Afinal, a pipoca traz benefícios ou malefícios para a saúde?

Pipoca combina com muitos momentos do nosso dia não é mesmo? Quando estamos em frente à televisão, no cinema, em um lanche rápido, numa reunião informal com amigos, como tira-gosto, em uma noite romântica à dois, em um passeio no parque, enfim, muito fácil de fazer e muito gostosa de comer, a pipoca é quase uma unanimidade. Alguns preferem doce, outros salgada, mas dificilmente alguém “odeie” comer pipoca. Porém, há quem afirme que consumir pipoca não é saudável para nossa saúde.

Para esclarecer essa dúvida, fomos pesquisar em estudos científicos realizados sobre as propriedades da pipoca e também sobre o motivo de muitas pessoas atribuírem à pipoca a má fama de alimento nocivo à nossa saúde.

A conclusão que chegamos é que, para nossa alegria, a pipoca é um alimento extremamente saudável, o problema real são os ingredientes que muitos costumam adicionar à ela, como o excesso de sal, manteiga, coberturas prontas repletas de conservantes químicos e outras substâncias prejudiciais ao nosso organismo. As pipocas que são produzidas especialmente para micro-ondas são um exemplo desse problema, ao consumi-las, em vez de aproveitarmos os benefícios oferecidos por esse rico alimento, na verdade estamos nos envenenando com o que é adicionado à ela. Portanto, a pipoca em seu estado natural é um grão que pode ser consumido sem preocupações. Rica em fibras, vitaminas e antioxidantes e pouco calórica, a pipoca é um alimento que deve ser incluído em nossa alimentação. Existem pesquisas que demonstram que a pipoca contém mais antioxidantes e é mais benéfica ao nosso sistema imunológico do que muitas frutas e hortaliças.

Se você é adepto da praticidade de fazer pipocas em micro-ondas e quer evitar os malefícios trazidos pelos ingredientes contidos nas pipocas específicas para ele, mais abaixo nesse artigo, você encontrará um vídeo de uma pipoqueira simplesmente perfeita para fazer pipocas saudáveis utilizando seu micro-ondas, trata-se da Pipoqueira de Silicone para Micro-ondas, comercializada pela Inova Store, loja parceira do blog “Lar, Doce Lar”. Saiba que para fazer pipoca é suficiente aquecê-la sozinha, adicionar óleos, manteigas e margarinas é totalmente dispensável. Depois de estourada você pode preparar sua pipoca com os temperos e sabores de sua preferência.

Existem registros históricos de que a pipoca é consumida há mais de 6.000 anos, quando o o milho era uma parte significativa da alimentação dos povos antigos. Avalia-se que com o aquecimento acidental, no fogo, do milho apropriado para pipoca surgiu o hábito de consumir pipoca dessa forma. Foram encontradas evidências de seu plantio e consumo há mais de 5.000 anos no Peru, no México e na América Central.

Veja abaixo alguns benefícios atribuídos à pipoca

  • Melhora o sistema digestivo e intestinal;
  • Auxilia na redução do colesterol ruim;
  • É benéfica para o coração e para o sistema circulatório;
  • Auxilia no controle do diabetes;
  • Ajuda na prevenção do câncer;
  • Evita o envelhecimento precoce;
  • É uma excelente opção de alimentação para quem quer perder peso;
  • Como é pouco calórica, pode ser consumida em uma quantidade maior saciando a fome;
  • É rica em Vitamina B6, Niacina, Tiamina, Riboflavina e Ácido Fólico, essenciais para nosso organismo.

Conforme prometemos acima, se você é fã de pipoca, quer aproveitar todos os seus benefícios e não tem muito tempo nem disposição para fazer em uma panela, veja, no vídeo abaixo, como fazê-lo de forma saudável, da Pipoqueira de Silicone para Micro-ondas.

Um comentário em “Afinal, a pipoca traz benefícios ou malefícios para a saúde?

  1. Aurea V Martins disse:

    Amei o site, estão de parabens!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *