O que é decoração em estilo vintage e como decorar com esse estilo

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 10 minutos

O estilo de decoração vintage é muitas vezes confundido com uma coleção de antiguidades.

Mas não é isso, trata-se muito mais de criar um espaço com um tema específico e unificador e, em seguida, construir um ambiente em torno do conceito vintage para que cada peça, quadro, cor de parede e item de mobiliário se torne parte de um todo maior, produzindo um ambiente aconchegante.

O design vintage é meio que um enigma, pois ele não é realmente reconhecido como um estilo de decoração de interiores, ele compõe outros estilos.
Mas, por outro lado, é usado em referência a decoração de interiores e móveis por muitos especialistas em decoração.

História do estilo vintage na decoração

Apesar de muitas pessoas acreditarem que foram os americanos que criaram o estilo vintage, pela quantidade de ambientes que podem ser encontrados com esse estilo nos EUA, na verdade não foram eles, tampouco foram os britânicos, pela origem da palavra, apesar de todas as suas viagens pelo mundo.

Assim como vários outros estilos de decoração, atribui-se a criação do estilo vintage aos franceses, mais precisamente em Paris e foi uma tentativa de manutenção do tema aristocrático que havia sido estabelecido em suas belas casas por tanto tempo no passado.

Além disso, o estilo vintage também não é tão antigo como se pode imaginar. A Europa é rica em história e muitas delas surgem regularmente nas vendas de imóveis.

Isso desencadeou uma tendência de olhar para o passado e encontrar peças-chave para completar os temas dos cômodos das casas recém adquiridas. É literalmente a história sendo recontada em casa após casa.

Como criar um ambiente vintage?

Se você gosta de peças vintage, quer incorporá-las em sua casa, mas não sabe por onde começar, a seguir vamos procurar esclarecer o que exatamente faz de uma peça ser vintage.

Além disso, vamos compartilhar dicas sobre as principais características a serem observadas ao adquirir peças vintage, bem como orientações sobre como incorporar com sucesso essas peças nos ambientes de sua casa.

O que caracteriza o estilo vintage?

O que é uma peça vintage? Por definição, um móvel ou um objeto de decoração deve ter pelo menos 20 anos para ser considerado vintage.

O conceito de decoração vintage abrange peças clássicas e antigas usadas e que ainda estejam em bom estado de conservação e tenham uma boa qualidade para durarem muito tempo.

Os períodos icônicos de objetos vintage se referem principalmente às décadas entre 1920 e 1960, quando esses objetos eram bem característicos, e se destacam por isso.

Não importa se você esteja montando um ambiente em estilo é boho, shabby chic, ou outro que incorpore o conceito vintage, sempre é possível acrescentar peças vintage que combinam com o seu ambiente e com você.

O conceito vintage

Se você perguntar a uma pessoa qual é o estilo de uma casa vintage, ela pode responder que envolve muitas antiguidades, como a casa de uma pessoa idosa.

Outra pessoa pode responder que é uma casa baseada em torno de um tema de decoração, como garrafas velhas, ou uma época específica de cerâmicas clássicas.

Ambas estariam quase certas, mas também estariam erradas em reduzir o estilo vintage em somente isso.

O estilo vintage como design envolve o uso intencional de antiguidades e posicionamento para criar um tipo específico de ambiente.

No entanto, não é a coleção de velharias ou a caixa de memória dos nossos antepassados, e, definitivamente, não se limita apenas às coleções de cerâmicas, apesar de poder envolvê-las.

Mas, o que o vintage tenta transparecer?

Em vez de apenas isso, o design vintage é uma abordagem para a utilização de antiguidades para dar uma sensação vivida a uma casa ou uma peça de uma casa, com a incorporação de itens reconhecidamente como sendo do passado (com mais de 20 anos).

Esses itens dão ao visitante uma sensação de história, além de criar um novo espaço pela combinação de todas as partes montadas de uma maneira característica.


Características do estilo de interiores vintage

Um aspecto característico do estilo vintage é que ele incorpora uma quantidade grande e significativa de peças de decoração, portanto geralmente não é o estilo mais indicado para as pessoas adeptas do minimalismo (apesar de também poder ser usado, como veremos mais adiante).

A natureza desse estilo é atrair os colecionadores e saudosistas.

No entanto, conforme já comentamos acima, não se trata de ter uma sala atulhada, nem um museu de velharias, mas sim, procurar se concentrar em um tema, e para isso, cada parte que compõe o ambiente vintage deve estar de acordo com ele.

Seja o papel de parede, uma poltrona, um objeto de decoração, ou a tapeçaria, o importante é que todos esses objetos tenham um princípio orientador comum.

A abordagem de um interior vintage não se torna uma desculpa para o congestionamento do ambiente e a acumulação de coisas.

Organizando um ambiente vintage

A disposição do que compõe um espaço é realmente muito importante. Cada peça tem um local em que é inserida e fica ali, fora do caminho e sem atrapalhar o acesso.

Essa abordagem pode ser baseada em um período ou época específica, também pode ser baseada em um tema de cores, como tudo o que compõe o ambiente em um tom branco claro, ou também pode ser uma abordagem material, como todos os itens serem feitos de madeira e tecido e nenhum metal.

Qualquer que seja o tema geral, cada peça e colocação combina com as outras, além disso, todos os componentes incluídos no design também devem ter um aspecto envelhecido, mas não deteriorado.

Objetos com aspecto de novos, brilhantes e limpos não fazem parte do estilo vintage. Molduras, quadros, móveis ou outros objetos têm que ser um pouco desgastados, demostrando os efeitos do tempo sobre eles.

Pode haver decorações e padrões, mas o objeto não pode parecer como se tivesse acabado de sair da linha de montagem de produção, com o plástico ainda o embalando.

O estilo vintage não é mostrar a mais recente adição da loja de móveis, mas sim de pegar peças antigas e dar-lhes uma nova vida de forma coordenada.

Cores em um ambiente vintage

A cor é frequentemente usada como parâmetro unificador para um ambiente em estilo vintage.

Para isso, uma abordagem poderia ser trabalhar em contrastes, uma perspectiva monocromática, usando claro e escuro para enquadrar um ao outro.

Outra abordagem possível pode ser ter tudo em um determinado ambiente feito com um veludo profundo ou vermelho.

Como as peças precisam se encaixar em um conjunto de parâmetros único, o estilo de decoração vintage completo não é fácil de montar rapidamente.

O que são peças vintage?

Na verdade, leva muito tempo, pesquisa e caça ao tesouro para encontrar os itens certos, especialmente para obter uma aparência harmônica.

Muitas pessoas que adotam esse estilo em toda a casa, mudam sua abordagem de um ambiente para outro.

Elas podem escolher uma abordagem colonial para a sala de jantar e um visual vitoriano para a biblioteca pessoal.

A cozinha pode assumir uma aparência utilitária de sala de preparação de alimentos clássica, completada com encanamento de pia de latão vintage e os quartos podem incorporar uma aparência de casa dos anos 1950 ou art déco dos anos 1920.

Todos esses diferentes períodos de tempo podem facilmente coexistir dentro da mesma casa, mas com o estilo vintage é preciso muito planejamento para fazer tudo certo.

Geralmente as pessoas que se envolvem com esse estilo, o fazem porque já têm um forte amor pela história.

O estilo vintage dá-lhes uma ligação tangível com os tempos passados, podendo literalmente recriar a sua própria cápsula do tempo em sua própria casa.

Opções de móveis em estilo vintage

O estilo de mobiliário que deve ser considerado para uma casa decorada em estilo vintage depende muito do período de tempo ou do tema com o qual se quer caracterizar.

Esse é um fator chave que precisa sempre ser projetado primeiro. Então, quando o mobiliário é escolhido, ele precisa ser o aspecto focal de uma sala, não uma peça de exposição.

Portanto, se você está procurando uma mesa de jantar com um visual barroco, essa mesa precisa ser a peça principal da sala em que ela estará, não uma simples mesa de centro.

Como são os móveis vintage?

Os móveis também, como escrevemos acima, precisam mostrar os efeitos do tempo.

Móveis desgastados costumam ser os favoritos, de mesas de madeira a armários de madeira e mesas laterais de ferro forjado com tampos de madeira ou pedra.

Se a ideia é retratar os anos de 1945 até 1964, por exemplo, significaria utilizar muito plástico e poliéster, mas tudo isso precisa estar vinculado ao tema específico de todo o cômodo.

Não misture um sofá de couro sintético dos anos 1970 com cortinas coloniais francesas, mesmo que ambas sejam de base na cor branca, isso não será um ambiente vintage.

Móveis vintage com design dos anos 1700 e 1800 na verdade tendem a ser os mais fáceis de encontrar, mesmo que os móveis sejam realmente novos.

Muitas pessoas gostam da estrutura de madeira esculpida das cadeiras com estofamento embutido nos braços e materiais bordados para o encosto e o assento.

Estes também ficam bem com mesas de mármore ou madeira maciça e estilos de escultura semelhantes nos pés de apoio.

Baús de armazenamento antigos e armários de várias unidades de nível médio são os favoritos do estilo vintage.

Muitas vezes construídas no início do período americano, bem como nos anos 1800 britânicos, essas peças fornecem um espaço fácil para guardar muitas coisas pequenas usadas regularmente em uma sala de jantar ou uma sala de estar sem parecerem desordenadas.

Móveis desgastados em todas as cores e tons são comuns no estilo vintage, mas eles precisam combinar com o tema geral de uma sala para funcionar corretamente.

Os móveis podem ser recuperados e reparados com novos tecidos, mas o estilo vintage pressupõe que as cadeiras ou mesas demonstrem sua idade na própria madeira.

Materiais frequentemente usados ​​no estilo vintage

Procure colocar autenticidade em antiguidades e acessórios de parede.

Quanto mais pesado o item, maior a probabilidade de ter sido feito com madeira e aço reais em comparação com os materiais artificiais tão comuns hoje em dia.

As pessoas vão notar isso imediatamente e móveis autênticos tendem a ser ótimas peças de interesse porque são muito difíceis de encontrar em lojas de móveis atuais.

Montagem robusta é uma obrigação. Você quer materiais e antiguidades que foram colocados juntos para durar, não desmoronar sob a menor pressão.

Para entender o que isso significa, se você batesse no gabinete vintage com a palma da mão, provavelmente a machucaria.

Se você fizesse o mesmo com um armário industrial fabricado hoje em dia, provavelmente obteria uma bagunça de placas de fibra quebradas e papelão por todo o chão. Essa é a diferença.

Os itens vintage de decoração também precisam estar em boa forma.

Evite objetos com corrosão ou coisas simplesmente caindo aos pedaços.

Uma antiga bomba de posto de gasolina pode ser antiga, mas precisa estar em bom estado, se for frágil e enferrujada, isso não a torna uma boa peça para criar um ambiente de tema de reparo de automóveis vintage.

Decoração tipicamente em estilo vintage

As paredes em muitos ambientes em estilo vintage podem ser simples, sem texturas e brancas ou claras. Isso porque elas podem funcionar como pano de fundo para a colocação de antiguidades penduradas, ou porque vários móveis, como armários, são colocados contra elas.

Portanto, não se preocupe tanto com a textura das paredes além de optar por cores pastel mais claras. Ao adotar essa abordagem, você vai chamar mais atenção para as próprias antiguidades e não para as características das paredes da sala.

Se você preferir adotar outro caminho, usando papel de parede, considere usá-lo estrategicamente.

Use o papel de parede em uma parede que pode ficar vazia de muitos itens, como onde o painel da TV pode ser colocado, e deixe as outras paredes vazias, porque sua coleção de objetos ocupará a sala e o espaço naturalmente.

O único cuidado nesse caso é cobrir todas as paredes, de uma maneira ou de outra, de forma simétrica.

Os acessórios de decoração devem ser considerados um toque final para um ambiente vintage, não procure adquirir tudo junto, mas vá adicionando objetos onde você acha que está faltando alguma coisa para completar o estilo.

Muitas peças de metal e madeira funcionam muito bem para essa abordagem, uma balança, ou uma máquina registradora antiga ficam interessantes para decorar mesas ou escrivaninhas.

Estilos que combinam bem com itens vintage

Como explicamos acima, uma das maneiras mais eficazes de misturar um estilo vintage é usar temas diferentes em peças diferentes, permitindo que se brinque um pouco com épocas ou tendências para evitar que toda a casa tenha apenas uma abordagem.

Se um ambiente vintage se envolver com outros estilos, coloque-o dentro de um tema.

Por exemplo, se você quiser ter elementos vintage britânicos e asiáticos, um estilo vintage pode adotar a abordagem de criar uma biblioteca de leitura de explorador britânico, com a colocação de antiguidades asiáticas e artefatos trazidos das viagens como lembranças.

A colocação em segundo plano de mapas do mundo ou de um globo ou telescópio reforça esta apresentação facilmente e permite que você misture dois estilos diferentes de maneira eficaz.

Uma abordagem de museu pode permitir uma mistura de certos estilos também.

Você pode querer uma abordagem minimalista para a sala, o que contraria o estilo vintage, mas a peça de exibição central precisa incorporar o estilo vintage.

Portanto, configure os componentes vintage de forma semelhante a uma abordagem de exibição, como o que se veria em um museu mostrando uma configuração de período de tempo.

Com isso você terá os dois mundos em um. Isso funciona muito bem para as pessoas que gostam de uma configuração geral mínima, mas que querem acrescentar algo como uma mesa de trabalho de cozinha de estilo antigo ou um conjunto de armadura de cavaleiro medieval.

Para quem o estilo vintage é ótimo?

Como já escrevemos, o estilo vintage não é para todas as pessoas. Algumas fogem completamente desse estilo.

No entanto, outras pessoas acreditam que essa abordagem apela ao seu senso de história e coleta e monta réplicas de relógios ou outros instrumentos de um momento ou ambiente.

Nesse sentido, o estilo vintage vem ganhando cada vez mais adeptos, principalmente aqueles que gostam de se fixar em uma determinada época, estilo de produto, fase ou mesmo apenas explorar uma cor combinada com coisas antigas.

Há um lugar no estilo vintage para praticamente todas as pessoas que querem fazer uso dele, e ele é, provavelmente, um dos estilos de decoração de casa mais amplos e que podem incorporar tantos interesses diferentes em sua categoria de design.


Leia também:
Conheça o estilo de design transicional, com dicas e muitas fotos para você se inspirar
O que é decoração em estilo Bauhaus e muitas ideias para inspiração
O que é o Baguá Feng Shui e como usá-lo em uma casa
Como aproveitar o espaço atrás do sofá + 50 ideias para inspiração
48 ideias sensacionais de salas de estar com estilo retrô
Dando um toque de cor na decoração
O que é Shou Sugi Ban (Yakisugi)?

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *