12 dicas para você economizar no preparo das refeições

Em tempos de crise, a maioria da população precisa aproveitar ao máximo todos os recursos financeiros disponíveis. É muito importante adequar e equilibrar as finanças da família, pois o aperto financeiro é um dos motivos que podem levar à desagregação familiar. Como os gastos com alimentação representam uma parcela significativa do orçamento familiar, é muito importante seguirmos algumas dicas para economizarmos na cozinha, sem comprometer a qualidade da nossa alimentação.

Muitas despesas que consomem o orçamento familiar mensal podem ser cortadas, outras porém são essenciais para nossa vida e não podem ser cortadas. A alimentação é uma delas. Também de nada adianta baixar a qualidade dos alimentos que consumimos e, consequentemente, piorarmos nossa saúde e qualidade de vida. Portanto o ideal é a criação de hábitos de contribuirão para baixar o custo da alimentação no orçamento sem prejudicar sua qualidade.

1. Economize na hora da compra – Essa dica é clássica e imprescindível em se tratando de economia não só nas compras de alimentos, mas em qualquer compra que fazemos para nossa casa. Voltar do supermercado cheio de compras, quando saímos para comprar apenas um ou dois itens faltantes é terrível para comprometer as finanças. Opte por ir ao supermercado apenas uma vez por semana e com a lista exata dos itens faltantes, evite ir a essas compras com fome, pois assim a tentação é menor e procure não levar crianças junto, pois elas sempre acabam pedindo alguma coisa não prevista em sua lista. Planeje o cardápio da semana priorizando o que você já tem em casa antes de sair para comprar novos ingredientes.

2. Prefira supermercados para compras maiores – As padarias e mercadinhos da esquina da nossa rua são uma preciosidade para pequenas compras de última hora, porém, para grandes compras prefira supermercados ou atacadistas, comprar tudo o que consumimos em pequenos estabelecimentos pode aumentar nosso gasto em até 30% nesses itens.

3. Plante seus próprios temperos frescos – Quantas vezes você já comprou um maço de algum tempero fresco, utilizou apenas uma parte dele e quando foi utilizá-lo novamente estava impróprio para consumo?Procure ter sua própria hortinha de temperos e colha somente o que for consumir, se você não tiver espaço externo para cultivar sua horta, ela pode ser cultivada dentro de casa mesmo, além disso vai embelezar o ambiente onde for colocada. Vasos autoirrigáveis são perfeitos para pequenas hortas, leia também o texto “10 motivos para usar vasos autoirrigáveis“, que publicamos aqui no blog “Lar, Doce Lar”.

4. No fogão, utilize as bocas adequadas ao tamanho das panelas – Se você utilizar panelas pequenas em bocas maiores que elas ou no seu limite de tamanho, estará desperdiçando o calor gerado, a mesma coisa ocorre com panelas muito grandes em bocas pequenas. O uso correto é, panelas grandes em bocas grandes, panelas pequenas em bocas pequenas.

5. Economize na água, na energia elétrica e no gás – Preocupar-se apenas em economizar na comida é um erro, os hábitos que você cria na utilização dos recursos disponíveis na cozinha são fundamentais e significativos para aumentar a economia. Não mantenha as torneiras abertas além do necessário. Ligue o forno ou as bocas do fogão somente na hora indicada. Evite abrir a geladeira o tempo todo, organize-se para pegar de uma só vez todos os ingredientes necessários e verifique se ela ficou bem fechada, o consumo de energia de uma geladeira com a porta aberta é enorme, pois ela ficará tentando recuperar a temperatura perdida permanentemente. Não utilize o microondas para descongelar os alimentos que serão utilizados, planeje-se e retire-os do freezer antecipadamente.

6. Organize a forma de lavar os utensílios de cozinha – A máquina de lavar louça pode ser uma grande aliada na economia de água, ou uma grande vilã. O consumo de água da máquina de lavar é muito menor que o da pia, porém se utilizada com pouca louça vai gerar um consumo desnecessário de água e de energia elétrica. Organize-se para lavar tudo de uma única vez na máquina ou prefira lavar diretamente na pia, o que for mais adequado a cada situação.

7. Sirva apenas as porções adequadas de comida – Não coloque na mesa comida em excesso, as pessoas ficarão repetindo sem necessidade, isso não é interessante nem para o seu orçamento, nem para a saúde de sua família. Observe qual o consumo adequado para o número de pessoas à mesa. Os nutricionistas aconselham que a carne deve ocupar em torno de 1/4 do prato. Uma boa técnica é levar os pratos já servidos para a mesa de acordo com as preferências e gostos de cada um.

8. Utilize panela de pressão –  Sempre que possível utilize a panela de pressão para os cozimentos, ela economiza muito o gás, pois a comida fica pronta bem mais rápido e com o menos consumo. Existem receitas muito gostosas que podem ser feitas diretamente na pressão. Se você não tem, ou não gosta de utilizar esse tipo de panela e prefere utilizar panelas comuns, procure mantê-las tampadas para evitar a perda de calor.

9. Reaproveite as sobras de comida – Praticamente tudo o que cozinhamos pode ser reaproveitado, as sobras de comida podem ser reaquecidas ou mesmo transformadas em outros pratos deliciosos. Não descarte nada que seja aproveitável. Algumas famílias criam o hábito de, em um determinado dia da semana, utilizar todos os alimentos não consumidos nos outros dias, no final de um mês isso pode ser muito significativo.

10. Faça comida para várias refeições – Colocar as porções exatas na mesa não significa que você precise necessariamente cozinhar apenas o que vai consumir no dia. Alguns tipos de comidas podem ser utilizadas em mais de uma refeição, ou congeladas, aproveitando para diminuir o desperdício com pequenas porções, tanto de ingredientes como de gás, energia elétrica e água.

11. Congele os alimentos – Você pode congelar tanto a comida sobrada como também ingredientes ainda não utilizados que poderão se deteriorar mais rapidamente ficando na despensa ou na geladeira. O congelamento feito da forma correta não prejudica nem a qualidade da comida nem o seu sabor.

12. Organize os ingredientes por data de validade – Essa dica vale não somente para a comida, mas para todos os produtos que consumimos em casa e observá-la pode provocar uma economia muito grande. Quantas vezes você pegou um item vencido em sua despensa, ou geladeira e acabou descartando-o? Esse dinheiro literalmente foi direto para o lixo. Se você costuma ter em casa uma despensa com vários itens de um mesmo produto, traga sempre para a frente os que vencerão primeiro.

Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar dessas outras postagens:
5 dicas para eliminar os agrotóxicos das frutas e verduras que consumimos
15 plantas que protegem a casa e atraem energia positiva
5 plantas para cultivar dentro de casa
+ 7 plantas para cultivar dentro de casa
A importância da adubação de hortas e jardins
Como alegrar sua casa usando plantas na decoração
Sousplat ou Jogo Americano… Quando usar cada um?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *