Aprenda a cultivar bambu dentro de casa

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 6 minutos

É comum utilizarmos o nome bambu para mais de mil espécies de plantas com características, crescimento e exigências diferentes.

Na natureza, muitas dessas espécies podem atingir alturas de 15 metros e algumas poucas ainda mais do que isso. Entretanto, é possível cultivar algumas espécies de bambu em vasos e dentro de casa. O Bambu Dourado é uma delas e agora você vai descobrir como fazer isso.

Como cultivar bambu dentro de casa em um vaso


Conforme explicamos acima, o Bambu Dourado, ou Bambu Cana da Índia, é uma das espécies de bambu que pode ser plantado em vaso. Essa espécie de bambu apresenta hastes verticais verdes brilhantes que adquirem uma cor dourada com o tempo e a exposição ao sol.

O Bambu Dourado é nativo das províncias chinesas Fujian e Zhejiang, seu nome científico é Phyllostachys aurea e em algumas regiões do Brasil também é conhecido como Bambu do Polo de Peixe, Bambu da Barriga do Monge e Bambu do Mundo das Fadas.

Suas folhas são estreitas, em forma de lança e crescem em forma de cachos em caules curtos entre os colmos. É uma planta de crescimento rápido e, se plantada diretamente no solo, pode se espalhar demasiadamente em um jardim, se não for mantida sob controle.

Por causa dessa propagação demasiada, é comum muitas pessoas se arrependerem de plantá-los em seus jardins, pois podem se transformar em um problema, entretanto, plantados em vasos e, dessa forma, sob contenção, se transformam em uma planta linda e decorativa.

O Bambu Cana da Índia plantado em vaso não ficará tão grande, e, por não ter um crescimento desordenado, ficará muito mais gerenciável e fácil de cultivar.

Na natureza, as melhores épocas do ano para plantá-lo são a primavera ou o início do outono, entretanto, dentro de casa e em um vaso, você geralmente pode plantá-lo em qualquer época do ano, desde que respeitando suas exigências.

Principais características do Bambu Dourado: essa espécie de bambu é uma planta perene, arbusto, quando adulta atinge até 9 metros de altura se plantada no exterior diretamente no solo e até 2,5 metros de altura se plantada em vaso. Suporta exposição ao sol a pleno e parcial. O solo ideal é rico, pouco argiloso, úmido, bem drenado com PH ácido.

Como cuidar do Bambu Cana da Índia

Como praticamente todas as espécies de bambu, o Bambu Cana da Índia é uma planta resistente e de baixa manutenção. Raramente enfrenta problemas com pragas ou doenças e geralmente não requer poda. Você pode podá-lo na altura caso esteja ficando de um tamanho maior do que você deseja, isso não prejudicará a planta.

Você pode remover as folhas e galhos velhos e os mais de baixo se eles começarem a ficar feios e por estética. Também pode remover novos brotos à medida que vão surgindo da terra, caso queira limitar o crescimento da planta e evitar que suas raízes tomem conta do vaso.

A rega e a fertilização regulares se constituem na maior parte da manutenção dessa planta. Para manter a umidade do solo, que o bambu prefere, dependendo do clima, talvez seja necessário regar a planta quando em um vaso mais de uma vez por semana. Mas, especialmente para uma planta de interior onde o clima não muda drasticamente, você conseguirá estabelecer uma rotina de cuidados programados com bastante facilidade.

Como plantar bambu em vaso?

Inicialmente vamos tratar sobre o tamanho do vaso. Dependendo do tamanho de sua muda de bambu, você pode começar com um vaso pequeno, que irá sendo substituído na medida em que ele cresça, até que atinja o tamanho máximo que você deseja.

Para começar, escolha um vaso que tenha pelo menos 30 centímetros de largura e de profundidade. Procure usar um vaso feito de um material pesado para sustentar o peso das hastes do bambu, pode ser um vaso de cimento ou de barro, por exemplo.

Se você preferir optar por um vaso de material mais leve, acrescente algumas pedras ou cascalho no fundo para que ele tenha condições de sustentar o peso da planta sem virar. Além disso, certifique-se de que o vaso escolhido tenha orifícios de drenagem fartos e amplos.

Coloque a raiz no vaso e preencha ao redor com uma mistura de substrato para vaso solta e rica em nutrientes. Procure deixar o caule e parte da raiz acima do solo para que a planta não apodreça. Se achar necessário, misture um pouco de composto nesta hora para estimular o crescimento. Em seguida, regue bem o bambu.

Conforme explicamos acima, com o passar do tempo, você provavelmente terá que transferir o seu bambu para um vaso maior a cada um ou dois anos, depois que as raízes se espalharem por todo o vaso e você as vir saindo dos buracos no fundo ou se projetando no topo do solo.

Evite que seu bambu permaneça em um vaso pequeno demais para ele por muito tempo, pois dessa forma ele não será capaz de obter nutrientes suficientes para se manter saudável. Uma planta de interior normalmente ficará bem se for transferida de vaso em qualquer época do ano, mas no início da estação de crescimento, na primavera, quando a planta está acelerando seu crescimento, geralmente é a melhor época para fazer isso.

Qual a quantidade de luz ideal para o bambu?

O bambu prefere um local que recebe sol a pleno ou com sombra parcial. Excesso de sombra pode resultar em uma planta fraca e que não atinge seu potencial de crescimento máximo ou não consegue desenvolver sua cor brilhante.

Dentro de casa, procure posicionar o bambu perto da janela mais iluminada do ambiente e gire o vaso a cada semana para garantir que todos os lados da planta recebam luz. Fazendo assim, ela também terá um crescimento mais harmônico e vertical, em vez de se contorcer em busca de luz.

Você também pode utilizar o bambu para oferecer privacidade a uma ambiente, em uma sala com janelas amplas ou uma varanda.

Qual o solo ideal para o bambu?

Essa planta é muito resistente e tem a capacidade de tolerar uma enorme variedade de tipos de solo, porém prefere solos organicamente ricos e com boa drenagem. Uma mistura de substrato pronta para plantas de vaso de qualidade oferecida pelas lojas de plantas deve ser suficiente.

O solo até pode ser um pouco argiloso, mas se for muito duro e pobre o desenvolvimento da planta ficará prejudicado, ela não ficará saudável e não desenvolverá toda a sua exuberância.

Qual a quantidade de água ideal para o bambu?

O bambu tem alguma tolerância à seca, uma vez que estiver estabelecido e ambientado ao local. Ele também consegue suportar um solo encharcado por um curto período de tempo. No entanto, se ele ficar permanentemente em um solo encharcado isso poderá apodrecer suas raízes e matar a planta.

A rega ideal é uma que mantenha o solo uniformemente úmido o maior tempo possível. Você pode testar as condições da umidade do solo enfiando um dedo alguns centímetros nele e regando sempre que perceber que ele está seco. Procure nunca deixar o solo secar completamente, porém, durante os meses mais frios, pode reduzir ligeiramente a quantidade de regas.

Qual a temperatura e a umidade do ar ideal para o bambu?

Essa espécie de bambu também é conhecida pela sua tolerância ao frio. Ele pode sobreviver a temperaturas até mesmo em torno de -15 graus Celsius por curtos períodos de tempo. Entretanto, o tempo frio pode fazer com que a planta perca sua folhagem e, eventualmente, em excesso pode matá-la.

O bambu irá prosperar melhor em temperaturas internas entre 15 e 26 graus Celsius. Mantenha-o afastado de correntes de ar frio, como as provocadas por um ar condicionado, bem como de saídas de calor excessivo, pois isso irá secar suas folhas.

O Bambu Dourado prefere o ar razoavelmente úmido, mas pode tolerar um ambiente um pouco seco, desde que você 0 mantenha bem regado.

Qual a adubação e fertilização ideal para o bambu?

Para manter uma quantidade ideal de nutrientes no solo de um bambu cultivado em vaso, ofereça a ele um fertilizante líquido balanceado uma vez por mês, seguindo as instruções do rótulo do fabricante.

Também pode ser interessante misturar um pouco de composto orgânico no solo, especialmente na primavera, para promover o crescimento saudável da planta.


Se você gostou dessas dicas, provavelmente também vá gostar destas:
O que é Japandi?
5 plantas para cultivar dentro de casa
Poda de raízes, o que fazer quando as raízes tomam conta do vaso?
Comecei separando o lixo, resolvi fazer uma composteira e agora tenho uma horta orgânica
Tudo sobre tulipas. Aprenda também como cultivar tulipas em vasos
Alimentos que você só precisa comprar uma vez e depois pode cultivar em casa – Parte I
Saiba quais são os aromas que atraem boas energias

Compartilhe...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *