O que é felicidade?

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 10 minutos

mulher feliz com girassóis

Afinal, o que é felicidade? Segundo Dalai Lama, “A felicidade é um estado de espírito”, vamos entender então o que significa isso?

A felicidade é algo que todas as pessoas procuram, no entanto, o que define a felicidade pode variar de uma pessoa para outra.

Quando as pessoas falam sobre o verdadeiro significado da felicidade, elas podem estar falando sobre como se sentem no momento presente ou se referindo a um senso mais geral de como se sentem em relação à toda sua vida.

Então, descubra o que é a felicidade para você e, se for o caso, como se tornar mais feliz.

Definição comum de felicidade

A felicidade é um estado emocional identificável por sentimentos de alegria, satisfação, contentamento e realização. Sendo assim, embora a felicidade tenha muitas definições diferentes, é frequentemente descrita como emoções positivas e satisfação com a vida.

Mas, como a felicidade tende a ser um sentimento amplo e variar de uma pessoa para outra, os profissionais de psicologia normalmente usam a expressão “bem-estar subjetivo” quando se referem a esse estado emocional.

Ou seja, o bem-estar subjetivo tende a se concentrar nos sentimentos pessoais gerais de cada pessoa sobre sua vida presente ou toda ela.

Qual a chave da felicidade?

O equilíbrio das emoções. Todas as pessoas experimentam emoções, sentimentos e humores positivos e negativos em sua vida. Assim, a felicidade consiste em experimentar mais sentimentos positivos do que negativos.

Satisfação com a vida. Isso refere-se ao quão satisfeita uma pessoa está com as diferentes áreas de sua vida, seus relacionamentos, trabalho, conquistas e outras coisas que considera importantes.

Ainda, segundo o antigo filósofo grego Aristóteles, a felicidade é o único desejo humano, dessa forma, todos os outros desejos humanos existem como uma maneira de obter a felicidade.

Ele acreditava que havia quatro níveis de felicidade, a de gratificação imediata, de comparação e realização, de fazer contribuições positivas e de alcançar a realização.

Aristóteles sugeriu ainda que a felicidade poderia ser alcançada através da média áurea, que envolve encontrar um equilíbrio entre a falta e o excesso.

Quais são os sinais de felicidade?

Embora as percepções de felicidade possam ser diferentes de uma pessoa para outra, ainda assim existem alguns sinais-chave que os psicólogos procuram ao medir e avaliar a felicidade. Entre esses sinais podem ser destacados:

  • Você sente que está vivendo a vida que desejava;
  • Você está indo com o fluxo e com uma vontade de levar a vida como ela se apresenta;
  • Sentindo que as condições de sua vida são boas;
  • Desfruta de relacionamentos positivos e saudáveis ​​com as outras pessoas;
  • Sentindo que você realizou ou conseguirá realizar seus desejos;
  • Está sentindo-se satisfeito com sua vida, assim como sentindo-se mais positivo do que negativo;
  • Você esta aberto a novas ideias e experiências;
  • Pratica o autocuidado e trata-se com bondade e compaixão;
  • Experimenta o sentimento de gratidão;
  • Sente que está vivendo a vida com um senso de significado e propósito;
  • Quer compartilhar sua felicidade e alegria com os outros;

Mas é importante destacar que a felicidade não é um estado de euforia constante. Em vez disso, ela é uma sensação geral de experimentar mais emoções positivas do que negativas.

Assim, pessoas felizes também sentem toda a gama de emoções humanas, como raiva, frustração, tédio, solidão e tristeza algumas vezes. Mas mesmo quando confrontadas com desconforto, elas têm um sentimento subjacente de otimismo de que as coisas vão melhorar e que elas podem lidar com o que está acontecendo e que serão capazes de se sentirem felizes novamente.

felicidade - menina feliz

Formas de felicidade

Há muitas maneiras diferentes de pensar sobre a felicidade. Por exemplo, Aristóteles fez uma distinção entre dois tipos diferentes de felicidade, hedonismo e a eudaimonia.

Hedonismo é derivado do prazer. É mais frequentemente associado a fazer o que é bom, cuidar de si mesmo, realizar desejos, experimentar prazer e sentir uma sensação de satisfação.

Eudaimonia é a felicidade é derivada da busca de virtude e significado. Ela contempla os componentes importantes do bem-estar, incluindo o sentimento de que sua vida tem significado, valor e propósito. Está mais associada ao cumprimento de responsabilidades, ao investimento em objetivos de longo prazo, à preocupação com o bem-estar de outras pessoas e à realização de ideais pessoais.

Atualmente esses tipos de felicidade são mais comumente conhecidas na psicologia como prazer e significado. Mais recentemente, psicólogos sugeriram a adição de um terceiro componente relacionado ao engajamento. São sentimentos de compromisso e participação em diferentes áreas da vida.

Pesquisas sugerem que pessoas felizes tendem a ter uma classificação muito alta em satisfação com a vida eudaimônica e melhor que a média em sua satisfação com a vida hedônica.

A felicidade é um sentimento individual

Todos esses componentes desempenham um papel importante na experiência geral de felicidade, embora o valor relativo de cada pessoa possa ser altamente subjetivo. Ou seja, algumas atividades podem ser prazerosas e significativas, enquanto outras podem variar mais de uma forma ou de outra.

Por exemplo, voluntariar-se para uma causa em que você acredita pode ser mais significativo do que prazeroso. Por outro lado, assistir a um bom filme pode ter uma classificação mais baixa em significado e mais alta em prazer.

Alguns tipos de felicidade que podem se enquadrar nessas três categorias:

  • Alegria, sentimento muitas vezes breve que é sentido no momento presente;
  • Excitação, sentimento feliz que envolve esperar algo com antecipação positiva;
  • Gratidão, emoção positiva que envolve ser grato e agradecido;
  • Orgulho, sentimento de satisfação por algo que você realizou;
  • Otimismo, é uma maneira de ver a vida com uma perspectiva positiva e otimista;
  • Contentamento, é um tipo de felicidade envolve uma sensação de satisfação.

o que é felicidade

Como cultivar a felicidade

Algumas pessoas tendem a ser naturalmente mais felizes do que outras, no entanto, há coisas que você pode fazer para cultivar seu senso de felicidade.

Perseguir metas intrínsecas

Alcançar objetivos que você está intrinsecamente motivado a perseguir, em especial aqueles focados no crescimento pessoal e na comunidade, pode ajudar a aumentar a felicidade.

Pesquisas sugerem que perseguir esses tipos de objetivos intrinsecamente motivados pode aumentar a felicidade mais do que perseguir objetivos extrínsecos, como ganhar dinheiro ou status.

Aproveitar o momento

Segundo alguns estudos, pessoas que ganham mais ficam tão focadas em acumular coisas que perdem a noção de fazer realmente o que gostam.

Então, em vez de cair na tentação de acumular por acumular em detrimento de sua própria felicidade, concentre-se em praticar a gratidão pelas coisas que você tem e aproveite o processo à medida que avança.

Reformular os pensamentos negativos

Quando você perceber que está tendo uma perspectiva pessimista ou pensamentos negativos, então procure maneiras de reformular seus pensamentos de uma maneira mais positiva.

As pessoas têm um viés natural de negatividade, ou uma tendência a prestar mais atenção às coisas ruins do que às coisas boas. Isso tem um impacto em tudo o que acontece, desde como você toma decisões até como você forma impressões de outras pessoas.

Mas, reformular essas percepções negativas não significa ignorar o que é ruim. Em vez disso, significa tentar ter uma visão mais equilibrada e realista dos acontecimentos. Ou seja, você se permite perceber padrões em seu pensamento e, em seguida, enfrente os pensamentos negativos.

casal feliz

Por que a felicidade é tão importante em nossa vida?

A felicidade demonstrou antever resultados positivos em muitas áreas diferentes da vida, incluindo bem-estar mental, saúde física e longevidade.

Isso ocorre porque as emoções positivas aumentam a satisfação com a vida. Além disso, a felicidade ajuda as pessoas a desenvolver habilidades de enfrentamento e recursos emocionais mais fortes.

As emoções positivas estão ligadas a uma melhor saúde e longevidade. Um estudo concluiu que as pessoas que experimentam mais emoções positivas do que negativas tendem a viver 13 anos a mais.

Os sentimentos positivos aumentam a resiliência. A resiliência ajuda as pessoas a gerenciarem melhor o estresse e a se recuperarem melhor quando enfrentam contratempos. Por exemplo, um estudo descobriu que pessoas mais felizes tendem a ter níveis mais baixos do hormônio do estresse cortisol e que esses benefícios tendem a persistir ao longo do tempo.

Assim como, as pessoas que relatam ter um estado positivo de bem-estar são mais propensas a se envolver em comportamentos saudáveis, como comer frutas e vegetais e praticar exercícios físicos regulares.

Por fim, ser feliz pode ajudar a adoecer com menos frequência. Isso ocorre porque os estados mentais mais felizes estão ligados ao aumento da imunidade.

Como ser uma pessoa mais feliz?

Há pessoas que parecem ter um nível básico mais alto de felicidade. Segundo um estudo feito com mais de 2.000 gêmeos concluiu que cerca de 50% da satisfação geral com a vida era devido à genética, 10% a eventos externos e 40% a atividades individuais.

Sendo assim, mesmo que você não consiga controlar qual é o seu “nível básico” de felicidade, há coisas que você pode fazer para tornar sua vida mais feliz. Assim como, mesmo a pessoa mais feliz do mundo pode se sentir mal de vez em quando. Portanto, a felicidade é algo que todas as pessoas precisam buscar conscientemente se quiserem alcançá-la.

Então, se você quer atingir esse objetivo, tente aplicar essas dicas.

Cultive relacionamentos fortes

O relacionamento social é uma parte essencial do bem-estar. Pesquisas descobriram que bons relacionamentos sociais são indutores de felicidade. Portanto, ter conexões positivas e de apoio com pessoas de quem você gosta pode fornecer um amortecedor contra o estresse, melhorar sua saúde e ajudá-lo a se tornar uma pessoa mais feliz.

Um estudo que analisou pessoas iniciado em 1938 e que durou mais de 80 anos descobriu que os relacionamentos e a felicidade das pessoas nesses relacionamentos impactaram fortemente a saúde geral.

Portanto, se você está tentando melhorar sua felicidade, cultivar conexões sociais sólidas é uma ótima forma de começar. Sendo assim, procure aprofundar seus relacionamentos existentes e encontre formas de fazer novos amigos.

Faça exercícios regularmente

Fazer exercício é bom tanto para o corpo como para a mente. A atividade física está ligada a uma série de benefícios físicos e psicológicos, entre eles a melhora do humor.

Muitos estudos já demonstraram que o exercício regular pode desempenhar um papel na prevenção dos sintomas da depressão, além disso, há evidências que sugerem que também pode ajudar a tornar as pessoas mais felizes.

Mesmo fazer poucos exercícios produz um impulso de felicidade, uma revisão de estudos sugeriu que as pessoas que eram fisicamente ativas por apenas 10 minutos por dia ou que se exercitavam apenas uma vez por semana tinham níveis mais altos de felicidade do que pessoas que nunca se exercitavam.

Pratique a gratidão

Em um estudo, várias pessoas foram convidadas a escrever por 10 a 20 minutos todas as noites antes de dormir. Mas, algumas foram instruídos a escrever sobre aborrecimentos diários, outras sobre eventos neutros e outras sobre coisas pelas quais eram gratos.

O resultado foi que as pessoas que escreveram sobre gratidão aumentaram as emoções positivas, aumentaram a felicidade subjetiva e melhoraram a satisfação com a vida.

Portanto, os autores do estudo sugerem que manter uma lista de gratidão é uma maneira relativamente fácil, acessível, simples e agradável de melhorar o humor. Então, tente reservar alguns minutos todas as noites para escrever ou pensar em coisas em sua vida pelas quais você é grato.

Encontre um propósito em sua vida

Segundo uma pesquisa, as pessoas que têm um propósito também têm melhor bem-estar e se sentem mais realizadas. Um senso de propósito envolve ver sua vida como tendo objetivos, direção e significado. Pode ajudar a melhorar a felicidade promovendo comportamentos mais saudáveis.

Veja a seguir coisas que você pode fazer para encontrar um senso de propósito:

  • Explore seus interesses e paixões;
  • Envolva-se em causas sociais e altruístas;
  • Aja para combater as injustiças;
  • Procure coisas novas sobre as quais você aprenda mais.

Isso porque, ter um senso de propósito é influenciado por vários fatores, mas também é algo que você pode cultivar.

Ter propósito envolve encontrar um objetivo com o qual você se importe profundamente, que o levará a se envolver em ações produtivas e positivas para trabalhar em direção a esse objetivo.

felicidade - casal feliz

Erros que cometemos ao buscar a felicidade

Buscar a felicidade é importante, no entanto ela não deve ser buscada sem um propósito. Há coisas que podemos acreditar que nos farão felizes, mas que ao atingi-las perceberemos que não nos fazem mais felizes. Alguns exemplos:

Valorizar coisas erradas

O dinheiro pode não comprar a felicidade, mas há pesquisas que afirmam que gastar dinheiro em novas experiências pode tornar mais feliz do que gastar em bens materiais.

Por exemplo, um estudo descobriu que gastar dinheiro em coisas que compram tempo, como serviços que economizam tempo, pode aumentar a felicidade e a satisfação com a vida.

Portanto, em vez de supervalorizar coisas como dinheiro, status ou bens materiais, perseguir objetivos que resultem em mais tempo livre ou experiências agradáveis ​​pode ter um retorno maior de felicidade.

Não buscar convívio social

Ter apoio social significa ter amigos e entes queridos a quem você pode recorrer para obter ajuda. O apoio social percebido desempenha um papel importante no bem-estar subjetivo. Por exemplo, um estudo descobriu que as percepções de apoio social eram responsáveis ​​por 43% do nível de felicidade de uma pessoa.

É importante lembrar que quando se trata de apoio social, a qualidade é mais importante do que a quantidade. Ter apenas alguns amigos muito próximos e confiáveis ​​terá um impacto maior em sua felicidade geral do que ter muitos conhecidos casuais.

Pensar na felicidade como um ponto final

A felicidade não é um objetivo que você pode simplesmente alcançar e pronto. É uma busca constante que requer nutrição e sustento contínuos.

Um estudo descobriu que as pessoas que tendem a valorizar mais a felicidade também tendem a se sentir menos satisfeitas com suas vidas. Para elas, a felicidade se torna um objetivo tão elevado que se torna praticamente inatingível.

Valorizar demais a felicidade pode ser autodestrutivo porque quanto mais as pessoas valorizam a felicidade, maior a probabilidade de se sentirem desapontadas.

mulher feliz

Conclusão

Assim, talvez o melhor seja não fazer de algo tão amplamente definido como “felicidade” seu objetivo. Em vez disso, concentre-se em construir e cultivar o tipo de vida e relacionamentos que trazem realização e satisfação à sua vida.

Também é importante considerar como você define pessoalmente a felicidade. Isso porque, como já pudemos ver, felicidade é um termo amplo que significa coisas diferentes para pessoas diferentes.

Enfim, em vez de olhar para a felicidade como um ponto final, pode ser mais útil pensar sobre o que a felicidade realmente significa para você e depois trabalhar em pequenas ações que o ajudarão a se tornar mais feliz.

Com isso fica mais fácil realizar esses objetivos e a busca pela felicidade fica menos opressiva.


Leia também:
Por que é importante ter esperança?
Descubra 11 hábitos das pessoas verdadeiramente felizes
Como explicar o medo
10 coisas que pessoas infelizes fazem
O que é falácia de chegada?

Compartilhe...

Um comentário em “O que é felicidade?

  1. Augusta disse:

    Quero conhecer, pode ser que eu goste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *