O que é microcimento e quais as vantagens em usá-lo?

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 5 minutos

microcimento capa

Você sabe o que é microcimento? É um produto de design de decoração cada vez mais popular e que também traz muitas vantagens em seu uso.

Ele permite que os designers criem uma estética concreta onde normalmente não seria possível e por um custo bem inferior aos revestimentos tradicionais de qualidade.

Ficou curioso? Então continue lendo para descobrir tudo sobre essa incrível cobertura de superfícies.

O que é microcimento?

Microcimento é um revestimento decorativo composto por cimento, resinas à base de água, aditivos e pigmentos minerais que pode ser aplicado em uma infinidade de superfícies verticais e horizontais graças à sua grande aderência.

Ele pode ser aplicado com quase nenhum trabalho em qualquer superfície dura, como paredes, pisos e móveis, tanto em ambientes internos quanto externos. É uma camada à base de cimento e quartzo que tem, no máximo, 3 milímetros de espessura.

Por exemplo, ele pode ser aplicado diretamente sobre materiais já existentes, como azulejo, gesso, ladrilho, mármore, tijolo, entre muitos outros.

É um revestimento com muita tecnologia, sem juntas de dilatação. Portanto, por ser um revestimento contínuo, ele pode ser aplicado em pisos, paredes, escadas, tetos, piscinas e até móveis.

A sua versatilidade proporciona uma presença cada vez maior na remodelação de casas, espaços comerciais e grandes superfícies como centros esportivos, edifícios industriais, hotéis e restaurantes.

Sendo assim, o microcimento oferece uma vasta gama de possibilidades e acabamentos decorativos, onde quem usa define os limites e texturas. Por exemplo, os ambientes terão um caráter único e pessoal graças às diferentes texturas que podem ser grossas, médias ou finas, assim como das cores, que podem variar.

Além disso, o acabamento liso torna-o ideal para um design moderno e minimalista que pode ser facilmente combinado com materiais como madeira e cerâmica.

Por fim, para mantê-lo, basta um pano úmido e cera, por isso usar microcimento também significa uma rápida e fácil manutenção.

microcimento - quarto

Como surgiu o microcimento como item de acabamento e decoração?

No final dos anos 1990 e início dos anos 2000, o estilo industrial era a última moda em projetos residenciais e comerciais.

Assim, foram três os elementos fundamentais para se obter um ambiente verdadeiramente industrial, paredes de tijolos antigos, estruturas metálicas expostas (vigas e colunas) e pisos de cimento. Posteriormente os pisos de cimento evoluíram para o microcimento, mais fácil de aplicar e com maior desempenho.

Foi graças a essa tendência que surgiu um material muito inovador, com o qual podiam ser feitas superfícies contínuas, sem juntas e o que proporcionava grande amplitude visual.

O microcimento oferece uma estética natural com durabilidade superior, tanto para áreas molhadas como secas. Além disso, resiste a intempéries, como chuvas e sol forte, com muito pouco desgaste.

Material flexível e fácil de aplicar

Outra das vantagens do microcimento é que ele pode ser aplicado em pisos, paredes, bancadas, móveis, enfim, onde desejarmos.

Suas características técnicas o tornam o material perfeito para reformas, pois oferece resistência, durabilidade e impermeabilidade, graças à aplicação de selante.

Além disso, ao contrário do cimento polido, o microcimento tem a grande vantagem de poder ser aplicado sem a necessidade de obras e em cima de materiais existentes.

Por ser um material muito flexível ele possui ótima aderência em praticamente todas as superfícies, portanto é uma opção perfeita para reformas sem trabalho. Isso porque ele cobre o material existente, sendo assim, não há a necessidade de removê-lo.

O único material contraindicado para receber o microcimento sobre ele é o parquet, pois a mobilidade da madeira acabaria provocando trincas.

microcimento - mesa

Onde aplicar o microcimento?

As soluções de uso do microcimento são praticamente infinitas, é por isso que ele está nos mais diversos espaços de uma casa ou empresa.

O microcimento pode revestir desde escadas ou piscinas até móveis. Embora o seu uso por excelência seja em piso e paredes de cozinhas, banheiros e terraços externos.

Conforme já citamos, o microcimento permite cobrir qualquer superfície, por maior que seja, conseguindo assim um pavimento contínuo sem juntas nem fissuras. Dessa forma é possível evitar áreas de sujidade, facilitando assim a limpeza e desinfecção, ajudando a obter locais livres de germes e bactérias.

Além disso, o microcimento garante uma alta resistência nas áreas mais expostas ao tráfego, bem como aos produtos de limpeza mais agressivos.

Vantagens do microcimento

Listamos a seguir um breve resumo das principais vantagens de usar esse revestimento revolucionário.

  • Permite o uso com vários acabamentos decorativos;
  • Superfície sem juntas de dilatação;
  • É aplicável em pisos, paredes, tetos, piscinas e móveis;
  • Sua aplicação é possível tanto em espaços internos quanto externos;
  • Oferece uma grande variedade de cores e texturas;
  • Sua aplicação é artesanal, dessa forma o resultado é exclusivo e personalizado;
  • Possui alta aderência em azulejo, mármore, grés, tijolo, gesso, cimento, entre outros materiais;
  • É resistente ao trânsito, batidas, arranhões e produtos químicos;
  • À prova d’água;
  • Dependendo do acabamento pode ser antiderrapante;
  • Instalação rápida e limpa, sem geração de entulho;
  • Espessura da camada entre 2 e 3 mm, por isso não afeta a carga estrutural da construção;
  • Produzido com materiais naturais, portanto é ecologicamente correto;
  • Fácil manutenção e limpeza, apenas água e sabão já mantêm limpo,
  • O espaço fica livres de germes e bactérias.
Principais desvantagens do microcimento

Para quem gosta de superfícies super coloridas, a gama de tonalidade de cores não é muito ampla.

Além disso, a coloração pode ficar pouco uniforme. A cor de base natural é cinza, como a do cimento, então, ao adicionar a cor desejada, se esta não for bem misturada, pode não ficar perfeitamente uniforme.

O processo de aplicação requer treino e experiência, assim, qualquer falha, além de ser esteticamente ruim, pode comprometer a integridade da camada de revestimento.

microcimento - cozinha

Diferença entre microcimento e microconcreto

O microcimento também é chamado de microconcreto, no entanto existem algumas pequenas diferenças entre eles, principalmente na espessura e durabilidade. O microconcreto é um pouco mais espesso e, portanto, mais durável e adequado para alto tráfego.

Poderíamos dizer que o microconcreto é um microcimento mais reforçado, ou seja, em sua composição entram vários tipos de argamassas que o deixam mais resistente.

Visualmente? O resultado é praticamente o mesmo.

Diferença entre microcimento e cimento queimado

O cimento queimado é feito com grãos de cimento que são mais grossos, além disso, em superfícies maiores ele exige juntas de dilatação para evitar rachaduras.

Em contrapartida, o microcimento é um revestimento resinado e de cura rápida, com alta flexibilidade e baixa espessura. Em espaços maiores ele fica visualmente muito mais bonito, por não exigir juntas de dilatação.

Conclusão

O microcimento pode ser considerado uma revolução em revestimento por vários motivos. Desde seu custo, como a durabilidade, aparência, entre outras qualidades que fazem dele uma excelente opção para qualquer tipo de construção ou reforma.

Além disso, o microcimento é composto por materiais 100% ecológicos, com componentes minerais e pigmentos naturais livres de componentes tóxicos e não produz nenhum tipo de dano ao meio ambiente em sua fabricação.


Leia também:
Cimento queimado, dicas e ideias
O que é o estilo Urban Jungle?
8 dicas para montar um home office no jardim
Papel de parede, dicas de escolha e instalação

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *