Por que a saúde da pele é importante para manter o sistema imunológico fortalecido?

Compartilhe...
Tempo estimado para leitura: 7 minutos

Um dos aprendizados que muitas pessoas estão tirando dessa pandemia causada pelo Coronavirus é que ter um sistema imunológico fortalecido é importante, assunto que até então circulava somente entre profissionais de saúde.

De uma forma geral, o mundo está falando sobre se manter saudável, evitar germes e fortalecer o sistema imunológico, e com motivos, as doenças e vírus não podem ser tratados como uma brincadeira.


O que é sistema imunológico

O sistema imunológico, ou sistema imune, é uma ação que tem como objetivo proteger o nosso organismo contra agentes infecciosos. É o nível de proteção do nosso organismo, ou resposta imune, que defende nosso corpo permanentemente contra ações de agentes infecciosos, como fungos, micróbios, bactérias e vírus.

O sistema imunológico é muito complexo, é uma barreira composta por milhões de células de diferentes tipos e com diferentes funções que são responsáveis por garantir a defesa do organismo e por manter o corpo funcionando livre de doenças.

Essa defesa, quando funciona eficientemente, é que nos mantém saudáveis, e essa ação é denominada de resposta imune, que está dividida em imunidade inata e imunidade adaptativa.

Imunidade inata, ou imunidade natural é a primeira linha de defesa do nosso organismo contra as doenças. São barreiras que já nascem conosco e que dificultam a entrada de infecções. Algumas dessas barreiras aparentes e conhecidas por todos são a pele, os cílios, as lágrimas, o muco, a saliva, o suco gástrico e o suor. Assim como nossos leucócitos, neutrófilos e os macrófagos – esses mais conhecidos pelos cientistas e profissionais de saúde.

Entretanto, quando essa linha de defesa não é suficiente para resistir aos ataques dos agentes infecciosos, é a vez da imunidade adaptativa, ou adquirida tentar fazer sua parte.

Imunidade adquirida é a barreira de defesa que não nasce conosco, mas que é acrescentada ao nosso organismo ao longo da nossa vida. Os anticorpos que criamos ao superar uma doença e as vacinas são os exemplos mais conhecidos de imunidade adaptativa. Essa imunidade é uma espécie de memória celular, elas ensinam nosso organismo a se defender frente a situações pelas quais, ao nascer, não estaríamos imunes ou protegidos.

Como fazer para melhorar o sistema imunológico?

Felizmente há muitas coisas que podemos fazer para apoiar e fortalecer o nosso sistema imunológico, a atitude que todos nós devemos tomar é consultar nosso médico de confiança e, através de exames, descobrir o que precisamos reforçar e melhorar em nosso organismo para aumentar nosso sistema de proteção contra doenças.



Existem ainda outras ações muito fáceis de tomarmos e conhecidas que reforçarão nossas defesas, como por exemplo:

  • alimentar-se de uma forma saudável e equilibrada para que nosso organismo esteja bem nutrido;
  • priorizar o sono, que é quando o nosso organismo se reinicia e desintoxica;
  • diminuir o nível de estresse, que provoca uma reação inflamatória em nosso corpo; saindo de dentro de casa para tomar sol, que é quando a vitamina D que recebemos da luz solar ajuda a processar os nutrientes e também a diminuir possíveis inflamações que estejamos enfrentando;
  • e, por fim, cuidando da nossa pele, que é o assunto que trataremos nesse texto.

Como a pele pode nos proteger de doenças?

Conforme já citamos acima, ao explicar o que é sistema imunológico, nossa pele faz parte da primeira linha de defesa quando se trata de entrar em contato com “germes” externos (micróbios, bactérias, vírus e fungos).

Temos uma célula na camada mais intermediária da pele que consegue identificar e captar antígenos e micro-organismos que podem ser nocivos. Ela faz uma codificação e uma identificação desse antígeno e submete ao sistema imunológico para que ele envie as células adequadas para combater a infecção ou o agente nocivo que está nos atacando.

Portanto, construir e manter uma pele forte e saudável é uma forma muito importante de ajudar o nosso sistema imunológico a nos proteger.

Como fazer para fortalecer a pele?

Mantenha sua pele limpa

A melhor maneira de manter a pele limpa é simplesmente usando água e sabão (sabonete). Lavar a pele por pelo menos 30 segundos, dando uma atenção especial para a palma e o topo das mãos e todos os lados dos dedos.

O sabão trabalha para retirar gorduras e óleos da pele, permitindo que a gordura seja lavada e dissolvida em água.

Nesse caso, o uso de sabonetes naturais é o mais indicado porque eles limpam e repõem a gordura necessária para a manutenção de uma pele saudável. Por não possuírem aditivos químicos nocivos à nossa pele e ao meio ambiente (sulfatos, petrolatos, parabenos) eles podem ser usados com mais frequência que os sabonetes industrializados.

Mantenha sua pele hidratada

A pele seca apresenta fissuras nas barreiras lipídicas que permitem a entrada de germes. Diferentemente disso, a pele hidratada permanece flexível e íntegra, possibilitando que ela seja uma barreira eficaz.

A hidratação vem da água que fica na pele, vem das células da pele com água. Para uma hidratação adequada, beber água e ter um umidificador é uma grande ajuda.

Ingredientes naturais que ajudam na hidratação da pele são substâncias como a glicerina (gerada durante a reação química da saponificação), manteigas e óleos naturais e extratos vegetais. Para uma hidratação eficaz, você pode secar a pele com palmadinhas e, em seguida, enquanto ela ainda está úmida, aplicar um hidratante, o mais natural possível. Esse hidratante irá bloquear a água, sem entupir seus poros e prejudicar a função da pele de regular sua temperatura corporal.

Depois de entrar na água, tomar banho ou até mesmo lavar o rosto, seus poros ficam mais abertos, então adicionar uma camada adicional de óleos não só permitirá que os nutrientes do óleo penetrem profundamente, mas também bloqueará a perda de qualquer água ainda presente na sua pele.

Mantenha as bactérias boas vivas e ativas

É isso mesmo, nós temos bactérias boas que vivem em nossa pele e que ajudam no processamento de células mortas da pele e no combate a bactérias estranhas.

Há muitas informações que não sabemos sobre a microbiota (bactérias boas que ficam em nossa pele), mas a seguir vamos listar algumas informações sobre a importância de mantê-las saudáveis, e também o efeito surpreendentemente complexo que ela tem em nosso sistema imunológico.

A pele é uma barreira que é uma das primeiras linhas de defesa contra os micróbios nocivos. Células imunológicas especializadas dentro do tecido da pele também ajudam a combater organismos invasores. A superfície da pele é o lar de comunidades surpreendentemente diversas de bactérias, conhecidas coletivamente como microbiota da pele.

Pessoas leigas em ciência, geralmente têm a sensação de que todas as bactérias que vivem em nossa pele são prejudiciais, mas, diferentemente das outras bactérias, a microbiota da pele pode desempenhar um papel importante na promoção da saúde, evitando que as infecções de pele se tornem mais prolongadas, pronunciadas e mais graves.

Entretanto há muitas pesquisas científicas interessantes em andamento para entender melhor a função da microbiota da pele. Descobertas já atestam como essas bactérias podem manipular as respostas imunológicas e a inflamação. Há também estudos que comprovam que sua presença acelera a cicatrização de feridas.

O que pode enfraquecer o sistema imunológico da pele?

Agora que já conhecemos a melhor maneira de fortalecer nossa pele e de aumentar nosso sistema imunológico, vamos descobrir o que enfraqueceria nossa pele ou sobrecarregaria nosso sistema imunológico?

O que devemos evitar de usar em nossa pele?

Substâncias que enfraquecem a nossa pele e, se pudermos devemos evitar:

  • Produtos que contenham álcool. O álcool pode causar irritação e secura na pele, especialmente com o uso excessivo;
  • Agentes espumantes fortes como lauril sulfato de sódio. Essa substância é um irritante para a pele e tem sido associada ao câncer, distúrbios hormonais e uma série de outras coisas;
  • Agentes antibacterianos, especialmente cloreto de benzalcônio. Embora usar um produto antibacteriano pareça bom, eles podem matar tanto as bactérias boas e más com o contato. Na verdade, ao utilizá-los enfraquecemos a primeira linha de defesa da nossa pele – as bactérias boas. O cloreto de benzalcônio pode causar irritação da pele e resistência aos antibióticos;
  • “Fragrância”. Este ingrediente pode significar quase tudo, incluindo ftalatos e PEG, que podem causar desregulação endócrina;
  • Estar com desidratação. A falta de água fará com que a pele perca sua elasticidade e terá maior probabilidade de se romper, deixando o organismo muito mais suscetível às infecções;
  • Ingredientes inflamatórios, como soja. A soja é rica em ácidos graxos ômega-6, mas como nós consumimos essas substâncias em abundância em nossas dietas, os adicionais encontrados na soja causam inflamação, principalmente porque o óleo de soja está presente em muitos ingredientes para a pele, a maioria dos tocoferóis (vitamina E) são derivados da soja, a menos que esteja explicitamente declarado no rótulo que não seja.

Escolher produtos para colocar na pele pode parecer assustador, pois já há muito com o que se preocupar, ler mais um rótulo pode ser exaustivo. Portanto selecionamos algumas opções de substâncias para facilitar esse cuidado com o que você usa na sua pele.

Ingredientes para desintoxicação da pele

Os antioxidantes realmente podem ajudar a impedir os efeitos negativos das toxinas encontradas no ambiente, interrompendo os danos que os radicais livres causam quando usados ​​como parte de sua rotina diária.

Os sabonetes de carvão ativado são ótimos para retirar toxinas da pele e devem ser usados no corpo todo, não só no rosto.

E não se esqueça de suar, ajude seu corpo a se livrar das toxinas da pele suando. Seja por meio de exercícios ou de um banho de chuveiro ou de uma sauna.

Ingredientes anti-inflamatórios

  • Óleo de Mamona;
  • Óleo essencial de Melaleuca;
  • Manteiga de Bacuri;
  • Aloe Vera;
  • Lavanda;
  • Óleo de coco;
  • Óleo de semente de girassol – rico em vitamina E.

Ingredientes antibacterianos naturais

Ingredientes para fortalecer a pele

  • Óleo de girassol;
  • Óleo de jojoba;
  • Óleo de cártamo;
  • Óleo de sementes de cânhamo;
  • Óleo de coco.

Ingredientes para Hidratar a pele

Outras atitudes para ajudar a manter seu corpo funcionando com seu sistema nervoso parassimpático, para manter a desintoxicação em andamento em seu corpo e para manter o estresse em nível baixo:

  • Aromaterapia;
  • Respiração profunda;
  • Dormir;
  • Receber a Vitamina D da luz do sol;
  • Comer alimentos ricos em antioxidantes.


Se você gostou desse assunto, provavelmente também vá gostar destas outras dicas:
Shampoos e condicionadores naturais e veganos, benefícios para o cabelo
Entenda porque o sabão pode diminuir muito a propagação de vírus
Porque devemos ler os rótulos dos produtos de higiene?
Saboaria vegana e natural, pele saudável, aromaterapia e sustentabilidade
Chegou o PooFresh Nº 3, o número 2 sem rastro
Saboaria natural e vegana de qualidade com ingredientes eficientes
Qual é o meu tipo de pele e como cuidá-la?

Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *