Conheça uma mesa que é um playground para gatos

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 4 minutos

Todos as pessoas apaixonadas por gatos sabem que eles adoram explorar. Não resistem ver uma caixa ou um buraco sem tentar entrar neles e aproveitar cada espacinho disponível.

Baseado nesse conhecimento, um arquiteto amante de felinos, analisando como um gato tem a capacidade de algumas vezes se virar e sair quando entra em um copo com um espaço do tamanho de sua própria cabeça, em uma demonstração de flexibilidade incrível pensou em criar essa mesa.


Essa mesa é uma criação de Ruan Hao, fundador e designer-chefe do estúdio de arquitetura chinês LYCS. Ele recebeu diplomas da Universidade de Tsinghua e da Universidade de Princeton. Já foi professor visitante na Universidade de Harvard e assistente do famoso arquiteto Wang Shu. Ainda lecionou na Escola de Design da Universidade de Harvard e agora é professor na Escola de Arte Arquitetônica da Academia de Arte da China.

Mas, porque listamos todo o seu currículo? Porque esse perfil de profissional, considerado como “acadêmico” geralmente está associado ao tecnicismo e projetos “secos”, o que contraria completamente o conceito dessa mesa.

Ela ficou muito famosa em uma Feira de Móveis não somente pela sua proposta de conceito de “espacialização de móveis”, mas também porque juntamente com a mesa, ele levou um lindo gatinho chamado Peugeot, que mostrava aos visitantes o quanto essa mesa lhe agradava.

Na realidade essa mesa para gatos nunca esteve a venda, a ideia de Ruan Hao era demonstrar que se um escritório de arquitetura consegue criar um ambiente com tamanho e design adequado e irresistível para um gato esse mesmo escritório teria condições de ousar e inovar também para humanos.

Da mesma forma que um buraco de tamanho adequado pode ser tão irresistível para os gatos, sua curiosidade seria também satisfeita ao explorar repetidamente o caminho desconhecido através do buraco.

A mesa foi batizada de CATable e procurou criar uma fusão dessas experiências de explorar com um local onde a interação ocorre. Ou seja, o que é uma simples mesa para nós e um paraíso para os gatos.

O que também motivou a equipe de design a escolher os gatos para realizar sua ideia de espacializar móveis foi o fato de que quando as pessoas usam um laptop na presença dos gatos, eles geralmente gostam de subir no computador e deitar sobre o teclado, ou seja, querem sempre explorar.

Para a equipe, ao olhar para uma mesa comum é realmente muito difícil inspirar as pessoas a pensarem “fora da caixa”, e na maioria das vezes o elogio que ela recebe é “bonita”. Por isso a ideia de uma mesa que provocasse um gato a explorá-la, reunindo dessa forma vários elementos para refletir, como pessoas trabalhando, gatos, situações engraçadas, gatos brincando sozinhos sem ficarem entediados, entre outras reflexões.

O interior da mesa de gatos é composto por pequenos buracos que, em função da curiosidade felina provocam a exploração e a brincadeira duradoura. Dessa forma, quando uma pessoa e seu gato usam essa mesa juntos, um não incomoda o outro mas os dois se mantém unidos.

Voltando ao conceito da criação da CATable, o chamado “espaço para móveis” significa que os móveis não precisam ter necessariamente um único objetivo, eles também podem ser um local que oferece espaço para mais de uma atividade compartilhada. E quando esse mobiliário tem o significado de espaço, também pode ser usado para interpretar o significado do próprio design, melhorar a qualidade de vida.

“No momento em que a tecnologia é desenvolvida, a inovação não pode ser criar algo novo do nada, mas filtrar parte das informações disponíveis e estabelecer contato com outras informações aparentemente irrelevantes”, afirmou Ruan Hao, referindo-se a sua mesa.

Observe os detalhes pensados para a aparência da mesa para gatos, no tampo há um espaço de recreação para o gato ao mesmo tempo em que possibilita que alguém trabalhe no espaço restante. Há um orifício na parte superior para os gatos emergirem e as pernas da mesa também são projetadas de forma a estabelecerem um equilíbrio harmônico.

O design da mesa possui furos redondos e vãos laterais que permitem que o gato se encolha ou até mesmo descanse no centro ou na lateral da mesa.

Se você tem gatos em casa, mesmo essa mesa não estando a venda, ela serve de inspiração para pensar em móveis e outros objetos que instiguem a curiosidade de explorar de seus gatos, deixando-os dessa forma mais entretidos, menos entediados e facilitando a convivência entre vocês, não acha?


Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar de ler sobre esses:
Como fazer para um gato parar de urinar fora da caixa de areia?
A casa e os animais de estimação
Testamos o mordedor para cães que se propõe a substituir a escova de dentes
Como evitar e como tratar a obesidade em gatos
A importância de adotar um animal de estimação em vez de comprar
9 dicas maravilhosas para donos de gatos inexperientes
Truques simples e caseiros para solucionar algumas situações com seus animais de estimação
Conheça as raças de gatos mais populares no Brasil
10 passos para preparar sua casa para um filhote de gato
A curiosidade matou o gato! Não seria o cachorro?

Compartilhe...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *