O que é o estilo Shabby Chic? Tudo que você precisa saber sobre ele…

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 5 minutos

Nesse texto vamos explorar um estilo de design de interiores muito interessante, Shabby Chic e sua história. Talvez você já o conheça ou pode estar se perguntando o que exatamente seria o chique gasto?

O Shabby Chic (chique gasto) é um estilo de decoração e design de interiores no qual os móveis e objetos de decoração são caracterizados por sua aparência de desgastados pelo tempo e pelo uso, com um toque de antiguidade e romantismo.

Vamos descobrir mais sobre ele?


O que é decoração Shabby Chic e como aplicá-la em sua

Esse estilo romântico, charmoso e original de montar a própria decoração teve início na Inglaterra na década de 70 e alcançou o seu ápice na década de 90 nos Estados Unidos. O termo, que em português significa “chique gasto” ou “chique em mal estado”, refere-se à mescla de de móveis e objetos clássicos e sofisticados que compõem a decoração com materiais velhos e desgastados.

Fazia sentido à época em que as decorações eram opulentas surgir um visual alternativo, repleto de peças ricas em história e que exibiam tinta gasta, bem como achados vintage, ostentando um estilo mais feminino. E foi assim que o Shabby Chic nasceu.

Esse estilo cresceu muito por influência da designer Rachel Ashwell, que abriu uma loja começou a fazer parcerias com varejistas de massa, para com isso disponibilizar ao público produtos em estilo chique gasto. Depois de crescer rapidamente, sua loja acabou indo a falência.

Buscando um estilo único para a vanguarda da comunidade de design, ela também buscou para a decoração de interiores uma série de descobertas do mercado de pulgas, criando um estilo de decoração de segunda mão que era inegavelmente elegante e charmoso. E é justamente aí que reside a magia desse estilo.

Depois de algum tempo, Ashwell está de volta com o estilo que influenciou e fez crescer. Ela descreve a fórmula do sucesso do chique gasto como “aconchegante, confortável, vintage, e bonito”.

Enquanto outros estilos surgiram desde a primeira ascensão de Ashwell à fama, a designer Carrie Leskowitz tratou de trazer de volta esse estilo de estética chique gasta, agora mais refinado e para um público de uma nova geração. O que antes poderia parecer uma tendência cansada, recebeu alguns ajustes que foram testados e aprovados.

Por ser um estilo de design de interiores que adota uma aparência gasta e vivida, ele traz consigo uma sensação reconfortante e bonita.

Apesar desse estilo de decoração ter ficado praticamente esquecido por algumas décadas, quem trabalha com design de interiores sabe, todos os estilos acabam voltando em algum momento. O Shabby Chic voltou a ser muito procurado por quem opta por uma decoração personalizada, característica e charmosa.

Carrie Leskowitz também atribuiu o retorno ao estilo Shabby Chic ao aumento do tempo que as pessoas estão passando em casa em função do início da pandemia de 2020. “As pessoas buscavam familiaridade, calor e conforto em casa quando a pandemia se instalou”, explicou. “O profundo entendimento de que nossa casa é mais do que um endereço tornou-se especialmente prevalente”, completou.

Também segundo Leskowitz, o visual Shabby Chic que está na moda hoje é diferente da estética das décadas passadas. “Cabeças de prego, tufos e rodapés podem permanecer, mas se foram os enfeites desnecessários, guirlandas, braços enrolados de grandes dimensões e grinaldas pesadas que definiam o visual chique gasto anterior”.

Muitos de nós crescemos em uma casa em estilo chique e gasto natural, na casa de nossos pais ou avós. Agora, decorando nossa própria casa, sentimos uma espécie de nostalgia e saudosismo em enquadrá-la nessa estética.

Dicas úteis para decorar sua própria casa em estilo Shabby Chic (chique gasto)

Há uma variedade de elementos que ajudam a caracterizar o estilo Shabby Chic. Começando pelos móveis com marcas de uso, que criam uma atmosfera antiga e relaxada. Alguns móveis realmente são antiguidades, revelando novas camadas de tinta conforme as camadas externas começam a descascar e se desgastar.

Há também móveis que são desgastados intencionalmente através de lixamentos e outras técnicas que dão ao móvel uma aparência envelhecida. Esmaltes e acabamentos especiais também podem criar uma peça com um toque de história.

A utilização de tecidos confortáveis também é comum quando se trata desse estilo, com o algodão e linho sendo as alternativas mais utilizadas, com padrões florais femininos e tecidos vintage em destaque.

Os tons suaves dominam interior chique gasto, o branco brilhante e o bege são sempre populares, assim como as cores pastel, como rosa antigo, verde claro, lavanda e azul claro. No entanto, tons vivos como o turquesa também podem ser encontrados, especialmente quando se trata de móveis pintados.

Para completar o estilo entram os os acessórios vintage, que desempenham um grande papel em espaços chiques. Quer sejam itens vintage originais e antigos – como lustres, porcelanas, entre outros -, quer sejam itens novos que imitam ou simulam vintage – como capas, guardanapos, copos, quadros, entre outros -, o efeito geral dessa opção é encantador e mais acessível a todas as pessoas.

Tudo isso com um toque feminino e menos sisudo, com móveis desgastados – geralmente revestidos com tinta giz – assim como padrões florais, tons suaves e babados são algumas outras características reveladoras do estilo chique gasto.

Se você ainda está se perguntando como conseguir um visual chique gasto, pode começar seguindo a fórmula de Rachel Ashwell, que já mencionamos acima: procure móveis e objetos que sejam aconchegantes, confortáveis, vintage e bonitos. Misture o antigo com o novo, mas certifique-se de que os móveis sejam confortáveis.

Lojas de móveis usados, antiquários, feiras mercados de pulgas são ótimos lugares para encontrar o “velho”. O novo pode ser encontrado em lojas de design, lojas de internet e produzido por você. Esse estilo também pode transitar pelo moderno, mantendo suas características.

Ao estilizar móveis para colocar em um espaço chique gasto, provavelmente você vai pretender misturar e combinar peças de móveis e estilos que talvez não sejam os mais óbvios, mas esta aparência de casual intencional trará muita personalidade ao ambiente e o tornará mais aconchegante e caseiro.

Além disso, o estilo Shabby Chic pode ser facilmente adaptado para incorporar elementos de outros estilos e ter um tom mais neutro. Eventualmente isso poderá mascarar o toque feminino, mas não necessariamente isso acontecerá. Essa adaptação é possível com a adição de um toque industrial, com metal galvanizado gasto em itens como banquetas de bar, objetos de decoração, mesinhas auxiliares, entre outros objetos.


Se você gostou destas dicas, provavelmente também vá gostar dessas:
Evite os 10 erros mais comuns na decoração da sala de estar
40 ideias de salas de estar acolhedoras e aconchegantes e dicas de como planejá-las
O que é decoração em estilo Bauhaus e muitas ideias para inspiração
Cozinhas Americanas – Ideias e Dicas
Decorando com quadros vazios, ideias e dicas
Algumas maneiras de repaginar os móveis e os ambientes da sua casa
Como transformar um espaço pequeno em um escritório, 20 ideias para inspiração…
Como retocar a pintura sem pintar toda a parede?

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *