Como cuidar da planta fantasma

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 8 minutos

como cuidar da planta fantasma

Você quer aprender como cuidar da planta fantasma? Então nesse texto vamos te ensinar como fazer isso e você ainda ficará sabendo tudo sobre essa linda planta.

Ela é uma planta ornamental muito peculiar, isso porque tem características que nenhuma outra planta tem, como poderemos ver a seguir.

Saiba tudo sobre a planta fantasma e como cultivá-la

A planta fantasma, também é conhecida como planta-madrepérola, seu nome científico é Graptopetalum paraguayense e é uma suculenta perene de porte pequeno. Por ser uma planta perene, ela pode ser cultivada como planta de jardim em regiões de climas mais quentes, mas é cultivada com mais frequência como uma planta de interior.

Com folhas pontiagudas cinza-esbranquiçadas e forma de roseta, as plantas fantasmas adicionam um toque moderno tanto aos jardins de vasos como jardins de pedras. Suas rosetas têm um tom cinza-azulado quando cultivada em sombra parcial ou um tom amarelo-rosado, se cultivada em sol pleno.

Suas flores são amarelas em forma de estrela e surgem na primavera quando plantadas ao ar livre, mas podem florescer em momentos aleatórios quando cultivadas em ambientes fechados.

Ela geralmente é vendida pequena em um vaso em todas as épocas do ano. No entanto, se você for plantá-la ao ar livre, no jardim, prefira fazer isso na primavera.

Assim como muitas suculentas, ela é de crescimento lento e pode viver por várias décadas, sendo que muitas delas são transmitidas de geração em geração. Portanto, se você cultivá-la em seu ambiente preferido, é provável que seja uma planta que você terá para sempre.

A origem do seu nome popular está ligada à natureza translúcida das suas folhas, bem como a substância branca em pó sobre elas.

Ele é uma planta fácil de cultivar, vamos descobri então como cuidar da planta fantasma?

Como cuidar da planta fantasma

Assim como a maioria das suculentas cultivadas no Brasil, a planta fantasma é de baixa manutenção, exige apenas os requisitos básicos de cultivo de plantas resistentes. Portanto, se você oferecer um solo bem drenado, luz solar abundante e poucas regas, terá sempre uma planta saudável que produzirá novos ramos para você propagar

Ao contrário de algumas suculentas, a planta fantasma prospera em condições de clima frio. Assim, suas épocas de crescimento mais ativas são a primavera e o outono.

Luz ideal para a planta fantasma

A planta fantasma fica mais bonita quando cultivada a sol pleno ou sombra parcial. Dessa forma, as plantas que não recebem luz suficiente vão ficar com pernas longas em busca de luz e podem sofrer com queda de folhas. Portanto, quando você cultivar como planta de casa, coloque-a em uma janela que receba luz solar direta.

O volume de luz que uma planta fantasma recebe afeta sua coloração branco-acinzentada típica. Assim, um local mais sombreado resultará em folhas com um tom cinza-azulado, enquanto um local bem iluminado, quente e seco deixarão as folhas branco-acinzentadas, com detalhes rosa-amarelada.

Solo ideal para a planta fantasma

Assim como a maioria das suculentas, a planta fantasma precisa de uma boa drenagem para manter um sistema radicular saudável e crescer. Se ela estiver plantada no jardim, quanto mais chuva ela recebe, mais drenagem você deve oferecer para ela.

Então, se o seu jardim tiver solo argiloso, plante-as em canteiros elevados com pelo menos 15 centímetros de altura e uma mistura de plantio meio a meio. Composta por cascalho ou areia e a outra metade material orgânico como turfa, coco ou substrato normal.

Mas, se você for plantar em vasos, elas se darão bem em uma mistura para cactos ou em uma mistura de substrato padrão com metade de areia.

planta fantasma em vaso

Qual o volume de regas da planta fantasma

Na ausência de chuva, as plantas fantasmas só precisam de irrigação eventual. Assim, você pode regar as plantas que crescem ao ar livre em pleno sol e temperaturas de verão uma vez por semana. Entretanto, as plantas de interiores, em vasos, somente a cada duas semanas. Assim, regue as plantas fantasmas de interior ao nível do solo para evitar que a água se acumule em suas folhas.

Clima ideal para a planta fantasma

A planta fantasma se dá bem em climas quentes, mas seu crescimento mais ativo ocorrerá nos períodos relativamente frios da primavera e do outono. No entanto, temperaturas muito baixas são prejudiciais à ela. Portanto ela deve ser protegida quando a temperatura atingir frios extremos.

O excesso de umidade pode ser um problema se o solo mal drenado. Portanto, canteiros elevados e vasos com solo bem drenado são os ideais. Além disso, procure espaçar umas das outras e cultivá-la longe de outras plantas para aumentar a circulação de ar, pois manterá as plantas mais saudáveis.

Quando fertilizar a planta fantasma

Todas as plantas precisam de algum tipo de nutrientes para crescer e florescer. Mas a maioria das suculentas cresce muito bem em solos com poucos nutrientes e pode até reagir mal a muito fertilizante. Fertilizante em excesso pode queimar suas folhas. Portanto, um solo rico, com reposição esporádica ou uma cobertura de composto, é suficiente para manter as plantas fantasmas saudáveis. Mas se você quiser deixá-las ainda mais fortes, uma vez por ano, no início da primavera pode aplicar um fertilizante suave de cactos.

Quando podar a planta fantasma

A planta fantasma não exige podas, mas se elas ficarem com pernas longas e desgrenhadas em função da busca de luz, você pode aparar as hastes que se afastam muito na base. Então, você pode usar essas hastes para propagar novas plantas.

Propagação da planta fantasma

A planta fantasma é uma planta muito fácil de propagar. Em condições adequadas, uma folha saudável que cai pode até enraizar onde ela cair. No entanto, a maneira mais rápida de obter plantas de tamanho normal é cortar e enraizar um dos muitos brotos que se formam no final dos caules que crescem da a partir do centro. Portanto, veja como fazer:

Use uma tesoura limpa para o corte. Assim, corte os caules crescido bem perto da base. Eles devem ter, pelo menos, uns 4 cm de comprimento.

Depois, deixe o caule descansar por dois ou três dias para o selar onde você cortou. A seguir, replante-o em um novo vaso com substrato para cactos e coloque em um local com sol, mas evite o sol a pleno.

Espere cerca de cinco dias até que a planta esteja estabelecida, depois regue bem. Regue a cada quatro ou cinco dias até que ele esteja bem estabelecido. Em seguida, reduza as regas para não mais do que a cada duas semanas.

planta fantasma mudas

Como cultivar planta fantasma a partir de sementes

Embora seja mais rápido propagar a planta fantasma com mudas, você também pode optar por plantar através de sementes. Isso é ideal para usá-la como cobertura de solo, se você deseja preencher uma grande área do jardim.

Assim, colete as pequenas sementes das vagens que se formam depois que as flores murcham. Você também pode comprar as sementes. Semeie em uma bandeja com mistura de substrato estéril para não contaminá-las. Regue com cuidado com um borrifador, isso vai evitar o deslocamento das sementes. Mantenha a bandeja de sementes em luz direta, assim, a germinação ocorrerá em cerca de três semanas.

Replantio da planta fantasma

As plantas fantasmas crescem lentamente e tem raízes não muito profundas, portanto você não precisará replantá-las com frequência. Assim, quando uma planta ultrapassar o tamanho do vaso, manuseie-a com cuidado para evitar danificar o revestimento em pó das folhas, que é delicado. Então, segure as plantas na base da coroa, e não pelas folhas, e replante-as em uma mistura leve de envasamento ou mistura de cactos.

Pragas comuns e doenças da planta fantasma

Mesmo que você saiba como cuidar da planta fantasma, algumas vezes as pragas e doenças podem afetá-la. No entanto, ela é uma planta livre da maioria das pragas e doenças. Mas, quando você cultivar como planta de interior ela pode ser mais suscetível a alguns problemas comuns a muitas plantas de cultivo em ambientes fechados.

Assim, à medida que a planta fantasma plantada em vaso cresce, remova as folhas mortas na base da planta. Isso porque as folhas em decomposição fornecem um habitat para pragas como, por exemplo, a cochonilha. Então, se a sua planta fantasma tiver cochonilhas, você pode tratar com um pouco de álcool isopropílico em um cotonete ou utilizar um óleo natural.

Além disso, a doença mais comum da planta fantasma é a podridão da raiz. E isso é o resultado de excesso de rega ou solo que não drena bem. Portanto, se as folhas começarem a cair, geralmente isso é um sinal de que a planta está sendo regada demais.

Como fazer para a planta fantasma florescer

Apesar de ser uma tarefa fácil cuidar da planta fantasma, fazê-la florescer não é tão fácil assim, mas é possível.

A planta fantasma é um tipo de planta que as pessoas cultivam principalmente pela beleza das suas folhas. Então os jardineiros não se preocupam muito se elas não florescerem.

Entretanto, se você estiver desapontado com a falta de flores, certifique-se de que a planta esteja recebendo bastante luz solar. A fertilização em geral não ajuda a estimular a floração. Pelo contrário, o excesso de fertilizante pode reduzir a floração porque a planta usa o alimento para colocar sua energia no crescimento do caule e das folhas.

Problemas mais comuns da planta fantasma

Cultivar a planta fantasma não é difícil, pois ela é muito resistente, prospera mesmos quando tratada com negligência, mas há alguns problemas recorrentes a serem observados. Como por exemplo os que vamos listar a seguir.

Folhas murchas

Esse não é um problema frequente, mas folhas murchas em uma planta fantasma, assim como na maioria das suculentas, em geral indicam ela sofreu um pouco de desleixo. Portanto, é provável que precise de mais água. Então, regue a planta a cada quatro ou cinco dias até que as folhas suculentas da planta estejam novamente cheias e roliças. A seguir, reduza a rega para cada duas semanas novamente.

Folhas caindo

Um problema muito mais comum e mais grave são as folhas que caem da planta. Isso muitas vezes é o resultado do início da podridão da raiz, causada pela rega excessiva.

Assim, uma planta fantasma que é regada semanalmente como se fosse uma planta de casa padrão geralmente se afoga. Portanto, se você detectar esse problema cedo, simplesmente cesse as regas por algumas semanas. Isso pode interromper o problema e restaurar a saúde da planta. No entanto, uma vez que a podridão da raiz aumente, ela pode destruir a planta.

Outra situação menos comum, é a falta de luz solar causar a queda das folhas. Então, se não for excesso de regas, verifique se sua planta está recebendo luz suficiente. Se possível, ela deve receber pelo menos quatro a seis horas de luz solar direta.

Folhas queimadas

O motivo mais comum para as folhas que parecem secas e queimadas é o excesso de fertilizante. Menos comum, mas também possível é a planta receber muito sol direto em um ambiente externo muito quente. Assim, esses dois problemas são fáceis de solucionar.

Planta pernalta e desgrenhada

Se sua planta fantasma estiver com muitos caules longos sem muitas folhas, isso em geral é um sinal de que a planta não está recebendo luz solar suficiente. Portanto, coloque-a em um local onde receba muita luz, incluindo quatro a seis horas de luz solar direta. Você pode aproveitar e cortar os caules desgrenhados e usá-los para propagar novas plantas, conforme ensinamos acima.

Enfim, esperamos que você tenha aprendido como cuidar da planta fantasma. Utilize essas técnicas, que temos certeza que ela vai te recompensar com lindas folhas, e, com sorte, flores.


Leia também:
Como plantar e como cuidar da Zamioculca
Quais as plantas mais fáceis de cultivar dentro de casa?
Tudo sobre tulipas. Aprenda também como cultivar tulipas em vasos
Saiba tudo sobre a magnólia

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *