10 passos para preparar sua casa para um filhote de gato

Levar um filhote de gato para casa pode ser muito bom, mas há muitas responsabilidades envolvidas nesse ato. Você passa a ter uma pequena vida em suas mãos. Tenha em mente que há muitos perigos para filhotes peludos e arteiros em todos os lugares.

Se você acabou de adotar um gato ou pensa em adotar um e não tem muita experiência no assunto, observe abaixo a lista de cuidados que selecionamos para você evitar acidentes com seu novo bichano. Como qualquer outro bichinho de estimação que você adota, faça-se a seguinte pergunta: “O que preciso para ter um gato em casa?”

1. Compre os itens básicos

Antes de levar o pequeno filhote para sua casa, providencie os itens básicos para atenderem suas necessidades básicas de saúde e higiene. Comida, caixinha ou bandeja sanitária, potes para comida e para bebida. Procure adquirir esses itens já tendo pensado no local onde serão instalados, para evitar incompatibilidades de tamanhos e formatos.

2. Prepare um local seguro

Quando você não estiver em casa, seu gatinho vai precisar de um local seguro para ficar. Selecione uma peça da casa com uma caminha, comida, água e a caixa de areia, onde você possa colocá-lo e fechar a porta sem maiores preocupações. Certifique-se de que não há possíveis formas dele se machucar nesse ambiente e deixe alguns brinquedos junto para que ele se distraia.

3. Aprenda sobre os cuidados básicos necessários

Mesmo que você já tenha tido gatos antes de adotar esse, é sempre bom se atualizar sobre as novidades ou novas descobertas e dicas. Pesquise em sites especializados e fique a par do que existe para ajudar nos cuidados de seu animalzinho. Se ele for de alguma raça específica, verifique se ele não precisa de algum cuidado especial. Há raças mais suscetíveis a algumas doenças ou que exigem ambientes diferenciados, diferentemente dos animais mais rústicos, que se adaptam a qualquer ambiente.

4. Retire os itens frágeis do caminho

Filhotes não são tão ágeis quanto adultos, mas são muito mais curiosos e brincalhões que estes, então procure colocar todos os itens que você considere frágeis ou perigosos em local fora do alcance do seu gatinho. Evite o dissabor de vê-lo machucado ou de chegar  em casa e encontrar aquela peça de família, ou que você ganhou de um amigo querido, danificada.

5. Mantenha a porta do banheiro sempre fechada

Um filhote que ainda não está acostumado com a casa pode achar que o vaso sanitário é um grande bebedouro e tentar beber a água dele. Ao fazer isso, pode cair e não conseguir sair sozinho, além de ser anti-higiênico. Tenha cuidado também com bacias e baldes cheios de água e produtos de limpeza. Os gatos geralmente são atraídos por água corrente.

6. Informe-se a respeito de plantas tóxicas

Existem muitas plantas que são tóxicas para os gatos e seu filhote certamente tentará mastigar todas as plantas da sua casa, gatos adoram fazer isso, portanto certifique-se que nenhuma delas seja tóxica. Existem várias espécies indicadas para gatos, inclusive que são benéficas para eles, informe-se e procure substituir todas as tóxicas por plantas que ele possa comer e se divertir.

7. Fixe portas e janela

Caso as portas ou janelas estiverem abertas e com acesso para ele, certifique-se de que fiquem bem fixadas para evitar que batam no momento em que o animalzinho estiver passando por elas.

8. Cuidado com os produtos tóxicos

Mantenha medicamentos, produtos de limpeza e produtos tóxicos totalmente fora do seu alcance. Gatos tentam comer ou beber tudo que lhes apetece, a curiosidade é característica dos bichanos. Mantenha produtos perigosos para ele bem guardados para evitar acidentes.

9. Elimine oportunidades de fuga

Se o seu gato será criado dentro de casa e sem acesso à rua, tenha certeza de que as janelas têm redes de segurança e que as portas estejam sempre bem fechadas. Alguns estudos afirmam que gatos criados somente dentro de casa vivem de 5 a 10 anos a mais do que gatos criados com livre acesso à rua. Nas ruas a chance dele adquirir novas doenças ou parasitas é muito grande.

10. Adapte seus tecidos

Gatos afiam suas unhas sempre. As cortinas, tapetes e sofás da casa com quase toda a certeza serão utilizados por ele para exercer essa prática, portanto prefira tecidos com a trama mais fechada para evitar danos maiores. Mantenha também sempre ao alcance de seu gato brinquedos com arranhadores, isso minimiza muito os estragos provocados pelas suas unhas.

Se você gostou dessas dicas, provavelmente também vá gostar dessas:
Como faço para… – Parte I 
(sorvete sempre cremoso | poeira e pelos da tela da TV | sal empedrado | acender vela em lugar difícil)
Como faço para… – Parte II 
(como tirar manchas em tecido)
Como faço para… – Parte III 
(retirar adesivos de objetos e vidros | eliminar bolinhas das roupas | retirar pelos de tecidos)
Vasos autoirrigáveis
A casa e os animais de estimação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *