Dieta paleolítica, o que é e por que é tão popular?

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 6 minutos

dieta paleolítica

A dieta paleolítica, ou simplesmente dieta paleo é projetada para se assemelhar ao que nossos ancestrais caçadores-coletores humanos comiam há milhares de anos.

No entanto, embora seja impossível saber exatamente o que os humanos comiam em diferentes partes do mundo nessa época, os pesquisadores acreditam que suas dietas consistiam em alimentos integrais.

Mas será que a dieta paleo, um plano alimentar baseado em dietas humanas pré-históricas, é adequada para os humanos modernos?

O que é a dieta paleolítica (ou dieta paleo)

A dieta paleolítica, também é chamada dieta da Idade da Pedra, dieta de caçadores-coletores e dieta do homem das cavernas.

Uma dieta paleo é um plano alimentar baseado em alimentos semelhantes ao que provavelmente tenha sido consumido durante a era paleolítica. Essa era data de aproximadamente 2,5 milhões a 10.000 anos atrás.

Uma dieta paleolítica em geral inclui carnes magras, peixes, frutas, legumes, nozes e sementes, ou seja, alimentos que no passado podiam ser obtidos pela caça e coleta.

Dessa forma, ela limita os alimentos que se tornaram comuns quando a agricultura surgiu há cerca de 10.000 anos. Assim, entre esses alimentos estão inclusos os produtos lácteos, legumes e grãos.

Mas, o homem das cavernas realmente comia principalmente carne?

As pessoas que viviam no período paleolítico, ou popularmente chamadas de “pessoas das cavernas”, comiam tudo o que o ambiente lhes oferecia.

Dessa forma, quando cercados por peixes ou vida marinha, era isso que eles comiam, em ambientes tropicais, as pessoas comiam uma variedade de alimentos vegetais e animais.

Portanto, tecnicamente, chamar uma dieta que consiste principalmente de proteínas de “dieta paleo” não é correto, mas sim as que recomendam qualquer coisa que existiu antes do evento agrícola.

Além disso, as pessoas que viviam em épocas anteriores simplesmente não viveram até a idade em que as doenças crônicas geralmente surgiram.

Qual o propósito da dieta paleolítica?

O objetivo de adotar uma dieta paleo é retornar a uma maneira de comer mais parecida com o que os primeiros humanos comiam.

Segundo o conceito dessa dieta, o corpo humano é geneticamente incompatível com a dieta moderna que surgiu com as práticas agrícolas. O conceito aqui é o da hipótese da discordância.

A agricultura mudou o que as pessoas comiam e incluiu laticínios, grãos e leguminosas como alimentos básicos adicionais na dieta humana.

Essa mudança relativamente tardia e rápida na dieta, de acordo com a hipótese, ultrapassou a capacidade de adaptação do corpo humano.

Acredita-se que essa incompatibilidade seja um fator que contribui para a prevalência de obesidade, diabetes e doenças cardíacas hoje em dia.

Portanto, ao seguir uma dieta baseada em alimentos dos primórdios da humanidade e levar uma vida fisicamente ativa, os caçadores-coletores presumivelmente tinham taxas muito mais baixas de doenças do estilo de vida, como obesidade, diabetes e doenças cardíacas.

De fato, vários estudos sugerem que essa dieta pode levar a uma perda de peso significativa e proporcionar grandes melhorias na saúde.

alimentos da dieta paleolítica

Motivos para adotar a dieta paleolítica

Você pode optar por seguir uma dieta paleo porque quer perder peso ou manter um peso saudável, ou porque quer refeições simples e saudáveis.

No entanto, atualmente existem diversas dietas paleo comerciais, prontas para consumir. Mas é preciso confirmar se elas realmente são saudáveis e fiéis a esse princípio.

Além disso, alguns planos de dieta têm diretrizes mais rígidas do que outros. Mas, de um modo geral, as dietas paleo seguem as diretrizes a seguir.

O que comer
  • Frutas;
  • Vegetais;
  • Nozes e sementes;
  • Carnes magras, especialmente animais alimentados com capim ou caça selvagem;
  • Peixes, especialmente aqueles ricos em ácidos graxos ômega-3, como salmão, cavala e atum;
  • Óleos de frutas e nozes.
O que evitar
  • Grãos, como trigo, aveia e cevada;
  • Leguminosas, como feijão, lentilha, amendoim e ervilha;
  • Lacticínios;
  • Açúcar refinado;
  • Sal;
  • Batatas;
  • Alimentos processados.
Comparativo da dieta paleolítica com outras dietas

Vários ensaios clínicos randomizados compararam a dieta paleo a outras dietas, como por exemplo a Dieta Mediterrânea ou a Dieta do Diabetes.

Como resultado, no geral, esses estudos sugerem que uma dieta paleo pode fornecer alguns benefícios extras quando comparada com dietas de frutas, vegetais, carnes magras, grãos integrais, legumes e laticínios com baixo teor de gordura.

Entre esses benefícios é possível destacar:

  • Maior perda de peso;
  • Melhor tolerância à glicose;
  • Melhor controle da pressão arterial;
  • Triglicerídeos mais baixos;
  • Melhor gestão da fome.

No entanto, são necessários ensaios mais longos com grupos maiores de pessoas aleatoriamente designadas para diferentes dietas para entender os benefícios gerais de longo prazo para a saúde e os possíveis riscos de uma dieta paleo.

Além disso, é preciso considerar a ausência de alimentos que podem ser essenciais para a saúde nessa dieta. Ou seja, a principal diferença entre a dieta paleo e outras dietas saudáveis ​​é a ausência de grãos integrais e leguminosas, que são consideradas boas fontes de fibras, vitaminas e outros nutrientes.

Assim como, também estão ausentes da dieta paleolítica os produtos lácteos, que são boas fontes de proteína e cálcio.

Esses alimentos não apenas são considerados saudáveis, mas também são geralmente mais baratos e acessíveis do que alimentos como caça selvagem ou animais alimentados com capim e nozes.

Sendo assim, para algumas pessoas, uma dieta paleo pode ficar muito cara.

Conclusão da comparação em linhas gerais

Uma dieta paleo pode ajudar a perder peso ou manter o peso sem grandes variações. Assim como, ela também pode ter outros efeitos benéficos para a saúde.

No entanto, não há estudos clínicos de longo prazo sobre os benefícios e riscos potenciais dessa dieta.

Assim, você pode conseguir os mesmos benefícios para a saúde fazendo exercícios suficientes e ingerindo uma dieta equilibrada e saudável com muitas frutas e vegetais.

Monte um plano de refeições com base na dieta paleo

Não existe uma forma “certa” de adotar a dieta paleolítica, até porque os humanos paleolíticos prosperaram em uma variedade de dietas. Isso porque dependia do que estava disponível na época e em que lugar do mundo eles viviam.

Alguns seguiram uma dieta baixa em carboidratos rica em alimentos de origem animal, enquanto outros seguiram uma dieta rica em carboidratos com muitas plantas.

Portanto, considere essas dicas como uma diretriz geral e não algo rígido. Sendo assim, você pode adaptar esses alimentos às suas próprias necessidades e preferências pessoais.

mulher consumindo dieta paleolítica

Itens básicos da dieta paleolítica

Prefira carne, peixe, ovos, legumes, frutas, nozes, sementes, ervas, especiarias, gorduras e óleos saudáveis.

Evite alimentos processados, açúcar, refrigerantes, grãos, a maioria dos produtos lácteos, legumes, adoçantes artificiais, óleos vegetais, margarina e gorduras trans.

Como você pode observar, usamos “prefira” e “evite”, porque nos últimos anos, a comunidade paleo evoluiu bastante, criando a chamada dieta paleo modificada.

Portanto, hoje em dia existem várias versões diferentes da dieta paleo. Muitas delas permitem alguns alimentos modernos que a ciência sugere serem saudáveis.

Entre eles está a manteiga de qualidade feita a partir de animais alimentados com capim e até alguns grãos sem glúten, como arroz.

Assim, muitas pessoas agora veem a dieta paleolítica como um modelo para basear sua dieta, não necessariamente um conjunto estrito de regras que devem seguir.

Além disso, você também pode usar essa dieta como ponto de partida, adicionando alguns outros alimentos saudáveis.

Portanto, alguns alimentos e bebidas são perfeitamente recomendáveis em pequenas quantidades, como por exemplo o vinho tinto de qualidade, que é rico em antioxidantes e nutrientes benéficos.

Assim como o chocolate amargo. Prefira um chocolate que tenha 70% ou mais de cacau, porque o chocolate amargo de qualidade é muito nutritivo e saudável.

O que beber

Mas, o que beber quando você está com sede? Quando se trata de hidratação, a água deve ser sua bebida preferencial, assim como sucos de frutas.

No entanto você também pode consumir chás, quer são muito saudáveis e cheios de antioxidantes e vários compostos benéficos. Por exemplo, o chá verde é perfeito.

Além disso, pode incluir café nas suas bebidas. O café também é muito rico em antioxidantes, há estudos mostram que ele tem muitos benefícios para a saúde.


Leia também:
Dieta flexitariana, o que é! Dicas para iniciantes
A combinação de alimentos realmente funciona?
Conheça a dieta que previne doenças e atrasa o envelhecimento
Dicas essenciais para adotar o veganismo com sucesso

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *