com esse estilo
O que é kindercore? Tudo o que você precisa saber
O que é Japandi?
Como usar o amarelo na decoração
Você sabe o que é decoração em estilo Boho?
60 ideias de decoração em estilo Boho Chic e ainda muitas dicas para você se inspirar

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *