Como criar, manter uma parede viva e ainda muitas ideias e fotos para inspiração

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 8 minutos

Se você adora natureza e está procurando uma nova opção para decorar uma parede, considere a opção de montar uma parede viva.

Uma parede viva, que pode ser um jardim vertical ou uma horta vertical, é essencialmente uma parede coberta de plantas vivas, que podem ocupar toda ela, ou parte dela, podem estar plantadas em vasos individuais, ou cultivadas todas juntas, criando assim uma obra de arte viva.


Conhecidas como paredes vivas, paredes verdes, hortas verticais, ou ainda jardins verticais, você provavelmente já se deparou com várias instalações verticais repletas de natureza viva em saguões de hotéis e condomínios, escritórios corporativos, aeroportos e shopping centers. Elas são comuns há muito tempo nos projetos de arquitetura, tanto nas paredes internas como nas paredes externas desses prédios.

Agora chegou a vez delas se popularizarem dentro de nossas residências, principalmente em casas e apartamentos onde o espaço é limitado e não contam com área externa.

Talvez o aspecto mais importante nessa nova tendência de decoração é que parede viva significa levar vida para dentro das casas. Isso estabelece uma conexão positiva de bem-estar entre as plantas e as pessoas, principalmente nas grande metrópoles, que distanciam as pessoas do verde.

São muitas as vantagens de optar por uma parede viva na decoração, entre elas podemos elencar sua beleza, o fato de trazer a natureza para dentro de casa, purificar o ar do ambiente, diminuir o estresse do dia a dia das grandes cidades, abafar o ruído externo e interno alterando a acústica, entre outras.

Portanto, além da bela estética visual que uma parede viva empresta a um ambiente, ao introduzi-la em uma casa, por elas não ocuparem muito espaço, são uma excelente opção para praticar jardinagem em um espaço pequeno. Além disso, uma área plantada de 15 metros quadrados pode gerar a mesma quantidade de oxigênio produzida por uma árvore.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, montar e cultivar uma parede viva não necessariamente precisa envolver grandes investimentos. É claro que você pode, por exemplo, contratar um especialista em design biofílico se você quiser fazer um investimento maior, mas também pode optar por fazer de acordo com suas ideias e pesquisar dicas de como fazer da melhor forma.

Aspectos que você deve considerar antes de montar uma parede viva

Uma dica importante é que, ao montar uma parede viva, você deve optar por plantas que exijam cuidados semelhantes, pois provavelmente você as regará e nutrirá ao mesmo tempo, principalmente se você é uma pessoa que dispõe de pouco tempo para fazer isso.

Lembre-se que uma parede viva não se limita apenas a plantas ornamentais, você pode optar por ervas e temperos, e, dependendo do espaço e das condições até pensar em uma horta vertical com tomates, verduras, pimentões, entre outras plantas comestíveis que ocupam espaços maiores

Qual a localização adequada para uma parede viva?

A primeira coisa que você deve definir, antes mesmo de iniciar o seu projeto de parede verde é onde seu o jardim ou horta vertical será colocado. Isso é imprescindível para observar a quantidade de luz que ela vai receber e, portanto, quais as espécies de plantas mais adequadas.

A luz natural sempre é a melhor opção, seja ela proveniente de uma claraboia ou de uma janela que proporcione a incidência da luz solar sobre a parede.

Uma das atividades das plantas e que contribuem para melhorar a qualidade do ar em um ambiente é a produção de parte de seus próprios alimentos através da fotossíntese, que é a produção de clorofila, portanto, a presença da luz é requisito básico para o sucesso do seu projeto.

Caso você não tenha luz natural em abundância no ambiente escolhido isso não significa que precise abandonar o seu projeto. Neste caso você tem alternativas, como a utilização de plantas que exigem menos luz natural, ou até, caso o espaço não receba luz natural nenhuma, considerar a utilização de iluminação suplementar artificial.

Considerando que a maioria das plantas precisa necessariamente de muita luz, quanto mais luz um espaço recebe, maiores são as opções de espécies de plantas que você pode escolher para cultivar nele. Portanto, se você não tiver muita luz direta, tanto natural como artificial, sua parede verde ficará restrita a plantas que exigem pouca luz.

Que plantas podem ser utilizadas em uma parede viva?

Conforme já comentamos acima, é possível utilizar inúmeras espécies de plantas em uma parede verde, desde que seja respeitado o limite de espaço e a luminosidade oferecidos pelo ambiente, além de ser recomendável a escolha de espécies que exijam o mesmo tipo de cuidado.

Além disso, é importante escolher espécies que se completem e possam ser plantadas consorciadas, não concorrendo entre si, caso contrário, uma espécie pode anular o efeito visual proporcionado por outra.

Para paredes interiores com disponibilidade de luz, tanto natural como artificial, existem inúmeras possibilidades de escolhas, possibilidades essas que ficam limitadas em ambientes mais escuros. Portanto, informe-se bem sobre as exigências de cada espécie antes de fazer as suas escolhas.

Para esse texto não ficar ainda maior e enfadonho, não vamos discorrer sobre todas as espécies possíveis de serem utilizadas, até porque são muitas e sua escolha vai depender também do clima e da região onde você mora. Além disso, já tratamos aqui no blog “Lar, Doce Lar” sobre muitas plantas que podem ser utilizadas na decoração de interiores, e que condições cada uma delas necessita para se desenvolver.

Cuidados e manutenção de uma parede viva

A manutenção da parede viva, de uma forma geral, não difere muito da manutenção de plantas cultivadas da forma tradicional.

Com a popularização das paredes vivas, já é comum encontrar sistemas completos prontos para montar uma estrutura que dê baixa manutenção, inclusive com sistema de irrigação automático. Se você optar por uma solução assim diminuirá muito o seu tempo dispendido com cuidados e manutenção. Os vasos autoirrigáveis são uma dessas soluções. Mantas com bolsos são outra solução.

Caso você vá regar e adubar as plantas de sua parede verde manualmente, certifique-se de não regar em demasia nem com uma quantidade de água insuficiente para sua sobrevivência. O volume de água e a periodicidade da rega são fundamentais para manter uma parede viva sempre linda e abundante, por esse motivo que sugerimos acima que você escolha plantas com as mesmas necessidades.

Se você também escolheu plantas que requerem a mesma quantidade de luz e condições climáticas, seu trabalho também ficará muito facilitado e elas prosperarão e crescerão uniformemente.

Outra medida que pode ser interessante na manutenção de sua parede viva, caso ela tenha sido montada com vasos que possam ser deslocados com facilidade, é a de botar suas plantas para “tomar sol” em um dia bonito. Plantas que precisam de bastante luz vão ficar mais exuberantes adotando essa medida.

Porém, se você for fazer isso, certifique-se que a diferença de temperatura, umidade e luminosidade entre os dois ambientes não seja muito grande, pois as plantas se adaptam ao ambiente em que estão e podem sofrer com mudanças radicais, chegando até mesmo a morrer.

Você também pode fazer um rodízio das plantas que estão na sua parede verde com outras que estejam em um ambiente mais ensolarado e arejado, é claro que tomando o mesmo cuidado que sugerimos acima.

Outra atividade de manutenção não menos importante é observar se as suas plantas não estão sendo atacadas por insetos e outras pragas, você precisa certificar-se de que elas estejam sempre limpas e saudáveis para evitar esses problemas. Limpar as folhas das plantas eventualmente com água e sabão neutro ajudam muito a preveni-los.

Dependendo das espécies de plantas escolhidas e do espaço disponível, talvez seja necessário podar seu jardim vertical regularmente para que ele não cresça além do esperado.

Se sua opção de parede viva for por plantas comestíveis, como ervas e temperos, você vai perceber que com o decorrer do tempo, depois de várias colheitas elas perderão a força para se desenvolver novamente, neste caso é preciso renovar, plantando novas mudas e descartando as atuais.

Como montar uma parede viva

Quando se trata de planejar e montar um jardim ou uma horta vertical as opções são infinitas. Você pode optar por pendurar, prender na parede, construir uma moldura ou comprar uma pronta, utilizar vasos, mantas de feltro com bolso, material sintético ou reciclado, enfim montar o seu próprio jardim vai depender de suas escolhas.

Você também pode considerar a utilização de bandejas com as plantas que fiquem encaixadas como prateleiras e que possam ser retiradas facilmente para executar a manutenção manual.

Considere também viabilizar facilmente o acesso para a manutenção e cuidados para que sua parede viva não se transforme em um problema.

Depois de ler essas dicas e sugestões, você está considerando essa opção de decoração? Então confira as alternativas de ambientes, estilos e as belas ideias que buscamos para você se inspirar na montagem da sua. Qual a peça da casa mais apropriada para uma parede viva? Qualquer uma que você definir.

Você pode fazer uma parede viva em sua cozinha por exemplo

Se você for uma pessoa afortunada o suficiente para ter uma cozinha com muita luz natural, uma parede viva na cozinha é uma alternativa maravilhosa, você pode optar por folhagens, flores ou ainda uma variedade de temperos e ervas para serem utilizados nas suas receitas, como na ideia abaixo.

Veja essa outra cozinha, em que as opções escolhidas foram folhagens e num estilo mais sóbrio e sofisticado.

Uma parede verde com cestas fixadas na parede e que os vasos possam ser colocados e retirados com facilidade também pode ser uma boa opção. Essa ideia abaixo também é uma boa alternativa para as plantas que precisam de uma arejada e luz solar direta algumas vezes e, portanto, precisam ser remanejadas.

Observe ao fundo da imagem a opção de utilizar uma estante para as plantas, isso também oferece a mesma facilidade de manejo. Nessa mesma estrutura foi providenciado um sistema de iluminação artificial.

A sala abaixo também proporciona essa facilidade de realocação de plantas utilizando vários recursos, como plantas penduradas, plantas no chão, em prateleiras e em estantes.

Observe essas alternativas abaixo, que utilizam mantas de feltro para formar o painel. Esses painéis são chamados de plantadores de parede, porém, antes de escolher essa solução, certifique-se de que a umidade não vá estragar sua parede ou o chão. O sistema de vedação precisa ser bem resolvido e esse tipo de instalação nunca deverá receber água em excesso.

Paredes verdes em local de trabalho

É comprovado que levar a natureza para dentro do ambiente de trabalho, além de todos os benefícios que já citamos ainda aumenta a produtividade. Um escritório com uma parede viva não precisa de muito mais investimento em decoração. Veja essas ideias.

E esse home-office? Simples, pequeno e com um bom gosto incrível.

Veja essa parede verde que prática, foi utilizado um painel de MDF perfurado que permite pendurar as plantas em várias alturas e vários formatos e tamanhos de vasos.

E para finalizar, imagine a parede dessa varanda em sua casa…



Se você gostou deste assunto, provavelmente também vá gostar dessas outras postagens:
12 erros que devem ser evitados ao montar um jardim
Dicas interessantes para você aproveitar mais um jardim de inverno
Como iluminar o jardim e as áreas externas eficientemente
32 ideias sensacionais para decorar e aproveitar mais sua varanda
Toalha de mesa antiformiga funciona?
Você sabia que a jardinagem faz bem para a saúde?
Saiba quais são os benefícios de utilizar plantas na decoração da forma correta
Dicas incríveis para montar um jardim na sacada + 32 ideias criativas

Compartilhe...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *