A influência dos aromas em nossa vida

Será que os aromas realmente são importantes e têm influência em nossa vida? 

Vamos primeiro esclarecer  a diferença entre aromaterapia e aromacologia, pois são termos que se confundem na língua portuguesa e são poucos os lugares onde se encontra a explicação do que significa cada um deles.

AROMATERAPIA OU AROMACOLOGIA?

Aromaterapia é parte integrante da medicina alternativa, é uma terapia complementar utilizada para promover e manter a saúde e o equilíbrio físico e mental. Podemos dizer que é um complemento aos tratamentos alopáticos ou homeopáticos e tem por objetivo o bem estar completo do indivíduo e suas necessidades pessoais. A aplicação da aromaterapia é pessoal e específica, ou seja, para cada pessoa a ser tratada é necessário realizar avaliações, física e psicológica, antes de ser definido o caminho seguir.

Através do olfato, nosso corpo, automaticamente, manda mensagens para o uma parte do sistema nervoso que é responsável pelas nossas emoções. Quando o cérebro começa a sentir um aroma, ele reage à sua ação, e começa a mudar o nosso humor e o nosso estado de espírito. Um determinado aroma tem o poder de despertar memórias de infância em algumas pessoas, o mesmo cheiro de um determinado alimento pode abrir o apetite em alguns e provocar náuseas em outros.

É muito comum que uma pessoa tristonha fique um pouco mais alegre depois de se submeter a esse tipo de tratamento. O mesmo vale para outros perfis de comportamento, por exemplo, pessoas agressivas que ficam mais relaxadas e calmas ao se submeter a um aroma específico.

Os óleos utilizados na aromaterapia são 100% naturais e são extraídos de plantas, flores, raízes, folhas, sementes, ervas, madeiras e resinas. Posteriormente são misturados com outras substâncias, como óleo, álcool ou loção, para possibilitar a sua utilização de forma prática.

Aromacologia é a ciência que estuda o efeito dos aromas sobre a nossa mente. Os estudos feitos pela aromacologia vieram confirmar o que a medicina tradicional já dizia, através da aromaterapia, que os aromas podem causar efeitos intensos no organismo humano, em especial no cérebro.

Os aromas mais utilizados na aromacologia foram agrupados por suas propriedades em comum:

  • Aromas Calmantes e Relaxantes: Camomila, Chá Verde, Cheirinho de Bebê, Flor de Laranjeira, Lavanda, Alfazema;
  • Aromas Estimulantes e Energizantes: Capim Limão, Cítrico, Canela, Erva Doce, Floresta, Gengibre, Jasmim, Jabuticaba, Limão Siciliano, Maracujá, Madeira do Oriente, Pêssego, Pitanga, Tangerina;
  • Aromas Purificadores de Ambientes: Alecrim, Arruda, Alfazema, Canela, Capim Limão, Capim Cidreira ou Erva Cidreira, Lavanda, Mirra, Patchouly, Sândalo;
  • Aromas Afrodisíacos: Morango com Champagne, Morango Silvestre, Madeira do Oriente, Rosas Vermelhas, Jabuticaba.

Entendida e diferença? Resumindo, aromaterapia utiliza óleos naturais para tratar doenças específicas de um indivíduo; aromacologia é a utilização de aromas (naturais e sintéticos) pra influenciar nossos sentimentos e despertar emoções.

A utilização de um aromatizador de ambientes, por exemplo, é aromacologia e não aromaterapia. Os aromatizantes de ambientes modificam algumas sensações em nossa casa, deixando-a mais perfumada e aconchegante, e não são um tratamento para doenças específicas.

Testamos alguns dos aromas que são oferecidos na forma de aromatizadores de ambientes, água de lençóis e sachês. Eles realmente mudam o astral do ambiente, as sensações e os estímulos gerados por um aroma e seu efeito no emocional das pessoas, variam conforme sua essência, conheça abaixo algumas que nos foram oferecidas pela loja Kamari e identifique qual o mais adequado para os ambientes que você deseja aromatizar:

  • Chá Verde: Aroma sutilmente fresco de folhas. Revitalizante e revigorante, melhora o estado de espírito, criando uma sensação de bem-estar. Na cultura oriental representa paz e harmonia. Estimula a criatividade.
  • Lavanda: Aroma floral e herbal fresco. Associada à ideia de limpeza, é utilizada para harmonizar o ambiente. É relaxante e afasta sentimentos de angústia, irritabilidade, agressividade e ansiedade, ajudando a combater a depressão e confere um sono tranquilo.
  • Marine: Aroma cítrico, frutado e refrescante. Causa uma sensação envolvente e encantadora. Estimula sonhos, proporciona bem-estar, relaxa a mente e funciona como calmante. Abranda mágoas e é utilizado contra ressentimentos, afastando as energias negativas.
  • Pachouly: Aroma amadeirado doce. Traz paixão para a vida, é estimulante sexual e esquenta o relacionamento. Também é sedativo e recomendado para fadiga e ansiedade. Há relatos de que é usado em casos de obesidade, pois diminui a compulsão alimentar.
  • Pitanga: Aroma frutado, muito agradável e doce. Energizante eleva o nível das vibrações do ambiente, proporcionando alegria, coragem e muita descontração. Ideal para quem quer se sentir jovem e alegre.

 
Outro ponto importante a ser esclarecido é que os aromas não tem como objetivo eliminar os maus cheiros, que devem ser tratados de outra forma, como a que abordamos nesse texto sobre o Desodora, ou com a retirada do ambiente da fonte de mau cheiro. O objetivo dos aromatizadores é perfumar o ambiente, e não de misturar-se com cheiros ruins.

3 comentários em “A influência dos aromas em nossa vida

  1. ge vargas disse:

    Muito bom, interessante e apropriado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *