Benefícios, como plantar e como cuidar da Ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata)

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 6 minutos

A Ora-pro-nóbis é uma planta de floração abundante e perfumada, tanto no jardim como em vasos deixa o ambiente mais bonito, agradável e alegre.

Mas não é somente isso que faz dessa planta tão popular em nosso país, a Ora-pro-nóbis também é uma PANC (Planta Alimentícia Não Convencional) que vem atraindo cada vez mais pessoas interessadas em consumi-la, seja pelo seu sabor, ou pelos benefícios que proporciona para nosso organismo.


Qual a origem e as principais características da Ora-pro-nóbis?

A denominação Ora-pro-nóbis, cujo nome científico é Pereskia aculeata, vem do Latim e significa em português “Orai por nós”.

Seu nome popular tem origem em uma lenda dos tempos do Brasil colônia. Segundo essa lenda, na cidade de Sabará, em Minas Gerais, em volta da igreja da cidade haveriam grandes touceiras de Ora-pro-nóbis, porém o padre da paróquia não permitia que elas fossem colhidas. Entretanto os escravos aproveitavam os momentos de orações na igreja, que geralmente eram bem extensos, para colherem sem serem vistos.

Nessa época no estado de Minas Gerais, a Ora-pro-nóbis era muito consumida. Porém, com tinha um nome difícil de pronunciar, era também conhecida pelas pessoas menos cultas, como lobolôbô, lobodo, lobrobô, lobrobó, orabrobó.

Hoje, popular no país inteiro, recebeu diversos outros nomes, como trepadeira-limão, carne-de-pobre, groselha-da-américa, rogai-por-nós, rosa-madeira, jurumbeba, jumbeba, surucucu, espinho-de-santo-antônio, groselha de barbados, guaiapá e mori.

O Ora-pro-nóbis é uma hortaliça rústica, resistente e perene da família das cactáceas (cactácea trepadeira folhosa), e tem origem nas região tropical das Américas, com variedades nativas desde o estado da Flórida, Estados Unidos, até a região sul do Brasil. Ela pode ser cultivada como um arbusto ou trepadeira.

Ela está se tornando cada vez mais popular porque suas folhas têm uma sabor delicioso e fornecem um alto índice de proteínas se adicionadas à nossa alimentação, o que a torna uma boa alternativa para pessoas que adotam dietas sem produtos de origem animal, como os veganos e vegetarianos.

Suas flores são muito perfumadas, pequenas e brancas, com o miolo laranja e ricas em pólen e néctar. A sua floração ocorre entre os meses de janeiro a abril (geralmente duram apenas um dia) e nos meses de junho e julho ocorre a produção de frutos em bagas amarelas e redondas.

Quais os benefícios da Ora-pro-nóbis para a saúde?

Além de sua beleza, toda a planta de Ora-pro-nóbis tem alto valor nutricional e é aproveitável e útil para o ser humano.

Suas folhas têm um alto teor proteico e é muito rica em nutrientes que beneficiam nossa saúde, com minerais como como manganês, magnésio, ferro e cálcio. Também é rica em vitaminas A, B e C, fenólicos e fibras.

Suas flores também são comestíveis e deliciosas, além de serem usadas para enfeitar pratos. Elas também são ricas em néctar e atraem abelhas, sendo responsáveis por boa parte da produção de mel.

Suas frutas tem a coloração alaranjada por apresentarem betacaroteno, substância consagrada pela sua função antioxidante. As frutas também são matéria-prima para a produção de geleias, sucos, licores e compotas. Mas elas não têm um sabor muito pronunciado.

Seus brotos são ricos em fibras. O talinho, também chamado de ponteira, tem sabor parecido com o aspargo e pode ser consumido cru.

Apesar de oferecer todos esses benefícios, a Ora-pro-nóbis não faz parte das cadeias produtivas de alimentos comerciais do Brasil, é muito raro encontrá-la em em feiras e supermercados. Por enquanto há apenas alguns movimentos tímidos pela sua valorização por parte de pessoas que promovem alimentação alternativa, portanto, o melhor caminho atualmente é cultivá-la em casa mesmo.

Na medicina e na culinária, ela é usada como auxiliar no tratamento de anemias e outras carências nutricionais em função da alta quantidade de ferro de suas folhas. Também em função da presença de mucilagem nas suas folhas, a planta auxilia na melhora de funcionamento intestinal e no aumento da imunidade.

A Ora-pro-nóbis tem efeito cicatrizante, é usada para diminuir processos inflamatórios, no tratamento de queimaduras e sífilis, como expectorante, e ainda tem propriedades analgésicas, anticonceptivas e antitumorais. Porém, siga sempre a orientação correta antes de se automedicar, mesmo as fontes de tratamento natural podem trazer riscos à saúde se mal utilizadas.

Na culinária, a forma mais comum de consumir a Ora-pro-nóbis é refogando suas folhas com alho e azeite. Você também pode acrescentar outros temperos ou usá-las para complementar outros pratos, como o feijão, para isso, coloque algumas folhas para deixá-lo ainda mais rico em nutrientes como cálcio, ferro, fósforo, fibras e proteínas.

Outra aplicaçãos na culinária é seu uso como mistura para enriquecer farinhas, massas e pães. A receita de galinha caipira com Ora-pro-nóbis é um prato tradicional da culinária mineira, ele pode ser experimentado nas cidades históricas do estado, como Diamantina, Tiradentes, São João Del Rey e Sabará, onde anualmente há até um festival dessa hortaliça.

Como e onde plantar a Ora-pro-nóbis em casa?

Por ser uma planta nativa das américas, rústica e resistente, a Ora-pro-nóbis é de fácil cultivo e manejo, se adapta e se desenvolve bem em vários tipos de solo – mesmo os poucos férteis -, com sol a pleno ou meia sombra, e diferentes climas, podendo atingir até 5 metros de altura.

Por ser uma planta resistente, ela não exige grande conhecimento para cultivá-la. Popularmente se diz que a Ora-pro-nóbis onde se planta, nasce e quando cresce serve de proteção e alimento.

Procure plantá-la no começo do período das chuvas da sua região, ou mantenha-a sempre bem irrigada logo após o plantio. Ela é uma planta resistente à seca, mas receber água em maior quantidade nessa fase do cultivo estimula o crescimento dos ramos.

Como fazer mudas de Ora-pro-nóbis?

A Ora-pro-nóbis se propaga através de estaqueamento, para melhorar a eficiência do plantio das mudas, procure fazer o corte entre a parte mais tenra e a mais lenhosa da sua haste. Retire as folhas da parte inferior da haste com uma tesoura com cuidado para não danificar as suas gemas. Utilize luvas por causa dos espinhos.

Cada estaca deve ter em torno de 20 centímetros de comprimento e deve ser plantada em um berçário, enterrando um terço de sua medida em um substrato rico e adubado. Após o enraizamento das mudas, transplante-as para o local de plantio definitivo.

Como cultivar a Ora-pro-nóbis?

Embora a Ora-pro-nóbis seja pouco exigente em termos de solo, se você mantiver uma boa quantidade de matéria orgânica no solo, maior e mais rápido será seu desenvolvimento e maior será a produção de folhas.

O espaçamento entre as mudas em seu local definitivo vai depender do objetivo do seu cultivo. Por exemplo, se você pretende utilizá-la como cerca-viva, podem ser plantadas mais próximas, se você pretende cultivá-la como arbustos, afaste-as um pouco mais. Independente de seu plantio ser feito como ornamentação ou proteção em forma de cerca-viva, as partes da planta podem ser consumidas na alimentação.

Ela também pode ser plantada em vaso e é tolerante a locais ventosos, porém evite cultivá-la em locais muito úmidos, pois isso pode causar fungos em suas folhas e apodrecimento das raízes.

A manutenção com adubação do solo pode ser feita, em média, duas vezes ao ano. A poda dos ramos a cada 75 a 90 dias na estação de chuvas e a cada 90 a 100 dias na estação de seca, quando a planta deve ser irrigada em longas estiagens.

O consumo das folhas pode se iniciar três meses após o plantio, as folhas que podem ser colhidas são as que estiverem com mais de 7 centímetros de comprimento. Proteja-se para fazer essa colheita, pois a Ora-pro-nóbis tem espinhos.


Se você gostou dessas dicas, provavelmente também vá gostar destas outras que selecionamos:
Saiba quais são os aromas que atraem boas energias
Fruta do Milagre. Porque esta planta não pode faltar em sua casa?
Quais os principais benefícios do vinho para sua saúde?
Você já passou dos 40 anos? Veja essas 12 dicas para emagrecer com saúde
Como eliminar naturalmente as lesmas e caracóis (caramujos) que atacam as plantas
A jardinagem e a saúde física e mental

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *