Cachorros e Jardins Combinam?

Muitas pessoas que têm cães de estimação com liberdade para circular por todo o terreno da casa por vezes ficam frustradas ao ver alguma de suas plantas, cuidada com toda a dedicação e carinho, ser destruída ou danificada por uma brincadeira mais afoita de seu amigo de quatro patas. Em função disso, algumas pessoas acabam reduzindo o espaço de circulação de seus cachorros, outras acabam desistindo de ter um jardim bonito para que seus cães possam usufruir de mais liberdade, porém, será que é possível conciliar cães felizes e jardins com um bom paisagismo?

Por: Míriam Roman

Se você tem cachorros em casa, sabe como é difícil manter um jardim bonito, com os canteiros inteiros, o gramado sem buracos ou manchas amarelas. Algumas vezes ficamos com a sensação de que jardim e cachorros não combinam. Dá vontade de desistir do jardim perfeito ou do cachorro solto. Eles pisam onde não devem, deitam-se sobre as plantas e, não satisfeitos, ainda rolam, cavam, comem algumas plantas e urinam sobre a grama, as vezes deixando nelas marcas amarelas. Não se desespere tudo na vida tem solução, e, segundo minha mãe, “o que não tem solução, solucionado está!”.

A maior parte dos problemas com o comportamento canino em relação ao jardim podem ser solucionados com paciência, dedicação e treinamento. Outros se resolve  com obstáculos, como cercas ou pequenos muros. Geralmente os cães vão ficando menos peraltas com a idade e com isso os problemas vão diminuindo.

Aprendi que a maioria dos cães odeia as próprias fezes, então uma boa maneira de evitar que eles frequentem alguns lugares do jardim é dissolver suas fezes em água e jogar nesses locais. Para que percam a mania de cavar, enterre suas fezes em todos os buracos que eles fizerem e cubra com terra, nesse local ele não mais cavará. Com o tempo eles desistem de cavar, sempre funcionou no meu jardim com todos os nossos cachorros. É claro que nem sempre esse método deve ser usado, como por exemplo nos canteiros de hortaliças ou temperos. Nesse caso, a melhor solução é o obstáculo físico.

 
Observar o cão e repreendê-lo toda vez que ele faz alguma coisa indevida também funciona, mas essa tarefa exige paciência e dedicação. Especialistas em adestramento canino ensinam várias técnicas para ajudar na sua educação, no site do zootecnista Alexandre Rossi, por exemplo, tem muitas dicas a respeito desse assunto (veja aqui).

Se você não tem paciência, ou não tem tempo para educar seus cachorros, recomendo que você consulte um especialista em adestramento para resolver o problema, às vezes, em poucas seções eles transformam seus diabinhos em anjinhos, prefira os que utilizam a técnica da recompensa e não da punição. Nunca desanime, você até pode pensar que já tentou de tudo, mas sempre tem algo a mais para fazer, algumas vezes o problema não está em seu cão, mas em você, no seu comportamento, ansiedade, etc. Um adestrador experiente poderá ajudar a mudar seu comportamento ou a forma como você reage as atitudes de seu cão e com isso resolver definitivamente o problema.

Esse é o Thor com cara de quem nunca apronta

Esse é o Thor com cara de quem nunca apronta

Eu tenho 4 cães em casa, não tenho canil, meus animais nunca ficaram presos. O mais velho tem 11 anos e o mais novo 3. Dois deles são pequenos (um schnauzer mini e uma vira-lata), mas dois são bem grandes (boxer). Eles correm, pulam, vivem livres.  Meu jardim não é um “jardim de revista”, mas tenho canteiros, hortas, frutíferas, flores e muita grama. Já tive problemas com escavações, plantas amassadas, esmagadas 🙁 , ervas aromáticas comidas, canteiros pisoteados, etc. Atualmente, meu único problema é com as manchas amarelas causadas pela urina no gramado, isso  porque optei por deixá-los urinar em qualquer ponto do jardim, por falta de paciência de ficar observando-os e ensinado-os com relação a isso (esse problema acontece principalmente com as fêmeas, sua urina é muito ácida e “super” aduba a grama, uma forma de diminuir o dano causado é jogar água em abundância em cima).

Os cães maiores são os que mais danificam frutíferas que ainda estejam pequenas, pois qualquer esbarrão seu tem o peso de vários quilos sobre a planta, uma solução que encontrei é protegê-las com estacas, eles conseguem derrubar as estacas mas as plantas saem incólumes da trombada 🙂 .

 
Existe solução para qualquer problema que você enfrente, não desista nunca de seu animal de estimação e nem de seu jardim. Ambos podem viver em perfeita harmonia. Essa harmonia depende mais de você do que deles. O site jardineiro.net tem um artigo muito interessante sobre esse assunto também, (veja aqui)

Míriam Roman é decoradora e proprietária da loja Kamari, especializada em cama, mesa, banho e decoração.

Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar dessas outras postagens:
Vasos autoirrigáveis
5 plantas para cultivar dentro de casa
+ 7 plantas para cultivar dentro de casa
Conheça 8 utilidades para o pó de café usado
Como alegrar sua casa usando plantas na decoração
Porque devemos comprar e consumir os alimentos da estação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *