Dicas naturais para eliminar ou diminuir o mato do jardim

Você já imaginou se as plantas que cultivamos em nosso jardim germinassem e crescessem tão facilmente como o mato que insiste em crescer em volta delas? Seria o jardim dos sonhos, não é mesmo? Infelizmente a realidade não é essa. Enquanto as plantas que queremos que predominem em nosso jardim exigem cuidado e atenção permanente para se desenvolverem e crescerem saudáveis, o mato indesejado, se não mantido sob controle, acaba por tomar conta de todo jardim.   

Os jardins dão vida à qualquer lar, não é mesmo? Não importa se uma casa seja modesta, simples, ou uma mansão suntuosa, um jardim bem cuidado tem a capacidade de transformá-la completamente. Porém, invariavelmente, em todos eles, o mato que cresce pode se transformar em um problema, se não bem administrado.

Existem inúmeras formas através das quais o mato (também conhecido como erva daninha) chegue até nosso jardim. Seja pelo bico ou pelas fezes dos pássaros, seja através do vento, ou pela terra e substrato novos que adicionamos às nossas plantas para enriquecer o já existente, ou ainda por outro meio, o fato é que, se não mantidas sob controle, as ervas daninhas acabam por tomar conta do jardim e atrapalhar o desenvolvimento de nossas plantas.

Para combatê-las é possível utilizar defensivos agrícolas, o que nem sempre é recomendado, principalmente os químicos, por contaminarem a natureza em nossa volta, principalmente se temos crianças e animais domésticos que frequentem nosso jardim.

Nessa postagem, vamos ensinar algumas formas de combater o mato indesejado naturalmente, algumas exigem um pouco mais de trabalho, mas para quem gosta de trabalhar em seu jardim e tem isso como um hobby, isso não é um problema, não é mesmo?

Remover com a mão ou com um extrator de ervas daninhas

A forma mais usual de combater o mato é removê-lo com a mão, ou utilizando um extrator de ervas daninhas (aquelas hastes com uma bifurcação na ponta que penetra facilmente no solo ao lado da planta que se deseja remover). Esta técnica é milenar no cultivo do jardim, porém, você deve observar que a planta saia com a raiz, se você arrancar apenas parte dela, ela retornará. Se você não tem um extrator de ervas daninhas e o solo em volta dela estiver muito duro, dificultando a retirada da raiz, você pode utilizar também uma espátula, uma faca, ou uma pequena pá para facilitar esse processo. É importante também não deixar a planta arrancada no local onde ela estava crescendo, por suas sementes proporcionarão o crescimento de outras no mesmo lugar.

Eliminar com o auxílio de mantas ou jornais

As mantas de jardinagem, ou até mesmo folhas de jornal, impedem que a luz do sol incida sobre o solo, impedindo dessa forma a criação das condições ideais para que as ervas daninhas germinem e cresçam facilmente. Se você conseguiu eliminar as ervas daninhas aparentes em seu jardim, essas é uma excelente técnica para impedir que elas retornem. Cerque todas as suas plantas com as mantas ou jornais, isso evitará não só que as sementes já existentes no solo germinem, como também as possíveis novas sementes trazidas por animais ou pelo vento entrem no solo. Caso você utilize jornal ou uma manta leve, que possa ser facilmente carregada pelo vento, procure fixá-lo com pedras, areia, ou outro item que, além de escondê-lo, ainda deixará seu jardim mais bonito.

Você também pode utilizar farinha de milho, ou outra cobertura em pó, polvilhando em volta de suas plantas.

Água fervente

Para aquelas ervas daninhas pequenas que você arranca diariamente, mas estão sempre de volta no dia seguinte, uma boa alternativa é jogar água fervente sobre elas. Obviamente tomando todo o cuidado para que essa água não atinja as plantas que você deseja preservar. Faça isso por algumas vezes e elas não retornarão.  

Utilize vinagre no combate

Essa é mais uma das utilidades do vinagre, um dos produtos mais baratos, versáteis e úteis que temos em casa. O vinagre é é uma solução natural muito eficiente para eliminar as ervas daninhas. O ácido acético contido no vinagre é um herbicida natural, que retira a umidade das folhas da planta. Você pode borrifá-lo sobre o mato, mas sempre tomando o cuidado de que ele não atinja suas plantas, pois também será prejudicial a elas.

Você também pode utilizar sal, pois o sal colocado sobre as ervas daninhas vai desidratá-las, porém não exagere na utilização dessa técnica, pois ela vai provocar a alteração na química do solo, prejudicando as outras plantas.

 
Faça você mesmo um sabão herbicida

Da mesma forma que você utilizou o vinagre, pode utilizar também esse sabão herbicida. Misture, em partes iguais, detergente de louça, sal e vinagre. Coloque essa mistura em um borrifador e pulverize somente as ervas daninhas com ela. Como explicamos acima, o sal e o vinagre vão desidratar as ervas, enquanto o detergente de louça ajudará que essa solução fixe-se nas folhas.

Se você gostou dessa dica, provavelmente também vá gostar dessas outras postagens:
Vasos autoirrigáveis
Vale a pena consumir tomates orgânicos?
10 motivos para usar vasos autoirrrigáveis
A importância da adubação de hortas e jardins
Como alegrar sua casa usando plantas na decoração
As vantagens de ter uma horta em casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *