Você sabe fazer molho de tomate?

Assim como o molho branco, o molho de tomate é uma das bases universais da gastronomia. Isto porque ele pode ser consumido puro ou servir como um dos ingredientes para o preparo de diversas outras receitas de molhos. Quem não tem algum sachê ou caixinha de molho de tomate no armário de casa?

Os molhos de tomate industrializados, entretanto, normalmente são carregados de ingredientes adicionais que não seriam necessários se você fosse consumir o molho pouco tempo depois de fazê-lo. Estamos falando de conservantes, corantes, acidulantes e aromatizantes. Assim, seja para diminuir o consumo destes produtos químicos ou porque o molho de tomate caseiro realmente fica mais gostoso do que o molho de tomate pronto, fazer o seu próprio molho de tomate em casa pode ser a solução.

Mas será que você sabe fazer molho de tomate? Abaixo passamos uma receita básica e algumas dicas essenciais. Nossa receita terá como base 1 quilo de tomate, o que rende uma quantidade considerável de molho (que pode ser também congelada sem perder suas características), mas você pode fazer em quantidades menores ou maiores, utilizando proporcionalmente os ingredientes. O seu ingrediente de referência para calcular a quantidade a ser utilizada dos outros ingredientes deve ser sempre o tomate.

RECEITA DE MOLHO DE TOMATE BÁSICO

Ingredientes:

  • 1kg de tomate;
  • 1 cebola grande;
  • 5 dentes de alho;
  • óleo ou manteiga;
  • sal e pimenta a gosto.

Modo de Preparo: retire a casca dos tomates e corte-os em quatro gomos. Remova a parte branca do miolo do tomate e as sementes (você não as utilizará para o molho). Corte a cebola e o alho em cubinhos pequenos, sem misturá-los. Aqueça uma panela grande o suficiente e acrescente o óleo ou a manteiga para que também aqueçam. Em seguida adicione a cebola. Quando a cebola começar a dourar, acrescente o alho. Acrescente os gomos de tomate apenas quando o alho e a cebola já estiverem fritos e reduza o fogo. Mexa ocasionalmente e vá amassando delicadamente os tomates para que eles se desmanchem. Retire do fogo quando o molho estiver no ponto que você deseja.

Observações e Outras Dicas:

  • Você também pode utilizar tomates sem pele enlatados (conhecidos como tomate pelati). Entretanto, é muito mais fácil tirar a pele do tomate através do método concassé, que você pode reler na postagem “Como tirar facilmente a pele de tomates” que já fizemos sobre esse assunto aqui no blog “Lar, Doce Lar”;
  • Você pode acrescentar ervas picadas a gosto ao seu molho. As mais comuns são salsinha, cebolinha e manjericão;
  • Após acrescentar o tomate cozinhe apenas em fogo baixo. O tomate é muito rico em açúcares e o fogo alto pode levar à sua queima, dando um toque de amargor ao molho;
  • Se o seu molho estiver levemente ácido, o que é comum aos tomates, você pode acrescentar um pouco de açúcar para regular essa acidez;
  • Nunca liquidifique ou processe seu molho. Isso vai deixá-lo com uma cor alaranjada e não muito atrativa. Se você gosta do seu molho sem pedaços, deixe que cozinhe por mais tempo e tente amassar ao máximo possível os pedaços de tomate com o auxílio de uma colher;
  • Se você gosta, guarde o miolo (parte branca) do tomate para fazer outras receitas ou para comer na salada, ela não deve ser utilizada no molho por normalmente ser mais ácida. Além disso, as sementes jamais devem ser utilizadas no molho, pois aumentam em muito a sua acidez e sempre há quem não goste de senti-las quando come.

Se você gostou dessas dicas, provavelmente também vá gostar dessas outras dicas e receitas:
Você sabe como engrossar seus molhos?
Você sabe fazer molho branco?
Torta de legumes – receita facílima
Receita muito fácil de mousse de chocolate sem lactose
Receita facílima de mousse de chocolate
O que são probióticos
Receita de torta de banana com doce de leite

Um comentário em “Você sabe fazer molho de tomate?

  1. Lu Nascimento disse:

    A receita é boa, mas um ponto, o açúcar não reduz a acidez do molho, apenas realça o sabor quando junta com o sal, para reduzir acidez, é preciso acrescentar uma pitadinha minima de bicarbonato de sódio durante o cozimento, e a maioria dos tomates não tem parte branca interna, o ideal é escolher tomates nos pontos ideais de maturação para fazer molhos, além de escolher tomates baseados em seus sabores, os longa vida caqui, são mais acidos, os saladetes, italianos, são mais doces, um bom molho é resultado de mistura de tipos de tomates num ponto bom de maturação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *