Saiba que plantas você deve evitar se tiver animais em casa

Encher a casa de plantas é algo que praticamente todo mundo gosta – as plantas trazem um elemento vivo à decoração dos ambientes, tornando-os mais agradáveis e acolhedores. Entretanto, algumas plantas ornamentais que são comumente utilizadas para enfeitar nossos lares, ainda que possam não parecer apresentar riscos, tornam-se tóxicas quando ingeridas por animais – e, em alguns casos, até por pessoas.

Todos os veterinários que atendem animais de estimação sabem como é comum a intoxicação de cães e gatos, principalmente, pela ingestão de plantas que seus tutores mantinham em casa. Talvez alguma planta que você tenha em casa possa ser a fonte do mal-estar do seu bichinho para o qual ninguém consegue encontrar uma causa.

Listamos abaixo algumas plantas que merecem uma atenção especial ou que precisam ser evitadas por quem preocupa-se com a saúde de seu melhor amigo pet.

  1. Lírio: é uma das plantas ornamentais mais comuns em razão de suas belas e perfumadas flores. Entretanto, todas as espécies de lírios são tóxicas e possuem substâncias que podem levar à inflamação nos olhos, na boca e no nariz, bem como problemas respiratórios;
  2. Dama da noite: ainda que seja uma planta extremamente aromática, os frutos e as folhas da dama da noite podem causar enjoos, vômitos e até alucinações quando ingeridos;
  3. Azaleia: é uma planta que precisa ser mantida sob vigilância, pois pode ser altamente tóxica dependendo da espécie. Alguns sintomas de intoxicação por azaleia incluem vômitos, perda de apetite, diarreia, arritmia cardíaca, fraqueza, tremores e até convulsões;
  4. Espada de São Jorge: é uma planta que sempre foi considerada como uma ótima forma de atrair boas energias para a casa – e, além disso, está na moda, levando a um verdadeiro boom de fotos de ambientes que fazem da espada de São Jorge o seu elemento central. Entretanto, ainda que tenha um grau menor de toxidade, pode causar salivação intensa e causar problemas respiratórios e motores;
  5. Hibisco: uma flor muito cultuada por aqueles que estão sempre atrás de métodos milagrosos para perder peso, sendo muito utilizada na forma de chá. Entretanto, o hibisco não é tão bom assim para os animais domésticos, podendo levá-los até a óbito. Se o seu animal de estimação apresentar sintomas como diarreia, vômito e perda de peso, fique atento;
  6. Violeta: as violetas, apesar parecerem plantas muito frágeis e de aroma característico, possuem altas concentrações de substâncias tóxicas em seu caule e nas suas sementes. O consumo destas partes da planta podem levar à gastrite crônica e intensa, dificuldade de respiração, vômito e diarreia;
  7. Mamona: o consumo da mamona pode causar efeitos muito graves sobre o sistema nervoso do animal de maneira muito rápida – as vezes até menos de 24 depois do consumo. As sementes de mamona são altamente tóxicas e causam vômitos, cólicas, hipotermia, taquicardia, torpor e podem levar até a óbito;
  8. Hera: a hera libera uma substância oleosa que pode atacar as mucosas do corpo, causando irritação nos olhos e na boca;
  9. Coroa de Cristo: a toxina da Coroa de Cristo está presente principalmente na substância expelida pela planta. Ao entrar em contato com os animais, esta seiva poderá provocar inflamações e até mesmo cegueira se em contato com os olhos;
  10. Comigo Ninguém Pode: todas as partes desta planta possuem substâncias altamente tóxicas que provocam inchaço dos lábios, da língua e do palato, o que pode levar à dificuldade de deglutição e até de respiração. Além disso, pode causar cólica abdominal e vômito.

Lembre-se que essas não são as únicas plantas que podem ser prejudiciais aos animais de estimação, porém as listamos por serem as mais conhecidas e comuns de encontrar na maioria das casas, mas você deve sempre ficar atento a todas as plantas, principalmente as leitosas. Se você tem essas plantas em casa e tem estima por elas, isso não significa que precise necessariamente descartá-las, mas deve tomar o máximo de cuidado para protegê-las de forma que seus animais de estimação não tenham acesso fácil à elas, principalmente enquanto forem filhotes.

Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar de ler sobre esses:
Animais de estimação contribuem para diminuir o estresse
A casa e os animais de estimação
9 coisas em sua casa que poderão deixar seu animal de estimação doente
A importância da adubação de hortas e jardins
10 passos para preparar sua casa para um filhote de gato
Por que o Desodora funciona?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *