Plantas super resistentes, saiba quais são – Parte I

Se você gosta de plantas mas não tem tempo ou aptidão para cuidar adequadamente delas, saiba que existem algumas plantas que são muito resistentes, elas exigem poucos cuidados e se adaptam muito bem aos vasos. Para elas não existe dedo verde, falta de sol ou de água. Selecionamos 4 exemplos de plantas que se adaptam muito bem tanto a vasos como em jardins, além disso, são lindas e acompanharão você por muitos anos.
Zamioculcas

A Zamioculcas é uma folhagem ornamental reconhecida pela sua rusticidade e beleza. É muito usada para paisagismo em ambientes fechados porque tolera bem o ar condicionado, mas ela também pode ser plantada no jardim, desde que em local sombreado, pois ela não tolera o sol a pleno. É ideal para ambientes pouco iluminados, que é justamente quando suas folhas ficam mais bonitas, coloridas e brilhantes. Muito resistente, a Zamioculcas continua bonita mesmo quando não recebe os cuidados adequados. Ela raramente precisa ser regada, portanto é ótima para quem tem pouco tempo, ou costuma esquecer das regas. Tem crescimento lento e sua manutenção é a rega, a retirada de folhas amarelas e adubação regular. Deve-se evitar o sol direto pois a luz natural amarela suas folhas. Sua flor é branca ou creme e nasce entre os galhos de folhas. É considerada uma planta venenosa, portanto não deve ser ingerida. Prefere ambientes quentes.

Agave

A Agave é uma planta ornamental super resistente e também muito usada em projetos paisagísticos. Pode ser plantada individualmente ou em maciços e chega a atingir 1,5 metros de altura quando adulta. É uma espécie de suculenta e não tolera solos muito úmidos. É super resistente ao sol, porém, se ficar muito exposta a ele, ela deverá ser regada com maior frequência, mas não em abundância. Existem mais de 100 variações de Agave. Ela dá muitos “filhotes” em sua volta e tende a formar grandes maciços. Deve ser plantada afastada de locais de circulação ou onde as crianças costumem brincar pois possui folhas pontudas e que podem machucar.

Pata de Elefante

A Pata de Elefante é um arbusto que pode chegar a 5 metros de altura, como ela tem um crescimento muito lento, pode ser cultivada em vasos dentro de casa, mas chegará um momento que o vaso ficará pequeno e ela deverá ser transferida para o jardim. Porém, isso levará anos para acontecer, justamente por esse crescimento lento, ela é uma planta de valor aquisitivo bem mais alto se for comprada grande. É bastante famosa no segmento de paisagismo. Essa planta cria pontos de destaque no seu jardim com sua aparência única de tronco arredondado e a cabeleira na ponta dos galhos. A pata de elefante quase não exige cuidados é uma planta adaptada para sobreviver em situações extremas. Ela armazena água na parte inferior do caule, por isso não exige muita rega. Solos muito úmidos podem apodrecer a raiz, portanto prefira espaços mais secos para cultivá-la.

Xanadu

A Xanadu é uma planta tropical de folhagem exuberante. Nativa do Brasil, ela desempenha papel importante tanto na criação de selva como nas composições exóticas em jardins. Em climas mais frescos pode ser cultivada recebendo sol a pleno, mas se adapta melhor à meia sombra. Seu crescimento é lento e não tolera baixas temperaturas. É uma ótima opção para plantar em vasos ou floreiras. Essas lindas espécies dão um aspecto tropical e “selvagem” aos jardins. São, assim, uma ótima opção para quem aprecia esse estilo, além do fato de não necessitarem de podas, contribuindo para uma manutenção mais econômica do jardim. É uma planta que gosta de solo úmido, mas não encharcado. Pode ser propagada através de mudas retiradas da planta mãe.

 

Gostou dessas dicas? Então provavelmente você também vá gostar dessas outras postagens:
Cachorros e Jardins Combinam?
Orquídeas, como cuidar?
10 motivos para usar vasos autoirrrigáveis
A importância da adubação de hortas e jardins
A primavera está chegando, o que você acha de dar um “UP” em seu jardim?
12 erros que devem ser evitados ao montar um jardim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *