Como adaptar um segundo gato em casa

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 5 minutos

Como adaptar um segundo gato em casa

Você está pensando em adotar um segundo gato em sua casa mas não sabe qual vai ser a reação do seu bichano com a sua chegada? Então saiba como resolver essa situação!

O que você deve saber antes de adotar um segundo gato?

Acompanhe esse texto, porque vamos listar algumas dicas que podem aumentar suas chances de estabelecer uma casa pacífica para vários gatos.

Adicionando um segundo gato à sua casa

Primeiramente, é preciso que você saiba que existe muita desinformação sobre a adoção de um segundo gato, na verdade essa não é uma atitude tão difícil quanto parece.

Realmente há gatos que não conseguem se adaptar com outros, mas esses são a exceção. Além disso, fazendo da forma certa a adaptação é possível estabelecer uma relação entre eles.

Como selecionar seu segundo gato

Ao escolher o segundo gato não se preocupe muito com o sexo dos gatos envolvidos, tanto do novo gato quanto do já residente. Contudo, a idade e o temperamento deles são os fatores mais importantes.

Por exemplo, gatos adultos geralmente aceitam um novo gatinho com muito mais facilidade do que um novo gato adulto. Isso acontece porque os gatos são territoriais e seu gato pode se ressentir com a chegada um intruso felino adulto.

Além disso, se você puder escolher entre vários gatinhos, evite um que esteja sibilando, rosnando ou envolvido em uma batalha séria com seus companheiros.

Mas se você prefere ou a única opção é adotar um gato adulto, o sucesso depende em grande parte da personalidade do seu gato atual. Ou seja, se ele é descontraído e o novo gato também é descontraído você pode ter poucos problemas se os apresentar lenta e corretamente.

Enfim, seguindo essas regras, a adoção será bem mais tranquila, caso contrário, prepare-se para um estresse maior.

Como apresentar o novo gato ao seu gato residente

Os gatos são animais solitários e altamente territoriais que geralmente requerem semanas ou meses para se ajustarem às mudanças em seu ambiente e estilo de vida.

Por esse motivo, as primeiras impressões são muito importantes ao conhecer outros animais, ainda mais quando esses forem dividir território com eles. Portanto, gatos que são introduzidos em um novo ambiente muito rapidamente e brigam com os residentes podem nunca aprender a coexistir pacificamente.

Então, como começar?

Inicialmente prepare um cômodo de santuário para o seu novo gato, mas que esse cômodo não seja o preferido do residente atual. nele, deve haver tudo o que seu novo gato vai precisar.

Então, quando você levar seu novo gato para casa, confine-o nesse local com sua própria caixa de areia, cama, comida e água. Deixe-o assim por uma semana, ou pelo menos até que ele seja examinado pelo seu veterinário.

Como alimentá-los

Durante esse período de adaptação, alimente-os em lados opostos da mesma porta. Portanto, no horário da refeição, coloque as tigelas dos dois gatos em cada lado da porta do cômodo em que o segundo gato está confinado.

O objetivo disso é que os gatos associem a atividade prazerosa de comer com a presença do outro gato. Então, gradualmente, aproxime as tigelas a cada refeição.

Quando você achar que eles têm condições de comer calmamente com as duas tigelas em frente um do outro, abra uma fresta da porta por apenas alguns segundos para que, dessa forma, eles possam se enxergar enquanto comem.

adaptando dois gatos durante a refeição

Deixe seu novo gato explorar

Uma vez que o novo gato pareça estar confortável em seu novo ambiente, esteja comendo bem e usando sua caixa de areia, então confine seu gato residente em outro cômodo e deixe o novo gato explorar a casa.

Isso permite que o novo gato sinta o cheiro do gato residente sem um contato direto entre eles. Outra opção é trocar a roupa de cama dos gatos por uma noite.

Monitore o primeiro encontro dos gatos de perto e, no início, limite o tempo que eles passam juntos. Alguma exibição de comportamento medroso ou agressivo como agachar, sibilar, ou postar as orelhas para trás é esperada, mas você deve evitar que eles estabeleçam um padrão de comportamento agressivo ou medroso, que pode ser difícil de mudar.

Portanto, se esses comportamentos se intensificarem, separe os gatos novamente e volte ao primeiro passo para recomeçar a adaptação.

Se eles brigarem, então distraia-os e separe-os novamente

Se uma briga séria começar, além das ameaças, então jogue uma toalha sobre eles, isso vai distraí-los, ou faça um barulho alto para separá-los. Em seguida, atraia o novo gato de volta para seu santuário. Mas não o pegue enquanto ele ainda estiver excitado. Então dê a ele mais alguns dias para se acalmar.

Não segure nenhum dos gatos em seus braços durante as apresentações, porque se um deles reagir agressivamente ao outro, você poderá ser arranhado ou mordido.

Continue a proporcionar encontros supervisionados entre eles, observando atentamente os sinais de tensão ou agressão. Se um dos gatos parecer estar congelando, encarando ou se fixando no outro gato, então tenha algumas guloseimas ou brinquedos divertidos por perto para afastá-los um do outro.

Ao agir assim, você também continuará a ensiná-los que coisas boas acontecem quando o outro gato está por perto.

adaptando dois gatos pela porta

Outras dicas essenciais para aproximar dois gatos

Seja sensível à grande mudança que isso representa tanto para o seu gato residente como para o novo bichano.

Continue dando ao seu gato residente a segurança de sua rotina habitual e do seu próprio tempo especial com você.

Além disso, tenha em mente que o “sucesso” dessa nova situação não significa necessariamente que seus gatos serão melhores amigos. Alguns gatos ficam ligados uns aos outros, enquanto outros passam o resto de suas vidas evitando e sibilando um para o outro.

Portanto, esteja ciente que qualquer um desses cenários pode acontecer. Seu objetivo ao facilitar as apresentações é preparar o cenário para que os gatos compartilhem pacificamente sua casa, mas entenda que você simplesmente não pode “torná-los” parecidos um com o outro.

Enfim, o processo de adaptação leva tempo, considere entre 2 a 4 semanas para integrar um filhote e um adulto, e entre 4 a 6 semanas (talvez até mais) para integrar dois adultos.

Embora seguir essas dicas vai aumentar suas chances de sucesso, saiba que alguns gatos simplesmente nunca aprendem a conviver pacificamente.

Então, se você seguiu o processo de introdução e não vê nenhuma melhora após um mês, especialmente se um gato está aterrorizando ou ferindo o outro, o sucesso a longo prazo pode ser irreal. Então, realojar um dos gatos ou mantê-los permanentemente separados pode ser necessário para a segurança de todos.

Infelizmente, ter um segundo gato em casa nem sempre é viável se o seu gato residente for muito agressivo, portanto, antes de pensar nisso, você precisa conhecer o seu gato.

Como adaptar um segundo gato em casa - adulto e filhote


Leia também:
Como o gato vê o ser humano?
Explicando os comportamentos curiosos dos gatos
Por que eu atraio gatos?
Como preparar um gato para receber um bebê

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *